segunda-feira, 22 de agosto de 2016

GAROTO DE 13 ANOS É EXECUTADO A TIROS EM CASTANHAL

Um garoto de apenas 13 anos de idade foi executado a tiros dentro de uma casa localizada no bairro Bom Jesus, mais precisamente na rua Manoel Alcântara. O corpo foi encontrado no final da manhã de ontem. Uma prima da vítima esteve com o delegado João Ricardo, da Polícia Civil, comunicando que o adolescente de 13 anos foi executado quando dormia em uma rede. Foram pelo menos quatro tiros, um deles no queixo, debaixo para cima que atravessou o crânio.

A prima disse que esteve no local, porém não recebeu maiores informações acerca do crime, bem como também não soube informar a autoria e a motivação que levou o assassino a executar o adolescente. Questionada se o primo dela era usuário de entorpecentes, a jovem não soube informar. Disse apenas que ele estava na condição de foragido do abrigo para adolescentes infratores desde o mês de junho deste ano. A prima disse que o menor era problemático e que antes de sair de casa ele morava com os tios, no entanto no mês de março tentou matar a tia e depois desse episodio fugiu de casa passando a vagar pela cidade em vários endereços.


A moça disse ainda que depois da tentativa de homicídio a tia esteve na Polícia Civil registrando o fato e por este motivo o menor desapareceu. Quanto a sua internação, ela não soube informar os motivos, mas acredita ser por alguma transgressão. Vizinhos questionados pela Polícia Militar, que também esteve no local, informaram não terem ouvido movimentação estranha na casa e que o crime pode ter ocorrido durante a madrugada quando as pessoas estavam dormindo.

Reportagem: Tiago Silva
A Polícia Civil prendeu, na tarde desta quarta-feira, 24, em cumprimento a mandado judicial de prisão, durante a operação "Dirceu", o secretário municipal de educação do município de Tomé-Açu, Antonio da Silva e Silva, conhecido como Neto. Ele já vinha sendo investigado por empregar funcionários fantasmas na prefeitura do município. A prisão foi cumprida por policiais civis da Delegacia de Repressão a Defraudações Públicas (DRDP), unidade vinculada à Divisão de Repressão ao Crime Organizado (DRCO), da Polícia Civil.
Segundo o delegado Carlos Eduardo Vieira, titular da DRDP, as investigações apontaram que o acusado havia adquirido um veículo Renault Duster 2014 e como pagamento de parte do automóvel teria forjado a contratação de dois parentes da pessoa que fez a venda do carro. Os nomes constavam na lista de contratados da prefeitura de Tomé-Açu nos meses de março e maio deste ano. Foi descoberto também que a esposa do vendedor do veículo e ex-servidor da prefeitura nunca havia trabalhado em qualquer atividade remunerada. "O vendedor do carro era contratado da prefeitura. Para pagar o valor de entrada do carro vendido ao secretário (R$ 25 mil), este teria forjado a contratação da esposa e do irmão do vendedor na folha de pagamento da prefeitura. Na verdade, esses dois (irmão e esposa) nunca trabalharam na prefeitura", detalha o delegado.
Ainda, durante as investigações, foi constatado que o irmão do vendedor chegou a receber seguro-desemprego entre janeiro e maio deste ano. As funções para as quais as pessoas foram falsamente contratadas eram de auxiliar de serviços gerais, com vencimentos acima de R$ 5 mil nos contracheques. Além do veículo que foi objeto de negociação, foram apreendidas documentações referentes aos servidores da Prefeitura, cartões de contas salário de terceiros, listagem de servidores fantasma e a quantia de 15 mil reais em espécie, cuja origem Antônio da Silva não soube informar.
O delegado, titular da DRDP, e a Promotoria do município representaram pela prisão preventiva e pela busca e apreensão domiciliar contra o acusado. Na época dos fatos, Antonio Silva desempenhava a função de secretário de administração municipal e em junho assumiu a Secretaria de Educação do município. A ação policial contou com o apoio da equipe de policiais civis da Delegacia de Tomé-Açu, sob coordenação do delegado Alexandre Lopes. O preso foi transferido para uma casa penal na região metropolitana de Belém.

domingo, 21 de agosto de 2016

TRAVESTI É ASSASSINADO A FACADAS EM CASTANHAL

Na madrugada de sexta-feira (19), no município de Castanhal, na região nordeste do Estado, o travesti, identificado pelo prenome social de Brenda, de idade não divulgada, foi encontrado morto às 4h30, com vários golpes de faca pelo corpo, numa passarela, na rodovia BR-316, no centro da cidade.

Informações repassadas por uma testemunha, a policiais civis, e que ainda estão em fase de apuração e investigação, indicam que Brenda trabalhava como garota de programa na noite. Um amigo dele, que também é travesti, e prestou depoimento na qualidade de testemunha, relatou à polícia que viu quando 2 homens se aproximaram de “Brenda” e acertaram com ela um programa.

Os 3 subiram em uma passarela e poucos minutos depois a testemunha só ouviu os gritos da vítima. Os criminosos fugiram do local pela rua da Cosanpa. Segundo o gerente de Proteção pela Livre Orientação da Secretaria de Estado de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh), Beto Paes, o caso também será acompanhado pela delegacia de crimes discriminatórios. “É o órgão que tem atuado fortemente nestes casos”, frisou ao enumerar que este ano os registros de violência contra homossexuais já somam 37 ocorrências.

Beto Paes destaca que a principal dificuldade enfrentada por ele e por representantes do Movimento LGBT (lésbicas, gays, bissexuais, travestis, transexuais, transgêneros) é a falta de sensibilização por parte da sociedade. “A gente depara com a falta de sensibilidade, humanidade das pessoas entenderem o LGBT como uma pessoa normal”, lamentou. Para ele, o mais triste sobre os casos de assassinatos a homossexuais é que todos são feitos de forma muito violenta.


Reportagem: Tiago Silva e Denilson D’Almeida (Diário do Pará)

HOMEM É PRESO ACUSADO DE ESTUPRAR A PRÓPRIA FILHA EM BONITO

O delegado Raimundo Xavier, da Polícia Civil do município de Bonito, instaurou inquérito policial para apurar um suposto estupro de vulnerável praticado por um homem contra a própria filha, na vila Santo Antônio do Cumaru (zona rural de Bonito).

O registro do caso foi feito por Francisca Célia Alexandre Furtado, de 32 anos, comunicando à Polícia Civil de Bonito, que conviveu maritalmente com Milton Humberto da Rocha Moraes, no ano de 2003, e que em fevereiro de 2004 nasceu uma filha do casal, atualmente com 12 anos. No depoimento, a ex-companheira disse que o relacionamento com Milton Humberto durou apenas 2 anos e 6 meses, uma vez que ela sofria agressões físicas por parte de seu companheiro, isso quando residiam na cidade de Belém.

Diante desse fato, Francisca Célia Furtado resolveu abandoná-lo, e passou a residir com seus familiares na vila de Santo Antônio do Cumaru, e levou a filha menor de idade. Célia disse que, em 2014, ao passar por sérias dificuldades financeiras, procurou o ex-companheiro, que passou a ter a guarda da menina. Porém, no mês de junho, a mãe teve conhecimento de que sua filha era agredida e de forma constante pelo pai, tendo comunicado o fato ao Conselho Tutelar, que a orientou a pegar sua filha de volta.

“Ela contou que seu pai lhe abusava sexualmente e de forma constante, começando ainda quando tinha 10 anos de idade, ocasião que chegou embriagado em casa, tendo amarrado seus braços para trás, vedado sua boca para que não gritasse e mantido relações sexuais com a menina”, contou Francisca Célia Furtado, em depoimento na Polícia Civil.

A menina disse que esses abusos aconteceram por diversas vezes e que nunca havia contado para ninguém por sofrer severas ameaças de seu pai. Milton Humberto da Rocha Moraes foi preso e conduzindo até a delegacia de Bonito. Ele nega todas as acusações.

Reportagem: Tiago Silva

MULHER É ASSASSINADA A TIROS NO MUNICÍPIO DE SÃO MIGUEL DO GUAMÁ

O delegado Everaldo Dias Negrão, do município de São Miguel do Guamá, na região nordeste do Pará, abriu inquérito policial para apurar a morte da jovem Amanda Veridiana da Silva e Silva, de 22 anos, assassinada com vários tiros na Rua Aloísio Pedro de Farias, no bairro Santo Ângelo.

O crime foi registrado pelo policial militar Antônio Laércio Barbosa, comunicando que recebeu informação, via rádio, dando conta de que na Rua Aloísio Pedro de Farias um casal havia sido alvejado por disparos de arma de fogo. Ao chegar ao endereço, constatou a veracidade da informação. As vítimas foram identificadas como sendo Amanda Veridiana da Silva e Silva e o seu companheiro João Lima Farias. Eles foram socorridos e encaminhados ao Hospital Municipal, sendo que Amanda evoluiu a óbito quando dava entrada naquela casa de saúde.

A comoção foi grande na cidade e, de imediato, o delegado Everaldo Dias Negrão instaurou inquérito policial, ouvindo o dono da casa onde as vítimas foram alvejadas. José Aldemir Teixeira disse em depoimento que estava em casa assistindo televisão quando ouviu tiros na frente da casa. Ao abrir a porta percebeu que sua amiga Amanda Veridiana da Silva e Silva estava jogada no chão alvejada. Segundo ele, ela estava morando em sua casa desde o último dia 14, em face da mesma ter se desentendido com o companheiro e decidido sair de casa, indo se abrigar na residência dele. Com auxílio da esposa ele fez o socorro da vítima levando-a em uma motocicleta até o hospital, uma vez que apresentava perfuração de bala no tórax e pernas. “Ela tentava falar com dificuldade, mas a respiração era pouca” informou a testemunha.

Segundo as informações de uma testemunha chave, Amanda Veridiana conversava com o companheiro João Lima Farias, ambos sentados na calçada do outro lado da rua, quando surgiu repentinamente uma motocicleta com dois homens e um deles passou a fazer os disparos contra o casal. O intrigante na história é o fato de que somente depois se tomou conhecimento de que o companheiro fora baleado também e seguiu direto para o hospital, para receber atendimento, enquanto os dois suspeitos fugiram em uma moto Honda Pop preta, tomando rumo ignorado. A polícia acredita que após receber alta, João Lima Farias será peça importante para tentar desvendar o crime de que foi vítima a jovem Amanda Veridiana da Silva, sendo que a polícia não descarta nenhuma possibilidade e vai investigar todas as situações apresentadas.

O corpo de Amanda Veridiana da Silva e Silva foi removido para o IML de Castanhal, onde passou por necropsia e depois entregue à família para sepultamento que ocorreu com grande acompanhamento na cidade de São Miguel do Guamá.


Reportagem: J.R Avelar (Diário do Pará)

quinta-feira, 18 de agosto de 2016

PRESO HOMEM QUE TENTOU MATAR COMPANHEIRA EM TOMÉ-AÇU

Natanael Cristo Lima, acusado dos crimes de tentativa de homicídio, resistência e lesão corporal, foi preso em flagrante no município dm Tomé-Açu. Ele tentou matar a própria companheira que escapou da morte ao fugir de casa com o filho de sete anos. A prisão do acusado foi resultado de uma informação recebida pelos policiais de que, na manhã de ontem, uma mulher havia desaparecido na Vila Água Branca, na zona rural.

De posse dessas informações, a equipe policial foi até o local, onde moradores confirmaram o fato e acusaram o companheiro da vítima como autor do crime. Os policiais foram até a casa em que ambos residiam e ali constataram que teria havido intensa luta corporal. Os policiais passaram a investigar o caso até encontrar o acusado. Ao ser abordado pelos policiais, Natanael reagiu e resistiu à prisão. Ele chegou a ferir um policial civil. Logo após ser contido, ele foi conduzido até a delegacia para prestar esclarecimentos sobre o paradeiro da mulher. No percurso, os policiais foram informados de que a vítima estava escondida em um sítio. Assim, os agentes foram até o local e ali a encontraram muito debilitada e lesionada pelo corpo, por causa de agressões por parte do acusado. A vítima foi levada pelos policiais até o hospital local, para receber atendimento médico.

Em depoimento ao delegado Alexandre Lopes, a mulher acusou o ex-companheiro de praticar uma série de agressões físicas, agir com tortura e tentativa de homicídio, sob alegação de desconfiar de uma suposta traição por parte da vítima. Os atos criminosos, segundo relato da vítima, ocorreram durante três horas, na casa em que a mulher vivia com o companheiro. Segundo ela, Natanael a agrediu com três golpes de facão em seu corpo, e ainda desferiu socos, chutes e pauladas. Logo em seguida, tomado de fúria, o acusado ainda chegou a sacar uma arma de fogo e atirou em sua direção, mas o tiro não acertou a vítima.

Ainda segundo ela, a sessão de espancamentos chegou ao ponto de o acusado passar molho de pimenta nos olhos da vítima e depois ele rasgou suas roupas, deixando a vítima nua e arrastou ela até um igarapé, onde tentou afogá-la. Os crimes foram presenciados pelo filho da vítima, de apenas sete anos de idade.  Após o acusado tentar matá-la, a vítima aproveitou um descuido de Natanael e conseguiu fugir de casa, levando o filho para uma mata, onde ficou escondida por algumas horas.


A vítima relatou que, enquanto ficou escondida, escutou disparos de arma de fogo dados pelo acusado. O delegado ressaltou que Natanael já era investigado sob suspeita de ter cometido outra tentativa de homicídio e é suspeito de envolvimento em um homicídio no mês de julho. O acusado se recusou a prestar depoimento. Ele foi autuado em flagrante por crime de tentativa de homicídio triplamente qualificado com base na lei do feminicídio, por dificultar chance de defesa da vítima e uso de tortura, além da resistência à prisão e lesão corporal pela agressão ao policial civil. Natanael Cristo Lima está preso e recolhido à disposição da Justiça.

Reportagem: J.R Avelar (Diário do Pará)

ACUSADOS DE MATAR ADVOGADO PODEM IR A JÚRI POPULAR

O juiz Jonas da Conceição Silva, da Comarca de Tomé-Açu, ouviu ontem os acusados pela morte do advogado Jorge Guilherme de Araújo Pimentel, e o empresário Luciano Capacio, encerrando assim a primeira fase de instrução do processo. Dependendo dos elementos apresentados, os réus poderão ser levados a júri popular ainda este ano.

Ao todo, 6 pessoas foram denunciadas. Entre elas está Carlos Vinícius de Melo Vieira, que na época era prefeito de Tomé-Açu. A audiência foi acompanhada pelo advogado André Tocantins, conselheiro seccional e presidente da Comissão de Direitos de Defesas das Prerrogativas dos Advogados, da OAB-PA, que entende existir elementos suficientes para que os acusados sejam levados a júri até o final deste ano. A audiência teve ainda a presença do advogado Rodrigo Godinho, que faz a defesa do empresário Luciano Capacio.

Para o advogado, os réus poderão ser sentenciados pelas provas e depoimentos juntados aos autos, mesmo entendendo que durante as instruções algumas testemunhas deixaram dúvidas em seus depoimentos. Já a promotora Brenda Melissa Fernandes, da primeira Vara da Promotoria de Justiça, diz não haver dúvida alguma quanto ao envolvimento dos acusados. Mas ressalta, que mesmo que ocorra o pronunciamento, os réus ainda poderão entrar com apelação quanto a decisão.


A defesa de Carlos Vinícius, o advogado Cleber Lopes, garante que seu cliente será impronunciado, por não haver elementos mínimos para o pronunciamento que possa levar os réus ao banco de júri. Consta na denúncia apresentada pelo Ministério Público que os réus Carlos Vinícius de Melo Vieira e Carlos Antônio Vieira, por interesse político partidário no município de Tomé-Açu, do qual Carlos Vinícius era prefeito, encomendaram a Raimundo Barros de Araújo a morte do advogado Jorge Guilherme Luciano Capacio, empresário do ramo madeireiro e outras atividades, que por sua vez contratou os pistoleiros para executarem o serviço.

Reportagem: Diário Online (Dol)

terça-feira, 16 de agosto de 2016

POLÍCIA MILITAR RECUPERA 4 MOTOCICLETA APÓS ASSALTO A SÍTIO

No início da tarde de ontem, quatro homens e duas mulheres armados invadiram um sítio, localizado no conjunto Jardim Modelo, periferia da cidade de Castanhal, e roubaram telefones celulares, carteiras porta-cédulas com dinheiro, joias e mais três motocicletas. Em seguida fugiram do local com os pertences das vítimas. Eram varias pessoas que estavam no sítio participando de um almoço em família.

A Policia Militar foi acionada e logo recuperou a primeira motocicleta, que estava escondida dentro de uma casa em construção, situada na rua Dos Inconfidentes, no bairro Heliolândia. A segunda motocicleta foi encontrada no mesmo local. Por meio de informações de populares, os policias militares conseguiram recuperar a terceira motocicleta, que estava dentro de uma casa situada na rua Manoel Galvão, ainda no bairro Heliolândia, Para a surpresa dos policiais uma pop 100 de cor vermelha com registro de roubo também estava no imóvel.


Duas mulheres que estavam na residência foram apresentadas na delegacia do centro e ficaram de serem autuadas por receptação. Os nomes e nem as idades delas foram divulgadas ainda. Participaram da missão, os sargentos Cezar, Pimentel, Azevedo e Ataíde, mais os cabos J. Barbosa, Nunes e os soldados Bruno, Cordovil, Soares e Jerson, todos da Polícia Militar.

Reportagem: Tiago Silva

HOMEM E MULHER SÃO PRESOS COM ARMAS DE FOGO

No município de São Francisco do Pará, nordeste do Estado, durante uma operação saturação, realizada na noite de ontem no bairro Almir Gabriel, foi presa Sirlene Silva dos Santos, de 28 anos. Ela conduzia uma motocicleta e transportava uma espingarda do tipo cartucheira. Foi apresentada na delegacia de São Francisco do Pará, onde foi autuada em flagrante pelo crime de posse ilegal de arma de fogo. A prisão foi efetuada pela equipe do Sargento J. Lameira, composta ainda pelo cabo Magno, da Polícia Militar.

Ainda em São Francisco do Pará foi preso Hallysson Cruz dos Anjos, o conhecido “cara de peixe”, de 19 anos. Com ele teriam sido encontradas duas armas de fogo de fabricação artesanal. Hallysson, o “cara de peixe”, morador da cidade de Castanhal, estava em São Francisco do Pará com conhecidos dele no bairro do Morrinho e quando avistaram a viatura da PM saíram correndo e entraram em uma área de matagal, mas apenas um foi preso.


Hallysson Cruz dos Anjos foi apresentado na delegacia de São Francisco do Pará, onde foi autuado por crime de posse ilegal de arma de fogo. Ele também é suspeito de envolvimento na morte de um soldado da PM, que aconteceu ano passado em Belém.

Reportagem: Tiago Silva

ACIDENTE NA PA-320 DEIXA UMA PESSOA MORTA

Um acidente gravíssimo envolvendo um carro e uma motocicleta no final da manhã de domingo (14) deixou uma pessoa morta. Aconteceu na rodovia PA-320, mais precisamente na localidade de Jambu-Açu. A vítima fatal foi uma mulher, que sofreu fraturas múltiplas. Ela morreu no local.

O acidente foi entre uma motocicleta modelo Pop 100 de cor vermelha de placa ODC- 3931 e um carro modelo Pálio de cor Prata e placa JUB- 2877. A Pop era conduzida por Sabrina de Cassia da Silva, de 23 anos, que não resistiu aos ferimentos e morreu no local. O motorista do carro se evadiu do local.

O corpo da mulher foi conduzido para o IML de Castanhal e o caso ficou de ser registrado na delegacia do município de São Francisco do Pará.

Reportagem: Tiago Silva

"GUGUZINHO" É EXECUTADO A TIROS PRÓXIMO A DELEGACIA DE TERRA ALTA

No município de Terra Alta, nordeste paraense, foi registrado um homicídio. Por volta das 5 horas da madrugada de domingo (14), policiais militares foram acionados e informados que na rua São Francisco, quase ao lado da delegacia de Policia Civil de Terra Alta, havia acontecido um assassinato e que o corpo ainda estava no local.

Ainda de acordo com as informações colhidas pela polícia, o crime teria sido praticado por dois desconhecidos, que teriam fugido em uma motocicleta de cor preta. Uma guarnição da PM foi até o local e identificou a vítima como sendo Augusto Cesar Macedo Batista, mais conhecido por “guguzinho”, de 25 anos de idade.


Os assassinos teriam empreendido fuga rumo ao bairro Novo. Iincursões foram feitas, mas nenhum suspeito foi encontrada. A vítima residia na rua São Francisco, no centro de Terra Alta. As motivações e autoria do crime ainda são desconhecidas.


Reportagem: Tiago Silva

ASSASSINADO A TIROS DENTRO DA PRÓPRIA CASA EM TOMÉAÇU

Mais uma família está enlutada no município de Tomé-Açu, na região nordeste do Pará, depois que um bandido invadiu uma casa na rua da Cachimba, bairro do Tá Bom na periferia do município. O homicídio foi informado por Domingas Queiroz da Silva, mãe da vítima, Denilson Silva Menezes, de 23 anos.

Domingas contou que mora no município de Concórdia do Pará e, no sábado (13), por volta das 11h recebeu um telefonema da irmã, Denira Queiroz, informando que Denilson havia sido assassinado em Tomé-Açu. Domingas foi a Tomé-Açu e, ao chegar na casa, soube por um outro filho que Denilson estava morto nos fundos da casa onde ocorreu o crime.

O irmão contou que estava com Denilson, deitado em uma rede, quando o assassino, ainda não identificado, invadiu a casa armado. “Ele chegou aqui apontando a arma de fogo pra minha cabeça dizendo ‘em ti eu vou testar’. Em seguida, apontou para Denilson, efetuando vários disparos”, disse Lailson Silva Menezes.

NO QUINTAL

A vítima estava deitada em uma rede e morreu ali mesmo, enquanto o autor do crime saiu calmamente do local. Possivelmente fugiu em uma motocicleta que estava com motor ligado em frente à residência. Um segundo homem lhe deu fuga. Lailson disse que saiu correndo do local enquanto ele atirava no irmão e, quando retornou, Denilson já estava morto, no quintal da casa. Nada foi roubado da vítima. 


O delegado Alexandre Wagner Gomes, após o registro do homicídio fez a solicitação da perícia criminal e remoção do corpo, através do Instituto de Criminalística de Castanhal.

Reportagem: J. R Avelar (Diário do Pará)


segunda-feira, 15 de agosto de 2016


SUSPEITOS DE LATROCÍNIO SÃO PRESOS EM CASTANHAL

Roberty Junior e Benedito Diego (presos)
Dois suspeitos de participarem do crime de latrocínio ocorrido na noite de domingo (14), na rua Comandante Assis, em Castanhal, nordeste paraense, foram presos no final da tarde desta segunda-feira (15) pela Polícia Civil.

Karoline (acusada de atirar na vítima)
Roberty Junior Lima Galucio e Benedito Diego Sousa Cunha foram localizados após as investigações e diligências policiais. Segundo a polícia, Roberty foi preso no bairro Milagre. Ele pilotava uma das motos e fez a primeira abordagem à vítima, Fabrício Aquino, para que ela entregasse o celular. Na delegacia, ele confirmou a história e entregou a identicidade dos outros dois autores do crime.

Benedito Diego Sousa Cunha pilotava a outra moto usada no crime e carregava na garupa do veículo Karoline Oliveira Rocha, que teria atirado contra a vítima. A polícia informou que Benedito também confessou a participação no crime e, assim como Roberty e outras testemunhas, confirmou que Karoline foi a autora do disparo.

Os dois foram presos em flagrante pelo crime de latrocínio e Karoline, que até a noite desta segunda, ainda não havia sido localizada, também vai responder pelo mesmo crime.

O CRIME

Vítima
Fabrício Aquino foi assassinado a tiros na rua Comandante Assis, no centro de Castanhal, quando saía do bar Casa Velha. Ele estava acompanhado de duas amigas e se encaminhava para o veículo, quando foi abordado por um homem de moto. Em seguida, um casal em outra moto anunciou o assalto.

A vítima foi baleada e os criminosos fugiram do local sem levar nada. Segundo as testemunhas, a vítima não esboçou qualquer reação, mas mesmo assim foi morta.

Reportagem: Tiago Silva

domingo, 14 de agosto de 2016

FIM DE SEMANA SANGRENTO COM 5 HOMICÍDIOS REGISTRADOS EM CASTANHAL

O fim de semana foi sangrento na cidade de Castanhal, nordeste paraense, onde 5 homicídios foram registrados. Nosso balanço começa pela noite de sexta-feira (12) quando um adolescente de 15 anos, que vigiava veículos no entorno da Praça do Estrela, ao terminar o trabalho e se dirigir para dormir sob a marquise de um prédio na Feira da Ceasa, no centro de Castanhal, foi assassinado com pelo menos 3 tiros. O adolescente que tinha saído de casa há oito meses, segundo o tio dele, que registrou a ocorrência, foi alvejado por dois homens que estavam em uma motocicleta de placa, cor e modelo não anotados. Fugiram sem deixar pistas. O tio disse que o menor era viciado em drogas e que ele praticava pequenos delitos, como furto.

O segundo caso foi registrado pelo investigador Carlos Frederico, da Polícia Civil, que foi acionado na tarde de sábado (13) depois que populares encontraram em um matagal na estrada da Piçarreira, atrás do Conjunto Vale Castanhal, um corpo em decomposição, de cor parda, medindo cerca de 1,70m, adulto entre 25 e 35 anos. No cadáver, peritos encontraram várias perfurações provocadas por facadas, principalmente na região das costas. O policial informou que o local onde o corpo foi encontrado é ermo, sem residências, havendo somente uma horta há cerca de 50 metros do local onde o corpo foi encontrado, não havendo qualquer casa ou similar na propriedade onde está a horta ou mesmo próximo do fato. A vítima ainda continua como indigente no necrotério do Instituto Médico Legal (IML) de Castanhal.

O terceiro homicídio em Castanhal foi registrado na noite de sábado (13), por volta das 20h30min, quando a Polícia Civil foi informada sobre um homicídio por arma de fogo ocorrido na travessa da Campina, final do bairro Jaderlândia, bem próximo ao cemitério. A vítima foi identificada como Anderson Costa de Moura, de 23 anos. Ele foi alvejado com vários tiros e segundo informações da perícia criminal a vítima supostamente estaria de motocicleta, visto que próximo ao corpo havia um capacete sujo de sangue, o que pode caracterizar o crime de latrocínio (roubo seguido de morte).
 
O quarto caso aconteceu no início da madrugada de domingo (14) quando a Polícia Militar foi informada sobre um corpo do sexo masculino, pardo, magro, entre 20 e 30 anos, logo abaixo da escadaria da passarela utilizada para atravessar pedestres na rodovia BR-316, esquina com a rua Magalhães Barata, no centro da cidade “Modelo”. O investigador Carlos Frederico, da Polícia Civil, com sua equipe de trabalho se deslocou até o local indicado e lá encontrou diversas pessoas ao redor do corpo da vítima que trajava calça jeans de cor marrom, camisa verde e apresentava uma lesão (tiro) no lado esquerdo, altura da costela. Testemunhas disseram que a vítima foi alvejada por dois homens, que teriam fugido em uma motocicleta.

E o quinto homicídio aconteceu na noite de domingo (14), por volta das 21h. A princípio a polícia trabalha com a hipótese de latrocínio (roubo seguido de morte). Aconteceu bem em frente a uma emissora de TV, situada na rua Comandante Assis, entre as ruas Cônego Leitão e Quintino Bocaiuva, no bairro Estrela, bem próximo ao centro comercial de Castanhal. A vítima foi identificada como Fábio de Aquino, de 27 anos. Fábio teve sua vida ceifada após ser atingido por um tiro no pescoço. De acordo com as primeiras informações, o jovem estava com amigos em um carro. Eles teriam descido do veículo e seguido rumo a um “barzinho”, onde pretendiam se divertir em um pagode. Mas no meio do caminho Fábio foi abordado por um casal de assaltantes, que estava em uma motocicleta. A mulher teria pedido o telefone celular do rapaz, que não reagiu e mesmo assim foi covardemente assassinado com um tiro no pescoço, disparado pela assaltante, que já foi identificada pela polícia. Ela está foragida. As câmeras de segurança da emissora de TV devem ter registrado o crime e as imagens podem ser solicitadas pela polícia, para ajudar nas investigações. Ainda de acordo com as primeiras informações, Fábio de Aquino era universitário e estudava bacharelado em sistema de informação. Até o momento ninguém foi preso.

Reportagem: Tiago Silva e J.R Avelar (Diário do Pará)

quarta-feira, 10 de agosto de 2016

CORPO DE ADOLESCENTE É ENCONTRADO EM COVA RASA

O desaparecimento, desde a noite de sábado (06) de uma adolescente de 13 anos, na localidade de Quatro Bocas distrito do município de Tomé-Açu, nordeste paraense, teve o desfecho na manhã de ontem, quando o corpo da jovem foi encontrado em uma cova rasa, no meio de um matagal no bairro Tucano II.

Em depoimento ao delegado Jean Sérgio Alves, da Polícia Civil, a mãe da garota informou que os sumiços eram frequentes nos últimos 2 meses. O caso foi registrado na Unidade Integrada Pro Paz (Uipp) de Quatro Bocas. “Ela continuou saindo de casa e só voltando quando bem entendia”, disse a mãe da adolescente, sobre os sumiços da filha e suas tentativas de evitar que o pior acontecesse. Em um relato dramático, ela contou que fez de tudo para que a garota mudasse o comportamento, mas não conseguiu.

Buscas foram feitas em todo o município de Tomé-Açu, e em casas de amigos e parentes. A notícia fatal chegou na manhã de ontem, quando populares encontraram, em uma cova rasa no bairro Tucano II, o corpo da garota. A mãe foi chamada para fazer o reconhecimento e soube, por meio de policiais militares, que a menina aparentava sinal de perfuração causada por faca, na altura da clavícula. Dezenas de pessoas acompanharam o trabalho de remoção. 

Ainda em depoimento ao delegado Jean Sérgio Alves, a mãe da jovem disse que da última vez que fugiu do lar, a filha ficou morando em uma casa próximo da mata, sendo que a mãe teve que acionar a polícia para resgatá-la. 


Após o registro do caso, o delegado Jean Sérgio Alves acionou o Centro de Perícia Renato Chaves de Castanhal para os trabalhos de levantamento de local de crime e remoção do corpo. O caso está sendo investigado.

Reportagem: J.R Avelar (Diário do Pará)

terça-feira, 9 de agosto de 2016

MULHER É PRESA NO PARQUE DOS BURITIS COM DROGA E VEÍCULO ROUBADO

No Parque dos Buritis, área do bairro Novo Estrela, uma mulher foi presa acusada de traficar drogas. Na casa de Cínara Silva dos  Santos foram encontradas 9 “petecas” de pasta base de cocaína, além de uma motocicleta com registro de roubo.


A prisão da acusada foi efetuada por policiais civis, após denúncia anônima. Cínara Silva dos Santos foi autuada em flagrante pelos crimes de tráfico de drogas e receptação de veículo roubado. Ela ficou de ser transferida para o presídio feminino de Ananindeua. Cínara já possui outras passagens por tráfico de drogas e roubo.

Reportagem: Tiago Silva

DUPLA É PRESA COM ARMA E MOTO ROUBADA NO BAIRRO NOVA OLINDA

Roseno Barbosa dos Santos e Ademar Corrêa Filho foram presos por uma equipe da Polícia Militar acusados de receptação de veículo roubado e posse ilegal de arma de fogo e de munição. Um revólver calibre 38 com 5 munições intactas estava na casa de Ademar, no bairro Nova Olinda.

A dupla estava em uma motocicleta modelo Pop 100 cor vermelha quando foi abordada pela equipe policial. Depois foi constatado que a Pop 100 vermelha constava como roubada no sistema. Após algumas perguntas, Ademar Corrêa Filho confessou que guardava uma arma de fogo em sua residência.


Ademar foi autuado por posse ilegal de arma de fogo e de munição. Enquanto ao amigo dele, Roseno Barbosa dos Santos foi enquadrado por receptação de veículo roubado.

Reportagem: Tiago Silva

"JUNIOR DA FAN" É PRESO COM PEDRA DE CRACK NO CENTRO DE CASTANHAL

A Polícia Militar prendeu Junior da Silva e Silva, o conhecido “Junior da fan”, morador do bairro São José. Ele foi preso no centro comercial da cidade de Castanhal, nordeste do Estado, após ter sido flagrado com uma pedra de crack avaliado em R$ 300,00.

Na delegacia, o acusado disse ao delegado Paulo Benício, da Polícia Civil, que a pedra de crack seria para consumo próprio e negou ser traficante. O detalhe é que Junior da Silva e Silva com 26 anos de idade já possui quatro passagens, todas por tráfico de drogas. Da última vez passou 3 anos na cadeia e estava em liberdade há um ano.

Além disso, “Junior da fan” é suspeito de ser o autor de um duplo homicídio ocorrido no dia 6 de março deste ano em um sítio localizado no ramal do Cenóbio, onde acontecia uma festa. As vítimas fatais foram Gonçalves Garcia de Souza e Igor Maykon Vera da Silva. No mesmo dia ainda foram vitimas de baleamento Victor Calebe de Souza Martins e Arthur da Conceição, estes que não morreram. O autor dos disparos teria sido “Junior da fan”, mas ele negou todas as acusações.


Inicialmente o acusado foi autuado apenas por tráfico de entorpecente. Se confirmado, Junior da Silva e Silva também responderá pelos crimes de duplo homicídio e tentativa de homicídio. “Junior da fan” está custodiado no Centro de Recuperação Regional de Castanhal.

Reportagem: Tiago Silva

segunda-feira, 8 de agosto de 2016

SUSPEITO DE MATAR INTEGRANTE DO PAVULAGEM É PRESO

Bruno José Nascimento dos Santos, conhecido como "Baby", foi preso na manhã deste sábado (6), na Vila do Braço Grande, zona rural do Município de Bragança, nordeste do estado, pela Polícia Civil e Militar. Ele é o suspeito de matar Sérgio Oliveira da Silva Junior, integrante do Arraial do Pavulagem.

O crime ocorreu no fim do mês de junho de 2016. A vítima saia de casa com a esposa, na rua Bom Sossego, com a travessa Antônio Rodrigues Junior, no Maguari, em Ananindeua, quando foi abordada por bandidos em uma tentativa de assalto.

O acusado já tem passagem pela polícia e responde por mais três homicídios, um latrocínio, quatro assaltos e além de tentativas de roubo em Belém, Ananindeua e Capanema.

Reportagem: Diário Online (Dol)

MARANHENSE É ASSASSINADO A PAULADAS EM PARAGOMINAS

O maranhense Benildo da Silva, solteiro, 33 anos, foi morto a pauladas na rua Santa Izabel, no bairro da Cidade Nova, em Paragominas, Sudeste paraense. O registro do homicídio foi feito pelo irmão da vítima, Jovenildo da Silva. Ele informou ao delegado Pedro da Rocha Rolim que Benildo não possuía inimigo e nem estava sendo ameaçado de morte.

No local do crime, testemunhas disseram que a vítima foi assassinada por um homem com quem bebia na praça do Ginásio de Esportes. “Ninguém viu nada, apenas acharam o corpo dele e comunicaram à Polícia Militar”, disse Jovenildo da Silva. O crime foi registrado na Delegacia de Polícia Civil de Paragominas que solicitou a remoção pelo Instituto Médico Legal. No local, os peritos recolheram um pedaço de pau com manchas de sangue utilizada para matar Benildo da Silva.


ULIANÓPOLIS


No município de Ulianópolis, também no Sudeste do Pará, um adolescente de 16 anos foi morto a tiros por volta das 20h de sábado (6). Segundo as informações do tio da vítima, Anderson Chaves, prestadas à policia, o jovem foi morto com um tiro próximo ao bar do Coqueiro, no bairro Resende I, em Ulianópolis. O corpo estava debruçado, caído ao solo, com o pé esquerdo encostado na parte lateral da mesa de sinuca de um bar.

Testemunhas disseram que o adolescente estava na companhia de outra pessoa no momento do crime e que o assassino estaria em uma motocicleta vermelha. “Meu sobrinho era usuário de drogas e ultimamente soube que ele estava envolvido em roubos”, relatou Anderson Chaves.

Reportagem: J.R Avelar (Diário do Pará)

CHOQUE ENTRE CARRETA E ÔNIBUS DEIXA 5 MORTOS

Um grave acidente deixou cinco pessoas mortas na madrugada desta segunda-feira (08) no quilômetro 136 da rodovia BR-316, próximo à Comunidade Rio das Pedras, em Capanema, nordeste paraense.

Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), uma carreta e um microônibus colidiram por volta de 1h30. O coletivo provavelmente seguia para Belém, enquanto a carreta fazia o sentido inverso. Os dois veículos se chocaram lateralmente e quatro homens e uma mulher não resistiram e morreram ainda no local.

Ainda de acordo com a PRF, oito pessoas ficaram feridas e foram atendidas na pista. Os corpos das vítimas foram levados para o IML de Castanhal. A identidade das cinco pessoas ainda não foi divulgada. A PRF investiga o caso para saber o que pode ter causado o acidente.

Reportagem: Diário Online (Dol)

PRESÍDIO REGISTRA FUGA DE 9 INTERNOS

Nove detentos do Centro de Recuperação Penitenciário do Estado (CRPP II) na vila de Americano, em Santa Izabel do Pará, fugiram com uma corda conhecida como “teresa” para pular da muralha para a parte externa da cadeia. Até o fechamento desta edição, 5 haviam sido recapturados.

Os custodiados, logo depois das 14h, tentaram empreender fuga pela muralha do presídio. A ocorrência foi registrada na hora da visita aos presos, o que acabou tumultuando ainda mais o local. Motoristas que passavam pela BR-316, na hora da fuga, ouviram vários disparos de arma de fogo e alguns homens correndo para a mata que circunda as cadeias do complexo de Americano. Em nota, a Susipe confirmou a ocorrência. Segundo o texto, no total, 9 presos tentaram fugir da unidade prisional, mas 5 foram recapturados ainda dentro da área do complexo prisional. Todos foram encaminhados para a delegacia e irão cumprir medidas disciplinares. Os internos fugiram do pavilhão 2, com o uso de uma corda artesanal ao pular o muro de segurança e conseguiram escapar pela mata.

Homens da Polícia Militar que estavam na guarita do centro de detenção, chegaram a disparar tiros de advertência, mas não conseguiram impedir a fuga. Uma revista estrutural foi realizada no presídio. A PM realiza buscas aos foragidos na região. A Corregedoria da Susipe irá abrir uma sindicância administrativa para apurar o caso. 

FORAGIDOS


Os 4 detentos que estão foragidos são: Amaury dos Santos Lima, Fábio Moraes Sacramento, Esmael Bezerra Almeida e Bruno Rodrigo Vilhena Santos.

Reportagem: J.R Avelar (Diário do Pará)

DETENTO MORTO A ESTOCADAS E MUTILADO EM PRESÍDIO

Novamente as penitenciárias do complexo de Americano voltam às manchetes policiais. O detento Antonio Gilson Ferreira Moreira, de 23 anos, foi apresentado ao delegado Paulo Henrique Ribeiro Soares Junior na Seccional Urbana de Santa Izabel para ser autuado pelo crime de homicídio tendo como vítima o também detento Edimilson Brito Perdigão.

A apresentação do acusado foi feita pelo vice-diretor do Centro de Recuperação Provisório do Pará I informando que por volta das 10h desta sexta-feira (05) ao passar a revista na cadeia para verificar possíveis túneis, escutou gritos vindos da Ala A e a “cadeia tremia com os presos batendo nos portões”.

O agente público penitenciário acabou sendo informado que Antonio Gilson Ferreira Moreira acabara de matar o colega detento Edimilson Brito Perdigão, fato ocorrido na passarela que divide os pavilhões 04 e 05, no momento em que os presos haviam sido liberados da triagem para o banho de sol.

Segundo informações os detentos da ala A do pavilhão num total de 170 presos onde se encontrava o assassino eram separados dos presos da triagem com 15 presos dentre estes a vítima, no entanto esta área acabou sendo invadida pelos 170 presos ocorrendo à morte da vítima. Interrogado no local ainda ensanguentado Antonio Gilson Ferreira confessou ter sido o autor do homicídio contra Edimilson Perdigão alegando que seria uma vingança por ele ter matado no passado um primo do assassino no município de Concórdia do Pará. Segundo os agentes prisionais não foi encontrada a arma usada no crime possivelmente um estoque uma vez que a vítima apresentava múltiplas perfurações pelo corpo e uma das pernas retirada do corpo em uma cena de pura selvageria.

VINGANÇA

No depoimento prestado na Polícia Civil, Antonio Gilson Ferreira Moreira contou ao delegado que nutria um ódio sem precedentes contra Edimilson Brito Perdição depois que este há um ano matou um primo do assassino de prenome Renato em razão deste ter entrado com uma ação trabalhista contra a vítima.

Antonio Gilson cumpre pena há três anos por latrocínio no município de Santa Maria do Pará e alguns dias soube que Edimilson tinha sido preso e que viria transferido para o CRPP I. “Fiquei com a fisionomia dele na cabeça e hoje quando vi ele na triagem consegui chegar até ele enforcando com um pano e depois dei um sossega leão até ele desmaiar” contou friamente o assassino. Com a vítima desmaiada ele amarrou as mãos do mesmo para traz e de posse de um estoque desferiu várias estocada. “Não contei quantas furadas dei nele, pois quando perfurava lembrava de meu primo morto e me dava mais raiva” contou o assassino.

Para completar a crueldade o assassino ainda cortou uma das pernas da vítima para que esse não pudesse nem se levantar. Ele se disse arrependido por ter matado o desafeto porem se sentia vingado pela morte do primo. Antonio Gilson Ferreira vai responder agora por homicídio qualificado.

Reportagem: J.R Avelar (Diário do Pará)

quarta-feira, 3 de agosto de 2016

MULHER É MORTA A FACADAS NA OCUPAÇÃO OSCAR REIS

O delegado Paulo César Benício, da Delegacia de Crimes Contra a Pessoa, do município de Castanhal, região nordeste do Pará, abriu inquérito policial para apurar a morte de Jociane Damasceno Conceição de 30 anos. O caso foi registrado na polícia pelo irmão dela, Adelson Damasceno.

Segundo ele, Jociane foi vítima de feminicídio na madrugada de ontem e o corpo foi encontrado na rua Aluízio Diniz, invasão Oscar Reis,
bairro Jaderlândia. Até o momento, ainda são desconhecidas a motivação para o crime e a identidade do assassino. O corpo apresentava sinais de violência. Adelson disse que Jociane permaneceu durante toda a segunda-feira (01) ausente da residência. Voltou somente por volta das 23h. Disse que haviam lhe roubado R$ 20. Logo em seguida ela decidiu sair novamente, e não mais retornou. “Ela saiu em uma bicicleta preta com pneu reduzido, que não foi encontrada no local do crime”, informou o irmão da jovem.

Já na manhã de ontem ele estava em um estabelecimento comercial próximo da casa onde mora quando sua namorada chegou falando que Jociane havia sido morta. Adelson foi ao local informado e encontrou a irmã morta, no chão. Policiais militares que atenderam a ocorrência informaram que a vítima apresentava sinais de que teve morte violenta. O corpo foi removido pelo Instituto de Criminalística de Castanhal para ser submetido à necropsia.

Reportagem: Tiago Silva e J.R Avelar

terça-feira, 2 de agosto de 2016

TROCA DE TIROS E MORTE NO CENTRO DE CASTANHAL

Antônio, vulgo "Pitbull", morreu na UPA
Na tarde de ontem, no centro comercial da cidade de Castanhal, três suspeitos foram baleados durante uma troca de tiros com policias civis e militares. O delegado Temmer Khayat, superintendente da Policia Civil na zona do Salgado, recebeu a informação de que em uma casa de vila, situada na rua Raquel Lemos, entre Francisco Alves e Irmã Adelaide, estariam três assaltantes de residências da mais alta periculosidade.

"Olho de vidro" foi transferido para o Metropolitano
O delegado Temmer e sua equipe de investigadores fizeram o cerco. Dentro da casa estavam três suspeitos que receberam a polícia na base da bala. Foi solicitado apoio da Polícia Militar. O sargento Do Vale e o soldado Goncalves foram até o local e também foram recebidos a tiros. Os suspeitos foram alvejados durante o confronto. Um deles, mesmo com um tiro no pescoço ainda conseguiu roubar uma motocicleta de uma mulher e fugiu do local. Outro integrante foi atingido nas nádegas e no tórax. Já o terceiro envolvido, identificado apenas como “olho de vidro”, foi o que mais deu trabalho: mesmo baleado correu até a rua Comandante Assis e fez uma pessoa refém. Temmer Khayat, bastante experiente em negociações, fez com que o suspeito se entregasse e o refém foi liberado sem ferimento.


“Olho de vidro” estava baleado no braço direito. Ele foi transferido para o Hospital de Urgência e Emergência Metropolitano de Ananindeua. Enquanto ao comparsa dele, Antônio da Costa Junior, vulgo “Pitbull”, que havia sido alvejado nas nádegas e no tórax; morreu na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) 24 Horas de Castanhal.


Na casa alvo da batida policial foram encontradas duas escopetas calibre 12, uma pistola calibre 380 e um revólver calibre 38, além de farta munição. Ainda no imóvel foram apreendidos coletes balísticos, além de uma TV de 32 polegadas e vários aparelhos celulares, todos de origem duvidosa.

Reportagem: Tiago Silva