quinta-feira, 30 de junho de 2016

EM MENOS DE 24 HORAS: 3 PESSOAS SÃO MORTAS A TIROS EM CASTANHAL

Em menos de 24 horas, 3 pessoas foram mortas a tiros na cidade de Castanhal, nordeste do Estado. Na noite de quarta-feira (29), no final da rua Comandante Assis, no bairro Ianetama, um homem não identificado foi morto com pelo menos 5 tiros de revólver pelo corpo.

O investigador Moraes, da Polícia Civil, estava de plantão na delegacia do centro de Castanhal quando, por volta das 23h, foi informado por policiais militares do Núcleo Integrado de Operações (Niop) de que havia acontecido um homicídio no bairro Ianetama, mais precisamente no final da rua Comandante Assis. De imediato, o policial civil se deslocou até o endereço informado e, nos fundos do quintal de uma residência, encontrou um homem caído no chão, no meio de um monte de lixo, com várias perfurações de bala. No local, ninguém soube ou não quis dizer como o crime teria acontecido. O corpo foi removido para o Instituto Médico Legal (IML) e até o fechamento desta edição permanecia como indigente no necrotério.

DEFICIENTE FÍSICO

Já no início da madrugada de ontem, por volta de 1h, no conjunto Novo Horizonte, outro homicídio. O deficiente físico Leylson Pinheiro da Silva, de 26 anos, foi alvejado a tiros e caiu morto na travessa Leopoldina. O delegado Nélio Magalhães, da Polícia Civil, desconfia que Leylson pudesse ter sido morto por engano, já que não possuía entradas na delegacia e nem envolvimento com a criminalidade. Ele estaria na hora errada e no local errado.

“Leylson conversava com um grupo de pessoas, as quais algumas têm envolvimento com a criminalidade, quando dois desconhecidos se aproximaram em uma motocicleta e efetuaram vários disparos de arma de fogo em direção ao grupo. Como era deficiente físico, Leylson não conseguiu correr e acabou alvejado. Os outros conseguiram escapar”, explicou do delegado Nélio Magalhães. Leylson Pinheiro da Silva morreu no local. Os executores estavam de capacete e de camisa manga comprida preta. Fugiram em uma motocicleta de cor clara.

A esposa de Leylson disse que saiu de casa para chamá-lo para ir para casa quando nomeio do caminho ouviu os disparos logo em seguida viu seu marido caído no chão. Ela disse ainda que os dois motoqueiros deram a volta e o que estava na garupa se aproximou e efetuou mais 3 tiros contra Leylson. A viúva disse que não conseguiu identificar os assassinos de seu companheiro.

ADOLESCENTE

Já no início da noite de ontem, por volta das 19h, um adolescente de 17 anos de idade foi morto com pelo menos 7 tiros, segundo peritos criminais que realizaram a remoção do corpo e perícia de local do crime. Um tiro nas costas, um no braço direito e outro na cabeça. O restante foi dividido em outras partes do corpo.

Marcos Paulo Aquino Cavalcante estava próximo ao ginásio poliesportivo do conjunto Fonte Boa, quando foi alvejado pelos disparos efetuados por dois desconhecidos, que estavam em uma motocicleta modelo Pop 100 de cor vermelha. A vítima ainda tentou correr para escapar da morte, mas não conseguiu. Poucos minutos antes do ocorrido, dois rapazes retornavam do ensaio de uma quadrilha junina quando os dois ocupantes da Pop 110 passaram e depois retornaram. “Um deles disse – ‘volta, volta que é o Marcos’- “Eles voltaram e quando chegaram perto de nós, o outro disse – ‘parece muito, mas não é ele não, um bora, um bora’—“ficamos com medo”, relatou um dos brincantes da quadrilha junina.

No sábado tentaram matar Marcos, mas os tiros não o acertaram. Ele voltou a andar nas ruas e ontem à noite não escapou: foi executado com vários tiros à queima-roupa.

ATENTADOS

Tentativas de homicídio também ocorreram na noite de quarta-feira última. O primeiro caso foi no conjunto Fonte Boa, por volta das 20h. Juvenal Furtado Neto, de idade não revelada, passeava com seu filho em via pública quando, de repente, um desconhecido se aproximou e efetuou disparos de arma de fogo contra ele. Juvenal foi socorrido e levado para o Hospital Municipal de Castanhal, onde deu esta versão à equipe médica. Uma hora depois, na rua Holanda Pereira, no conjunto Novo Horizonte, Deivid Costa de Araújo, de 21 anos, foi alvejado com um tiro de revólver em um dos braços e outro tiro em uma das pernas, disparados por um desconhecido. Deivid foi socorrido e conduzido para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) 24 Horas de Castanhal. Deivid não conseguiu dar detalhes de como foi baleado. Ele e Juvenal não correm risco de perder a vida.

INVESTIGAÇÃO

Todos os casos serão investigados pela equipe da Divisão de Homicídios (DH) com sede do Apeú, Distrito castanhalense. Ninguém foi preso ainda.

Reportagem: Tiago Silva

quarta-feira, 29 de junho de 2016

FALSOS OFICIAIS DO EXÉRCITO SÃO PRESOS EM CASTANHAL

Patrick Siqueira da Costa, 22, Joaquim Diego, 21, e Fabiele Castro Santos, de 22 anos, se passavam por oficiais do Exército Brasileiro (EB) e, na manhã de ontem, acabaram presos na cidade de Castanhal, nordeste paraense. Os três receberam voz de prisão dada pelo comandante do Tiro de Guerra (TG) de Castanhal, durante um evento de formatura que acontecia no TG.

Patrick se apresentou como tenente, mas acabou desmascarado pelo comandante do Tiro de Guerra, que percebeu que as divisas de Patrick não eram condizentes com as da função. Patrick Siqueira, Joaquim Diego e Fabiele Castro foram conduzidos à delegacia do centro de Castanhal, onde foram apresentados para a delegada Ariane Magno Gomes, da Polícia Civil. Na delegacia, Fabiele e Joaquim alegaram terem sido vítimas e acusaram Patrick de ser o golpista. Segundo eles, o falso tenente cobrou valores na promessa de ingressá-los na corporação. O pai de Fabiele pagou o valor de R$ 9 mil e Joaquim mais R$ 10 mil ao acusado.

Nos telefones celulares dos falsos militares do Exército Brasileiro foram encontradas fotos deles três juntos fardados em estabelecimentos públicos. Patrick e Joaquim disseram serem moradores de Belém. Fabiele disse ser moradora de Igarapé-Açu, município do nordeste do Estado. Os três foram autuados por crimes de falsidade ideológica, usurpação de cargo público e associação criminosa. O Exército do Brasil vai investigar para tentar descobrir como e de quem os acusados conseguiram adquirir os uniformes.

Reportagem: Tiago Silva

PRESO ACUSADO DE PRATICAR HOMICÍDIO EM SÃO DOMINGOS DO CAPIM

Ontem, por volta das 10h30min, os sargentos Vilhena, Jair e o cabo J. Pereira, da Polícia Militar, cumpriram mandado de prisão expedido pela justiça contra João Carlos Maciel Cardoso, vulgo "felito", de 25 anos. Ele e Jair Marques Gomes Junior, conhecido por “loro”, de 40 anos, são acusados de serem os autores do assassinato de Ademar Lopes Sabino, de Idade não revelada.

O crime aconteceu na manhã do dia 27 de março deste ano, na rua São Francisco, no bairro do Pixilinga, em São Domingos do Capim, cidade do nordeste paraense. A vítima foi  morta com vários golpes de terçado pelo corpo. Jair Marques Gomes Junior, o "loro”, já havia sido preso antes de João Carlos Maciel Cardoso, o ”felito”. João Carlos foi preso na manhã de ontem, no mesmo bairro em que ocorreu o assassinato.

Na época, logo após o crime, o mandado de prisão contra os acusados foi solicitado à justiça pelo delegado Marcelo Ferreira de Souza, da Polícia Civil de São Domingos do Capim. João Carlos responderá pelo crime de homicídio qualificado. Ele já se encontra custodiado em um presídio da região metropolitana de Belém.

Reportagem: Tiago Silva

TRIO É PRESO ACUSADO DE PRATICAR ASSALTO EM IGARAPÉ-AÇU

Na cidade de Igarapé-Açu, nordeste do Estado, policiais militares do destacamento da Vila São Luiz (zona rural) foram informados que na altura do km 5 da Vila do Caripi havia acontecido um assalto praticado por duas mulheres e dois homens, que estavam em um carro de cor prata. O sargento Sérgio e o cabo Ferreira fizeram incursões na área e, já na Vila do Livramento, o veículo foi localizado e interceptado.

Dentro do carro estavam três suspeitos, sendo um homem e duas mulheres. Outro suspeito conseguiu escapar do cerco policial. Ainda dentro do carro foi encontrado um revólver calibre 38 municiado. Pedro dos Santos Lopes, 28, Darlene do Socorro Araújo, 23, e Maurinete Ferreira Rodrigues, de 26 anos, foram reconhecidos pelas vitimas como sendo os autores do assalto. Todos residem no bairro Morada do Sol, na cidade de Paragominas.

O trio foi conduzido à Delegacia de Polícia Civil da cidade de Igarapé-Açu, onde ficou de ser autuado por crime de assalto a mão armada.

Reportagem: Tiago Silva

FORAGIDO DO SISTEMA PENAL É RECAPTURADO EM TERRA ALTA

Na cidade de Terra Alta, nordeste do Estado, o sargento J. Rodrigues, mais os cabos Câmara, Uchôa e o soldado Dos Anjos realizavam ronda de rotina pelo bairro Novo quando avistaram um suspeito em via publica. Foi feito a abordagem e constatado que o suspeito, José Fagner Rodrigues do Nascimento, o conhecido “fininho”, estava na condição de foragido do sistema penal.


Ele foi apresentado na Delegacia de Polícia Civil de Terra Alta e depois recambiado para o Complexo Penitenciário de Santa Izabel, na região metropolitana de Belém, de onde já havia conseguido fugir duas vezes. José Fagner, o “fininho”, agora ficará custodiado no regime fechado.

Reportagem: Tiago Silva

EM SANTA MARIA DO PARÁ, HOMEM É PRESO COM MOTOCICLETA ROUBADA

Na cidade de Santa Maria do Pará, nordeste do Estado, por volta das 11h30min de ontem, durante operação saturação, em frente a lombada do bairro Magníficos, às margens da rodovia BR-316, um suspeito  que conduzia uma motocicleta modelo Biz 100 cilindradas ES ano 2013, de  cor vermelha e sem placa, foi abordado  e revistado por policiais militares.

Nada de ilícito foi encontrado com o condutor, porem, após consulta no sistema, foi constatado que a motocicleta estava com registro de roubo na base do Detran. A Biz foi roubada em dezembro do ano passado na cidade de Castanhal, nordeste do Estado. Ednaldo da Silva Ramos, de 24 anos, residente na rua Alencar, no bairro do Mutirão, foi conduzido à delegacia de Santa Maria do Pará, onde o delegado de plantão o autuou em flagrante pelo crime de receptação.

A prisão do acusado foi efetuada pela guarnição, formada pelos sargentos S. Viana, Lopes e cabo Reginaldo, comandados pelo sargento Lira. O veículo já foi devolvido ao verdadeiro proprietário.

Reportagem: Tiago Silva

terça-feira, 28 de junho de 2016

VIATURA DA GUARDA MUNICIPAL É APEDREJADA NO HELIOLÂNDIA

A bandidagem está mais audaciosa a cada dia que se passa. Na noite de anteontem, uma viatura da Guarda Municipal foi depredada quando passava pelo bairro Heliolândia, periferia da cidade de Castanhal, nordeste paraense. Aconteceu às proximidades da Escola Pedro Coelho da Mota.

A viatura ficou danificada e um dos guardas ferido no braço, após ser atingido por uma das varias pedradas. O agente, sangrando bastante, teve que ser levado para o Hospital Municipal de Castanhal, para cuidados no ferimento. Seu braço foi enfaixado. Os autores das pedradas não foram localizados e nem identificados.

O atentado aconteceu horas depois de que uma equipe da Guarda Municipal realizou a prisão de um traficante conhecido por “Japona”, morador do bairro Jaderlândia. A prisão, efetuada pelos guardas C. Rodrigues, G. Saraiva, R. Pimentel, S. Lopes e James, aconteceu no complexo da feira da Ceasa, centro da cidade. Com o acusado, que também estava na condição de foragido do sistema penal, foram encontradas 17 “petecas” de pasta base de cocaína.


O preso foi conduzido à Delegacia de Polícia Civil do centro de Castanhal, onde o delegado de plantão o autuou por crime de tráfico de drogas. “Japona” foi recambiado para o presídio com mais um crime nas costas, o de tráfico de drogas e ficará custodiado em regime fechado.

"Japona" (preso)
Reportagem: Tiago Silva

MATANÇA EM CASTANHAL: 5 FORAM ASSASSINADOS EM MENOS DE 5 DIAS

E a matança não para na cidade de Castanhal, nordeste do Estado. Das primeiras horas de sexta-feira (24) até as primeiras horas da madrugada de hoje (terça-feira, 28,), 5 pessoas foram assassinadas. O primeiro crime aconteceu na sexta-feira, na agrovila Iracema (zona rural), e teve como vítima Eliseu Reis do Carmo, de 22 anos. Eliseu foi morto a tiros e a facadas, segundo a irmã dele, Maria Edinalva do Carmo.

Na Delegacia de Polícia Civil do centro da cidade, Maria Edinalva disse que se encontrava em seu local de trabalho quando, por volta das 21h30min, ficou sabendo que seu irmão Eliseu Reis do Carmo havia sido baleado e esfaqueado nas dependências de um bar localizado na estrada da agrovila Iracema. “Quando cheguei ao local, meu irmão já estava sem vida”, lamentou. “Uma hora antes do ocorrido, 4 homens, sendo 2 deles portando 1 arma de fogo cada, foram até a residência de minha mãe e, bastante nervosos, perguntaram pelo meu irmão Eliseu, que não estava na casa”, contou Maria Ednalva.

Ainda segundo ela, antes de ir em bora, um dos homens teria dito – “Vocês vão sentir a mesma dor que nós sentimos quando ele (Eliseu) matou meu irmão” – referindo-se ao homicídio de um peixeiro de prenome Elielson, conhecido naquela comunidade pelo apelido de “Cató”, o qual Eliseu teria o assassinado a facadas dentro da própria casa do peixeiro, também localizada na agrovila Iracema, no dia 6 de outubro do ano passado. “Não sei dizer se realmente foi meu irmão que matou esse peixeiro”, acrescentou. Maria Edinalva informou ainda que depois que saíram da residência da mãe dela, os 4 homens foram até o Bar da Maria, onde seu irmão estava se divertindo e o mataram a tiros e a facadas.

O caso foi registrado no plantão da delegada Ariane Magno Gomes. A Polícia Civil tenta descobrir se o assassinato de Eliseu Reis do Carmo foi ou não motivado por vingança. Os envolvidos no crime ainda não foram identificados e ainda permanecem foragidos.

TIROS NA CABEÇA

O segundo homicídio do fim de semana registrado em Castanhal aconteceu na madrugada de domingo (26). Por volta das 5h30min, policiais militares do Núcleo Integrado de Operações (Niop) receberam uma informação, via rádio, dando conta que um corpo do sexo masculino havia sido encontrado na rua Marechal Deodoro, bem próximo ao campo de futebol “João Banana”, no bairro Santa Catarina, periferia da cidade.

A informação foi repassada para a equipe de policiais civis de plantão na delegacia do centro. De imediato, os investigadores Carlos, Cleyton e Valdecir, sob o comando do delegado João Batista Amorim, se deslocaram até o endereço informado e encontraram um homem morto, que estava de bruços e com pelo menos 3 perfurações provocadas por disparos de arma de fogo na cabeça. No local ninguém soube informar como teria acontecido e por quem o crime teria sido praticado.

O corpo foi removido para o Instituto Medico Legal (IML) e, até o início da noite de ontem, permanecia como indigente no necrotério. A vítima, aparentando ter entre 25 a 30 anos de idade, tem cabelo com luzes, trajava uma camisa de cor verde clara, uma bermuda de cores amarela e preta e uma sandália preta. O caso ainda é um mistério para a polícia local.

PORTELINHA

O terceiro assassinato aconteceu na noite de domingo (26), por volta das 19h30min, na ocupação da Portelinha, área do bairro Jaderândia, periferia de Castanhal. Nacelmo Braga de Sousa, o conhecido “Galego”, de 26 anos, caiu morto na rua Júlio Vasconcelos, após ser alvejado a tiros. “Em janeiro deste ano, Nacelmo foi morar em Belém, depois que saiu da cadeia, onde cumpria pena pelo crime de homicídio praticado contra José Travassos da Conceição, ocorrido em 14 de outubro de 2014”, disse Reginaldo de Sousa Freitas, irmão de Nacelmo.

Na manhã de domingo, Nacelmo chegou de Belém e foi à casa de sua mãe, para visitá-la, passou o dia na casa dela e, já pela parte da tarde, pegou uma bicicleta e saiu dizendo que iria até a ocupação da Portelinha, mas sem dar satisfação sobre o que iria fazer lá. “Já no início da noite fui informado que meu irmão havia sido assassinado a tiros. No local do crime não estava a bicicleta dele e nem o telefone digital que ele possuía”, contou Reginaldo de Sousa, suspeitando que seu irmão teria sido vítima de um latrocínio (roubo seguido de morte) ou até mesmo de uma vingança.




PAULADAS E PEDRADAS

Na madrugada de ontem, por volta das 3h30min, um homem identificado como Anderson Santos, o “Nero”, de 31 anos, foi espancado até a morte no conjunto Bibiana II, periferia de Castanhal. A vítima foi morta a pauladas e pedradas. No local ninguém soube dizer para o delegado Nélio Magalhães, da Polícia Civil, como teria acontecido e por quem ou quantas pessoas o crime teria sido praticado. O caso foi registrado na 17ª Seccional Urbana de Polícia Civil do bairro Jaderlândia.















VIGILANTE MORTO A TIROS

E no início da madrugada de hoje, por volta de 1h30min, o vigilante noturno Marcos Oliveira Nunes, de 22 anos, foi assassinado com 2 tiros de revólver no pescoço. Marcos conduzia sua motocicleta pela rodovia PA-320 quando, na altura do bairro Imperador, foi surpreendido por dois homens desconhecidos, que estavam em outra motocicleta de cor preta. Os desconhecidos efetuaram vários disparos de arma de fogo contra o vigilante, que foi atingido 2 vezes no pescoço e morreu no local.

No local, poucos minutos depois do crime, um cunhado da vítima, que
também é vigilante, disse à uma guarnição da Polícia Militar que Marcos andava armado e chegou a até suspeitar que os assassinos teriam roubado a arma do vigilante. Mas, para a Polícia Civil, o cunhado do rapaz assassinado deu outra versão: disse que Marcos não andava armado. Ao lado do corpo foi encontrado um coldre (material usado para guardar revólver). Os bolsos da caça da vítima estavam todos revirados.

Marcos Oliveira Nunes residia no conjunto dos Buritis, em Castanhal. Já é o 4ª vigilante noturno assassinado em Castanhal somente neste ano. Todos os casos estão sendo investigados pela equipe da Divisão de Homicídios (DH) do Apeú, Distrito Castanhalense.

Vigilante Marcos
Reportagem: Tiago Silva

TOMÉ-AÇU: 4 PESSOAS SÃO ASSASSINADAS

Nos últimos 3 dias, pelo menos 4 pessoas foram assassinadas em Quatro Bocas, Distrito pertencente ao município de Tomé-Açu, nordeste paraense. O primeiro crime aconteceu no sábado (25) e teve como vítima Renato Ribeiro de Oliveira, de idade não revelada. O corpo de Renato foi encontrado, por volta das 10h45min, dentro do poço do quintal de sua residência, localizada no ramal Aneorazinho, bem na curva que dá acesso a Vila Jamic (zona rural).

Um sobrinho da vítima, que preferiu não se identificar, foi quem encontrou o tio morto. O rapaz disse que, quando entrou na casa de seu tio, logo percebeu que haviam subtraído a motocicleta da vítima, uma Broz 150 cilindradas; além de um capacete e um telefone celular. “Toda sexta-feira meu tio costumava buscar a esposa dele, para passarem o final de semana juntos na propriedade rural. E toda segunda-feira ele a deixava e seguia para o trabalho. Mas no sábado (25) a tia Zilda me ligou dizendo que, desde o dia 23 (quinta-feira), ligava para meu tio Renato e o telefone dele só dava sinal de fora de área ou desligado. Então ela pediu que eu fosse até a casa dele. Fui e encontrei ele morto dentro do poço”, contou o sobrinho da vítima.

O sobrinho contou ainda que, há 4 semanas, tinha um homem, conhecido como “Mongó”, trabalhando na lavoura de Renato. O lavrador não foi encontrado depois da morte de seu patrão. A Polícia Civil não descarta a possibilidade de que Renato Ribeiro de Oliveira possa ter sido vítima de um latrocínio (roubo seguido de morte).

DUPLO HOMICÍDIO

Já no início da manhã de domingo (26), por volta das 6h, dois corpos foram encontrados às margens do ramal Nova Olinda, zona rural de Quatro Bocas. Um foi identificado como sendo de Jailson da Silva Cruz, de 22 anos. Outro corpo seria de um homem conhecido naquela região apenas como “Receba”. Durante trabalho de remoção, peritos do Instituto Médico Legal (IML) detectaram vários cortes provocados por terçadadas nas duas vítimas.

Familiares de Jailson da Silva Cruz disseram à polícia que viram o jovem com vida pela última vez na noite de sábado (25). “Ele (Jailson)) estava conversando com o ‘Receba’ e mais três rapazes, na esquina da Escola Manoel Pedro Ferreira, todos fazendo uso de bebidas alcoólicas”, disse Eliete Martins, tia do jovem Jailson.


















MAIS UM HOMICÍDIO

Na noite de ontem (segunda-feira, 27,) outro homicídio foi registrado em Quatro Bocas. A vítima foi identificada como Édson Costa do Espirito Santo, de 24 anos. Édson residia na Vila do Itabocal, mais precisamente na altura do km 45 da rodovia PA-140 (zona rural). O Blog ainda tenta conseguir detalhes sobre o assassinato do jovem Édson.

Reportagem: Tiago Silva

segunda-feira, 27 de junho de 2016

MULHER É PRESA TENTANDO ENTRAR COM 2 CELULARES EM PRESÍDIO

Glauce Kelly dos Santos Trindade, de idade não revelada, tentou entrar no Complexo Penitenciário de Santa Izabel do Pará, região metropolitana de Belém, com 2 telefones celulares e acabou presa, após ser flagrada por agentes penitenciários. Os telefones estavam escondidos no fundo falso de um isopor.

Segundo a assessoria de comunicação da Superintendência do Sistema Penitenciário do Estado (Susipe), o flagrante ocorreu ontem, por volta das 7h30min, horário de entrada para visita aos internos. Glauce Kelly foi conduzida à 17ª Seccional Urbana de Polícia Civil de Santa Izabel, onde foi autuada em flagrante. Ela ainda teve o direito de visita suspenso em razão da transgressão. Enquanto ao interno que receberia os objetos
proibidos, identificado como Ivo Moraes da Conceição, responderá a processo disciplinar penitenciário.

Glauce Kelly reside no conjunto Parque Verde, em Ananindeua, e realizava visitas no Complexo Penitenciário de Santa Izabel desde o mês de maio do ano passado.













FUGA

Já na manhã de sábado (25), três internos conseguiram fugir do Centro de Recuperação Penitenciário do Pará II (CRPP II), também localizado no Complexo Penitenciário de Santa Izabel. Segundo a Susipe, para superarem a muralha do presídio e escaparem, os presos usaram uma “teresa” (um tipo de corda artesanal feita com lençol e outros pedaços de panos). O caso foi registrado na Seccional de Santa Isabel e será apurado pela Polícia Civil e também pelas corregedorias da Susipe e da Polícia Militar. Até o fechamento desta edição nenhum dos três fugitivos havia sido recapturado.

Reportagem: Tiago Silva

EM SANTA LUZIA DO PARÁ, PAI É MORTO A TIROS POR CAUSA DE TEIMOSIA DE FILHO

Na cidade de Santa Luzia do Pará, nordeste do Estado, uma tragédia familiar não teria acontecido se um filho não tivesse desobedecido a seus pais. O agricultor Raimundo Bechara da Silva, de 43 anos, morreu após ser alvejado a tiros de revólver e a esposa dele, a dona de casa Maria Rosilene Ferreira Damasceno, de idade não revelada, foi atingida de raspão na testa. Tudo foi provocado pela teimosia do filho do casal, identificado como Lenilson Damasceno da Silva.

O relógio marcava 5h de domingo (26) quando Lenilson bateu na porta da casa de seus pais, localizada na Vila do Pirató, interior de Santa Luzia do Pará, pedindo a chave de outra residência, pois pretendia buscar um terçado para tentar ferir um de seus desafetos, identificado apenas pelo prenome de Igor, que estava se divertindo em uma festa, que acontecia ali próximo. “Eu disse: meu filho, vá se aquietar, vá dormir! Mas ele não me obedeceu: pegou o molho de chaves das minhas mãos e saiu”, relatou Maria Rosilene.

Ainda segundo ela, uma vizinha foi até sua casa avisá-la que seu filho Lenilson estava provocando bagunça na festa. Cerca de 5 minutos depois de a vizinha ter feito o aviso, Maria Rosilene viu seu filho correndo em sua direção e, atrás dele, 4 homens, inclusive Igor, que portava um revólver. “Ele (Igor) atirou 6 vezes na direção de minha casa, tentando matar meu filho, mas nenhum disparo acertou nele. Um tiro pegou de raspão na minha testa e o resto atingiu meu marido, que estava dentro de casa”, contou. O agricultor Raimundo Bechara da Silva ainda chegou a ser socorrido e levado à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) 24 Horas da cidade vizinha (Capanema), mas Raimundo não resistiu aos ferimentos e morreu.

Antes de efetuar os disparos, ainda dentro da festa, Igor foi ferido a golpes de terçado, que teriam sido desferidos por Lenilson. Igor, após perseguir e efetuar os disparos, foi localizado. Ele estava bastante ferido e teve que ser transferido para o Hospital de Urgência e Emergência Metropolitano de Ananindeua, segundo a dona de casa Maria Roseli. Enquanto ao filho, Lenilson, ela disse não saber de seu paradeiro. Tudo foi registrado na Delegacia de Polícia Civil de Santa Luzia do Pará, no plantão do delegado Fernando Maués de Souza.

Reportagem: Tiago Silva

domingo, 26 de junho de 2016

HOMEM É MORTO COM VÁRIAS FACADAS EM CAPANEMA

A Polícia Civil da cidade de Capanema, nordeste do Pará, investiga um crime de homicídio ocorrido no bairro do Campinho. A vítima foi identificada como Ricardo Fernandes Mesquita, 20 anos. Ricardo foi morto com várias facadas.

No aguardo da perícia criminal, policiais militares receberam uma ligação dos parentes da vítima. Os familiares reconheceram um homem identificado como Marcelo Ferreira Pestana que, segundo eles, seria um dos envolvidos no homicídio e estaria tentando fugir. “Fomos para o local indicado e encontramos o suspeito aguardando transporte para a cidade de Belém. Fizemos a abordagem e percebermos que a mão direita dele estava lesionada por faca, proveniente do homicídio praticado horas atrás” informou o cabo Klayton.

Segundo o policial militar, uma testemunha que foi levada para a delegacia disse que, no momento do crime, a faca quebrou e atingiu a mão do suspeito, apresentado na Delegacia de Capanema para a delegada Gláucia Nícia de Oliveira Cristo. Marcelo Pestana foi autuado em flagrante. O acusado tem 28 anos, mora no bairro do Jurunas, em Belém, e disse que trabalhava como ajudante de pedreiro e que chegou a Capanema no último domingo para tentar um emprego.

Questionado sobre o crime, Marcelo Pestana negou participação. Quanto ao ferimento na mão, ele disse que foi desferido por seu irmão Eric, após uma briga no dia anterior, por volta das 5 horas da manhã, fato que, segundo a Polícia Militar, não procede, uma vez que o ferimento ainda sangrava no momento em que ele foi preso.

Reportagem: J.R Avelar (Diário do Pará)

sexta-feira, 24 de junho de 2016

PRESOS POR HOMICÍDIO NO BOM JESUS SÃO JULGADOS E CONDENADOS

Dheymison Gomes Monteiro e Dielson Gomes da Silva foram julgados e condenados a pagarem 22 anos de prisão cada, inicialmente em regime fechado. Eles são acusados de terem assassinado a tiros Frank Jeferson Mendes Nascimento. O julgamento dos réus aconteceu na quarta-feira última (22), no Fórum da cidade de Castanhal, nordeste do Estado.

O crime aconteceu no dia 10 de setembro de 2013. Era tarde de uma terça-feira. Frank Jéferson Mendes Nascimento, 39 anos, pintava as grades de uma residência, localizada na rua Manoel Galvão, no conjunto Bom Jesus, periferia de Castanhal, quando foi abordado por dois motoqueiros, que desceram do veículo e efetuaram vários disparos contra o pintor.

Mesmo baleado, Frank ainda sacou um revólver de sua cintura e também atirou contra os seus algozes, vindo a balear um deles na perna, mas, já fraco, Frank caiu ao chão. Nesse momento um dos motoqueiros se aproximou e efetuou mais 2 disparos na cabeça de Frank. A vítima era conhecida pelo apelido de "Marabá". A motocicleta utilizada pelos criminosos ficou no local, pois ela não funcionou quando a dupla a pegou para fugir. A dupla fugiu correndo levando a arma do morto.

Na época, o caso foi investigado pela equipe do delegado Temmer Khayat, da Divisão de Homicídios (DH) do Apeú. Dheymison Gomes Monteiro e Dielson Gomes da Silva foram presos, julgados e condenados.


Reportagem: Tiago Silva

ASSALTANTES MATAM VÍTIMA A TIROS EM IGARAPÉ-AÇU

No início da madrugada de ontem aconteceu um latrocínio (roubo seguido de morte) na cidade de Igarapé-Açu, região nordeste do Estado. A vítima foi identificada como Moizes Sousa dos Santos, de 50 anos. Moizes estava no bairro Centro de Igarapé-Açu quando, poucos minutos depois da meia-noite, foi morto durante um assalto cometido por dois criminosos armados.

Na delegacia, o sobrinho da vítima, Alex Francisco Soares contou que soube que seu tio reagiu ao assalto e que um dos bandidos disparou contra Moizes, que foi atingido por 2 tiros no rosto e 1 no peito. “Em seguida, a dupla de criminosos fugiu do local tomando rumo ignorado, não sabemos qual o tipo de veículos que eles usaram para a fuga”, disse Alex. Moizes Sousa dos Santos ainda chegou a ser socorrido e levado às pressas para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) 24 Horas da cidade de Castanhal, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

O corpo dele foi removido para o Instituto Médico Legal (IML), onde passou por exame de necropsia e depois foi liberado aos familiares para velório e sepultamento. O pedido de remoção do corpo foi feito pelo delegado Fábio Coutinho Aguiar, da Polícia Civil de Castanhal.

Reportagem: Tiago Silva

ADOLESCENTE É EXECUTADO COM 3 TIROS EM CAPITÃO POÇO

O adolescente José Marcelo Teles, de 16 anos, morreu após ser alvejado por 3 disparos de arma de fogo, sendo 1 no pé direito, 1 no abdômen e 1 na cabeça. O crime aconteceu na noite de quarta-feira última (22), na periferia da cidade de Capitão Poço, nordeste paraense.

De acordo com as primeiras informações colhidas pela equipe de investigadores do delegado Edgar Henrique, da Polícia Civil de Capitão Poço, o adolescente José Marcelo Teles estava no bairro Coutelândia, caminhando pela rua W 8 quando, por volta das 21h30min, foi abordado por dois desconhecidos, que estavam em uma motocicleta. O homem que estava na garupa sacou um revólver da cintura e efetuou vários disparos contra o menor, mas apenas 3 tiros acertaram o alvo. José Marcelo morreu no local.

O boletim de ocorrência foi registrado na Delegacia de Polícia Civil de Capitão Poço e narrado pela avó da vítima. Ela não quis se identificar, mas informou que os assassinos de seu neto fugiram do local em uma motocicleta de cor vermelha. “Testemunhas não os identificaram porque eles (assassinos) estavam de capacete. Não sei por qual motivo mataram meu neto”, contou a avó. José Marcelo Teles Leomar residia na ocupação Eurico Siqueira, área do conjunto Bom Jesus, periferia de Capitão Poço.

Um inquérito policial já foi instaurado, para que o caso seja investigado. Até o fechamento desta edição nenhum suspeito de envolvimento no crime havia sido preso.

Reportagem: Tiago Silva

quinta-feira, 23 de junho de 2016

DOIS HOMENS SÃO MORTOS A TIROS E A GOLPES DE FACÃO EM TOMÉ-AÇU

Dois homicídios foram registrados em Quatro Bocas, distrito pertencente ao município de Tomé-Açu, região nordeste do Pará. As vítimas foram identificadas como Marcos Ofrazio da Costa, 18 anos, e José Luiz Araújo Bastos, de 27. Foram mortas a tiros e a golpes de facão.

Na tarde de terça-feira última (21), por volta das 15h, Marcos Ofrazio da Costa foi encontrado morto e seu corpo tinha marcas de golpes de facão, sendo a maioria na cabeça. Um dos golpes foi tão violento que a mão direita da vítima foi decepada. O corpo, em avançado estado de putrefação, estava em uma área de plantação de dendê em uma fazenda localizada na estrada Ipiranga. 

A mãe da vítima, Maria Irene, contou que estava em sua casa quando foi avisada por um vizinho que populares haviam encontrado um cadáver de um jovem dentro da fazenda. “Vi a foto do morto e reconheci que era meu filho”, lamentou Maria Irene. Marcos era natural da cidade de Bragança e atualmente residia com a mãe na rua principal do bairro Nova Olinda, em Quatro Bocas.

TIROS

Ainda na terça-feira, já pela parte da noite, por volta das 23h30, outro homicídio foi registrado em Quatro Bocas. José Luiz Araújo Bastos foi executado a tiros dentro de sua residência, localizada na 3ª travessa do bairro Venceslau. O crime foi praticado por 2 homens desconhecidos, que chegaram ao local em 2 motocicletas. “Meu filho estava urinando no quintal quando foi atingido pelos primeiros disparos de arma de fogo. Ele correu e tentou se esconder dentro da casa, mas foi perseguido e executado com mais tiros”, contou Nascimento Bastos, pai da vítima. No momento do assassinato, a esposa de José Luiz estava na cozinha da residência, mas não conseguiu ver os rostos dos assassinos de seu marido, segundo ela.

FORAGIDOS

Os 2 casos foram registrados no plantão da delegada Gersica Raphaela Veiga, da Polícia Civil de Quatro Bocas. Homens da Polícia Militar, sob o comando do capitão Armando Jofre, fizeram buscas na tentativa de prender os criminosos, mas nenhum suspeito foi localizado. Um inquérito policial foi instaurado no intuito de tentar identificar os assassinos e descobrir o que teria motivado os crimes. Até o fechamento dessa edição nenhum suspeito havia sido preso.

Reportagem: Tiago Silva

ADOLESCENTE DE 15 TENTA ESTUPRAR GAROTA DE 13 ANOS EM BUJARU

Na cidade de Bujaru, nordeste do Estado, a guarnição do sargento Ramos aprendeu um adolescente de 15 anos de idade que, sob grave ameaça, tentou estuprar uma garota de 13 anos. O fato ocorreu ontem, por volta das 21h30min, na rua Tancredo Neves, no bairro Novo, em Bujaru.

Com uma arma de fogo, o menor infrator ameaçou a garoto e tentou arrastá-la para dentro de uma casa em construção. A vítima conseguiu se soltar e gritar por socorro. O acusado fugiu, mas foi localizado e apreendido, após diligências feitas pela equipe do sargento Ramos. O menor foi apresentado na Delegacia de Policia Civil da cidade.

Reportagem: Tiago Silva

ASSALTANTE FORAGIDO É RECAPTURADO EM MARACANÃ

Na cidade de Maracanã, o sargento Marinho e o soldado Amaral, da Polícia Militar, receberam uma denúncia anônima dando conta que uma pessoa pretendia vender uma motocicleta com registro de roubo, sem placa, por um valor muito abaixo do mercado.

Após intensas buscas pela cidade de Maracanã, o sargento Marinho e o soldado Amaral conseguiram localizar a motocicleta na avenida Geraldo Manso Palmeira. O condutor foi identificado como Luiz Carlos da Silva Magalhães, de 25 anos, também bastante conhecido na cidade de Igarapé-Açu, nordeste paraense, pelas praticas de crimes. Foi descoberto que Luiz ainda estava na condição de foragido do sistema penal.

Contra Luiz Carlos da Silva pesa ainda uma acusação de ele ter roubado uma motocicleta na cidade de Igarapé-Acu, no ultimo fim de semana. Segundo o cabo Cleidivaldo, policial militar de Igarapé-Acu, Luiz Carlos da Silva tocava o terror em naquela cidade. Em uma de suas ações, Luiz e mais dois comparsas dele invadiram a casa de uma idosa de 70 anos de idade e ainda a agrediram fisicamente, antes de roubarem uma TV, um aparelho receptor, um aparelho de DVD e certa quantia em dinheiro.

Luiz Carlos da Silva confessou ter cometido os crimes. Ele agia em Igarapé-Acu e acabou preso em Maracanã. Luiz Carlos já está no presídio novamente à disposição do poder judiciário.

Reportagem: Tiago Silva

PRESOS CERRAM GRADES E FOGEM DA DELEGACIA DE MÃE DO RIO

Na noite de ontem, por volta das 20h30min, presos cerraram as grades da delegacia de Mãe do Rio, cidade do nordeste paraense, e ainda fizeram um buraco na parede, por onde conseguiram fugir.

No total três fugiram e outro preso só não conseguiu, porque foi rendido ainda dentro da delegacia, pelo cabo Lemos e pelo soldado Teixeira, do grupamento Ronda Ostensiva Com o Apoio de Motocicletas (Rocam), da PM de Mãe do Rio. Policiais civis e militares ainda fazem buscas na tentativa de que os fugitivos sejam recapturados.

Reportagem: Tiago Silva

DUPLA FAZ REFÉNS DENTRO DE RESIDÊNCIA EM CURUÇÁ

Na cidade de Curuçá, nordeste do Estado, uma residência, localizada no bairro Novo, mais precisamente na rua Alcídio campos, foi assaltada por dois bandidos armados. Estavam dentro do imóvel o dono da casa, um senhor de 54 anos, mais a esposa dele.

Policiais militares foram se deslocaram até o local, após serem acionados. A dupla de assaltantes fez as vitimas como reféns, quando percebeu a presença da policia no local. A equipe do sargento Macedo e a equipe do investigador Pantoja negociaram com os assaltantes. Após alguns minutos de negociação, os assaltantes entregaram suas armas de fogo e se renderam.

Revoltados, populares tentaram fazer justiça com as próprias mãos. Ainda conseguiram agredir os acusados Luiz Felipe Saraiva Silva, 18, e um adolescente de 16 anos. Eles foram lesionados na cabeça. Devido ao tumulto em frente a delegacia de Curuçá, a dupla teve que ser transferida para a sede da Superintendência da Polícia Civil, na cidade de Castanhal.

Luiz Felipe Saraiva Silva ficou de ser autuado por crimes de assalto a mão armada e carcere privado. Enquanto ao adolescente, este responderá por atos infracionais de assalto a mão armada e carcere privado e poderá ser encaminhado a um abrigo socioeducativo para menores infratores.

Reportagem: Tiago Silva

terça-feira, 21 de junho de 2016

PRESO ACUSADO DE PRATICAR VÁRIOS ROUBOS EM CAPANEMA

Em uma operação policial realizada na tarde de ontem pelo major Mendes, policiais militares prenderam em flagrante Isac Lima de Sousa, de 27 anos, acusado de ter cometido pelo menos dez roubos, somente na cidade de Capanema, nordeste paraense. “Ontem Isac praticou crime de roubo e depois fugiu em uma motocicleta”, informou o delegado Augusto Damasceno, superintendente da Polícia Civil de Capanema.

Policiais militares foram acionados e conseguiram prender o acusado no bairro São Cristóvão. O suspeito estava refugiado em uma área de matagal. Com Isac Lima de Sousa foi encontrado um revólver calibre 22 com 6 munições intactas no tambor. A motocicleta usada na fuga estava com registro de roubo na base do Detran e foi apreendida. Pertences de vítimas, como telefones celulares, notebooks e joias foram recuperados e entregues aos donos.

Na delegacia, o preso foi reconhecido por vítimas como sendo o autor de outros crimes. “Isac Lima Sousa confessou ter praticado pelo menos 7 assaltos a lojas e transeuntes. Ele é oriundo da cidade de Ananindeua, região metropolitana de Belém, mas possui parentes em Capanema”, disse o superintendente Augusto Damasceno.

A delegada Glaucia, da Polícia Civil, autuou Isac por crime de roubo majorado. “Isac já se encontra custodiado na cadeia de Capanema”, finalizou a policial civil.

Reportagem: Tiago Silva

ACUSADO DE PRATICAR VÁRIOS CRIMES NO PARÁ É PRESO NO MARANHÃO

Foi preso, no Estado do Maranhão, Marcos Rogério Barbosa de Abreu, o conhecido “Nenca”, de 29 anos. Contra Marcos existia em aberto um mandado de prisão expedido pela Comarca da cidade de Santa Luzia do Pará, nordeste do Estado, pelo crime de roubo. “Nenca” ainda havia sido condenado por outro processo criminal de roubo, sendo condenado a pagar 8 anos de prisão em regime fechado.

“Marcos Rogério Barbosa de Abreu, o ‘Nenca’, é considerado como um dos criminosos mais perigosos de toda a região nordeste do Pará. Ele já responde a outros tipos de crimes, como homicídio e latrocínio, que é o roubo seguido de morte”, disse o delegado Augusto Damasceno, superintendente da Polícia Civil na 6ª Região Integrada de Segurança Pública (6ª Risp).

Na tarde de ontem, uma equipe do Grupo de Pronto Emprego (GPE), formado por policiais de elite da Polícia Civil do Pará, fez o recambeamento de Marcos para o presídio de segurança máxima do Complexo Penitenciário de Americano, em Santa Izabel, região metropolitana de Belém. Há mais de dez meses que o preso estava sendo procurado pelas policias civil e militar do Pará.

Reportagem: Tiago Silva

EM BRAGANÇA, HOMEM MATA EX-ESPOSA A FACADAS E DEPOIS COMETE SUICÍDIO

O agricultor Antônio Daniel Rosário de Sousa, 35, matou com uma facada no peito e outra no pescoço sua ex-esposa, a dona de casa Antônia Helena Dos Santos, de 38 anos. Em seguida, Antônio se matou aplicando duas facadas em seu próprio peito e um golpe na garganta. Antônio e Antônia deixaram um casal de filhos gêmeos de 4 anos.

A tragédia em família aconteceu na tarde de segunda-feira última (20), na localidade de São Francisco do Monteiro, zona rural da cidade de Bragança, região do nordeste paraense. Os corpos foram liberados aos familiares no início da tarde de ontem, após passarem por exame de necropsia realizado no Instituto Médico Legal (IML) da cidade de Castanhal, também na região nordeste do Pará.

CRIME PASSIONAL

No IML, Iraceli Sousa, irmã de Antônio, disse ao BLOG que o casal estava separado há dois meses. “A Antônia saiu de casa e, após alguns dias, meu irmão descobriu que ela estava se relacionando com outro homem, que reside no km 74 da rodovia Pará / Maranhão”, contou. Ainda segundo Iraceli Sousa, no domingo último (19), os filhos do casal foram passar o dia na residência de um tio paterno. “Anteontem a mãe foi à residência e não encontrou as crianças, então foi ao encontro do ex-marido, pensando que ele estava com os filhos. Meu irmão e minha ex-cunhada se encontraram por acaso em uma estrada, que fica a cerca de 8 km de onde moravam. Houve desentendimento entre os dois e, em seguida, a tragédia: ele a matou e depois tirou a própria vida”, lamentou Iraceli.

Familiares de Antônia não foram encontrados no IML. Ela já tinha outros cinco filhos frutos do primeiro casamento, antes de conhecer o agricultor Antônio. A família dele informou que irá, através da justiça, tentar conseguir a guarda do casal de gêmeos, filhos de Antônio e Antônia.

VELÓRIOS E SEPULTAMENTOS

O velório de Antônio Daniel Rosário de Sousa acontece na casa de parentes, na localidade de Monte Negro, interior de Bragança. O sepultamento ficou de acontecer na tarde desta quarta-feira, no cemitério de Monte Negro. O velório de Antônia Helena Santos acontece na casa de parentes, na sede de Bragança. O corpo dela também ficou de ser sepultado hoje no cemitério daquela cidade.

Reportagem: Tiago Silva