sexta-feira, 25 de julho de 2014

Acusado de roubar motocicleta é detido

Policiais militares prenderam na manhã de ontem, um jovem de 24 anos acusado de ter roubado uma motocicleta, na cidade de Castanhal, nordeste do Estado. A prisão foi realizada através de uma denúncia. Com o acusado, a polícia recuperou o veículo do tipo Bros, de cor preta, que havia sido roubado na noite de quarta-feira (23).
        
A motocicleta foi tomada de assalto na 2ª rua do bairro Jaderlândia, por volta das 23h. A vítima contou à polícia que chegava do serviço e tentava abrir o portão de sua casa, momento em que foi surpreendida por um homem armado. "A única alternativa que eu tive foi entregar a chave da minha moto", lamentou a vítima.
        
No dia seguinte, uma guarnição da Polícia Militar, composta pelos cabos Ataíde, J. Barbosa e Azevedo, recebeu a informação de que o veículo se encontrava escondido dentro de uma casa, situada na ocupação do "Irã", área do bairro Jaderlândia, periferia da cidade. Juntamente com os investigadores Nivaldo e Monteiro, os policiais militares se dirigiram até o endereço citado na denúncia, onde dentro do imóvel encontraram o veículo que havia sido roubado. Foi preso ainda no interior da casa, Ivanilson Lima da Costa, de 24 anos, o qual foi reconhecido pela vítima.
        
Na delegacia do centro, o acusado preferiu ficar em silêncio. Ele foi autuado pelo delegado Patrício Pontes por roubo. Ivanilson Lima da Costa já se encontra à disposição da justiça no presídio de Castanhal.

Texto e fotos: Tiago Silva

Homem é flagrado com 50 "petecas" de cocaína

Em Castanhal, cidade do nordeste paraense, um senhor de 47 anos foi preso pela acusação de tráfico de drogas. Na casa dele, a polícia teria encontrado 50 "petecas" de pasta base de cocaína prontas para a venda. O homem, que confessou participação no crime, foi apresentado e autuado em flagrante na delegacia de Polícia Civil.
        
Policiais do serviço de inteligência da Polícia Militar já tinham a informação de que uma casa, localizada na rua da Piscina, nº 915, funcionava como um ponto de venda de drogas. Na tarde de ontem, PMs à paisana resolveram apurar o caso de perto e, por volta das 15h, perceberam alguns usuários entrando e saindo do local suspeito. Após ter certeza, a equipe policial formada por quatro agentes adentrou no imóvel encontrando, após revista, 50 "petecas" de pasta base de cocaína.
        
Ao ser perguntado sobre o entorpecente encontrado, Salomão Sousa de Oliveira, 47 anos, confessou que traficava por pelo menos dois anos no bairro Ianetama e que vendia pelo valor de R$ 10 reais cada "peteca". Na residência foram achadas várias fotos, onde o proprietário do imóvel aparece ao lado de outros traficantes e assaltantes em festas de aparelhagens.
        
O delegado Marco Antônio de Oliveira autuou Salomão Sousa pelo crime de tráfico de drogas o colocando à disposição da justiça no Centro de Recuperação de Castanhal (CRCAST).

Texto e fotos: Tiago Silva

Autor de latrocínio já está na cadeia

O delegado Temmer Khayat, titular da divisão de homicídios, desvendou um crime de latrocínio (roubo seguido de morte) ocorrido no mês passado, em Castanhal, cidade do nordeste paraense. A vítima foi assassinada a tiros enquanto conversava com um amigo. O assassino se encontra custodiado no presídio de Americano, em Santa Isabel do Pará.
        
Vítima
No dia 24 de junho desse ano, o universitário Alan Hangel Silva, 20 anos, resolveu sair para curtir a noite na companhia de seu amigo Maximiliano Lima Monteiro, de 27 anos. Alan e Maximiliano mal sabiam que naquele dia uma tragédia iria acontecer com um deles, e, talvez se soubessem com certeza absoluta não sairiam de suas casas para lugar algum. Já no finalzinho da noite, os dois amigos resolveram encerrar a diversão tomando a "saideira" em uma loja de conveniência, anexada em um posto de combustíveis, situado às margens da BR-316, no bairro Milagre.
        
O latrocínio aconteceu depois que dois homens a pé assaltaram o frentista roubando parte da renda do posto de gasolina. Não satisfeitos, os assaltantes se dirigiram até a conveniência e, após roubarem mais dinheiro e objetos de valor, efetuaram vários disparos. Mesmo atingido com um tiro no pescoço e outro na costela, Maximiliano teria adentrado em seu carro e levado seu amigo para um hospital da cidade; mas Alan Hangel não resistiu aos ferimentos a bala e acabou morrendo. Somente Maximiliano Lima sobreviveu.
        
Acusado
A Polícia Civil passou a investigar o caso e na manhã de ontem convocou a imprensa para informar que o autor do crime já se encontra preso. "O Airton Wesley praticou o latrocínio e logo em seguida assaltou também um hotel no mesmo bairro. Quatro dias depois, ele e mais um comparsa tentaram assaltar outro posto de combustíveis e acabaram sendo baleados durante troca de tiros com um desconhecido. Na ocasião eles foram presos e recentemente descobrimos que o Airton Wesley foi quem tirou a vida do jovem Alan Hangel. A participação do Airton foi comprovada através de filmagens de circuito interno, que mostram ele na cena do crime", delegado Temmer durante coletiva realizada na sede da divisão de homicídios, em Castanhal.
        
Sabendo que o assassino está na cadeia, familiares se sentem mais aliviados, mas todos eles, principalmente os pais, sabem que nada vai trazer de volta a vida do jovem Alan Hangel. "O meu filho era estudioso, trabalhador, tinha namorada e muitos sonhos pela frente, que foram interrompidos pela violência descontrolada desse país", lamentou o pai.
        
De acordo com o delegado Temmer Khayat, Airton Wesley, 18 anos, além de responder pelo latrocínio, também responderá pelos assaltos contra os dois postos de combustíveis e contra o hotel.

Texto e fotos: Tiago Silva

Moto é roubada do pátio da Polícia Rodoviária Federal

Um audacioso teve a coragem de furtar uma motocicleta que estava recolhida no pátio da Polícia Rodoviária Federal (PRF), na BR-316, próximo do município de Santa Maria do Pará, nordeste do Estado. O veículo foi recuperado na manhã de ontem por policiais militares após a prisão do receptador.

Passava pouco mais das 10h, quando uma guarnição do destacamento de Santa Maria do Pará, composta pelos cabos Tavares, Dias e soldados Eduardo e J. Roberto, localizou e deteve um homem acusado de receptação de veículo. A detenção ocorreu na segunda rua do bairro Marilândia, onde na casa do detido também foi encontrada uma motocicleta com registro de furto.

A Biz estava toda modificada e com visíveis sinais de adulteração (a cor original era cinza, mas a moto estava pintada de preta). Pedro de Souza Lima, 23 anos, contou aos policiais que havia comprado o veículo de um homem desconhecido pelo valor bem abaixo do mercado. “Como a gente já tinha denúncia da casa e as características do receptador, fizemos diligências e acabamos encontrando a moto. Na delegacia foi constatado que o veículo havia sido furtado do pátio de retenção da PRF, conforme a denúncia”, contou o soldado J. Roberto.

Pedro de Sousa Lima foi autuado em flagrante pelo crime de receptação dolosa e se encontra custodiado em um presídio do estado. A Polícia Civil continua com as investigações para identificar o responsável pelo furto ou tentar descobrir se Pedro de Sousa teria sido a pessoa que retirou a Biz, que estava em poder de um órgão Federal.

Texto e fotos: Tiago Silva

quinta-feira, 10 de julho de 2014

Suspeito é espancado por populares após assalto

Na noite de anteontem (terça-feira), policiais militares prenderam, em flagrante delito, Bruno Leandro Pinheiro Cardoso, de 18 anos, logo após ter cometido assalto em um bairro periférico da cidade de Castanhal, nordeste do Pará. O acusado teve apoio de um comparsa que conseguiu fugir. Após o roubo de uma motocicleta, um dos bandidos ainda atirou contra a vítima.
        
Segundo a polícia, por volta das 22h de terça-feira (7), dois homens, um deles armado de um revólver, roubaram uma motocicleta do tipo Titan, de cor verde, na passagem Têxtil, no bairro Ianetama. A vítima, identificada pelo nome de Stalony da Silva, trafegava em via pública e durante a ação criminosa recebeu um tiro de raspão no rosto. O jovem foi socorrido e não corre risco de morte.
        
Revoltados com a situação e cansados de tantos assaltos, populares uniram forças e com motocicletas e carros saíram a caça aos assaltantes conseguindo alcançá-los e derrubá-los do veículo roubado. Bruno Leandro foi castigado pelos moradores enfurecidos que lhe aplicaram socos, chutes, pedradas e pauladas por toda parte de seu corpo. O comparsa dele, identificado apenas pelo apelido de "Loirinho", conseguiu escapar da surra.
        
Os soldados Paiva e Edilomar foram acionados e salvaram o acusado de algo pior. "Ele estava bastante
machucado, com vários hematomas pelo corpo e com o olho furado. Se a gente não tivesse chegado rápido, a população teria matado o assaltante", contou Paiva.
        
Um revólver calibre 38 foi apreendido e a motocicleta que havia sido roubada foi recuperada. Após ser atendido em um hospital da cidade, Bruno Leandro Pinheiro Cardoso foi conduzido à delegacia de Polícia Civil, onde foi autuado pelos crimes de assalto a mão armada, porte ilegal de arma de fogo e tentativa de homicídio. "É mais um criminoso fora das ruas", comemorou o soldado Paiva.

Castanhal: Jovem é eliminado com tiro na cabeça

Um homem ainda não identificado foi assassinado a tiro na madrugada de ontem, em Castanhal, cidade do nordeste paraense. O crime aconteceu por volta das 2h, na travessa Calúcia, no bairro Jaderlândia. Moradores do local falaram à polícia que escutaram um tiro no começo da madrugada, porém ninguém conseguiu ver o autor do assassinato.
Após o crime, a Polícia Militar foi acionada e guarnições compareceram ao local para colher as primeiras informações e realizaram ronda, mas nenhum suspeito foi localizado. “A vítima, aparentando ter entre 20 e 25 anos, foi atingida com um tiro na cabeça. O crime ainda é um mistério”, comentou o sargento Josemar, comandante da 2ª Cia de Castanhal.

Uma equipe da Polícia Civil também compareceu ao local e apurou mais informações sobre o caso. “As pessoas estavam com muito medo de falar algo e foi preciso os investigadores se infiltrarem ao meio dos curiosos e só assim conseguiram obter alguns detalhes do crime. Uma bicicleta da vítima teria sido roubada e por esse motivo não descartamos a hipótese de latrocínio, ou seja, roubo seguido de morte”, adiantou um delegado, preferindo não revelar seu nome.

O corpo foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) de Castanhal e seria enterrado como indigente, se não fosse reconhecido por algum familiar.

terça-feira, 8 de julho de 2014

Jovem é detido portando arma de fogo municiada

Policiais militares lotados no 5º batalhão, onde atualmente está no comando o tenente coronel França, realizaram a apreensão de mais uma arma de fogo, que não será mais utilizada em qualquer prática de crimes. A apreensão ocorreu no início da manhã de anteontem (domingo), em Castanhal, cidade do nordeste paraense. O dono do revólver calibre 38 foi detido e conduzido à delegacia de Policia Civil para os procedimentos cabíveis.
        
Assim que entraram em serviço, os policiais cabo José e soldados Jone e Felipe embarcaram na viatura 0517 e saíram em ronda pelos bairros de Castanhal à fim de localizar e prender qualquer cidadão infrator q
ue pudesse estar tirando o sossego da comunidade de bem.
        
Foi no bairro da Propira, mais precisamente na rua João Paulo II que, por volta das 8h, a guarnição comandada pelo cabo José avistou um homem em atitude suspeita. "Ele trafegava em via pública, estava muito nervoso e resolvemos fazer a abordagem e, durante revista pessoal no mesmo, encontramos um revólver calibre 38", contou o policial.
        
A arma conhecida como "Coringa", por ter o cano longo parecido com a arma do vilão "Coringa", de o filme "
Batman", continha em seu tambor seis munições intactas. Na delegacia, Wilksy Ronny Monteiro da Conceição, 20 anos, teria dito que havia comprado o revólver pelo valor de R$ 1.500,00, porém não falou de forma alguma o nome do vendedor. Ele alegou ainda que andava armado para se defender de um desafeto, o qual ele também não revelou o nome.
        
Para a polícia, Wilksy Ronny seria mais uma pessoa má intencionada tentando praticar assaltos ou qualquer outro tipo de crimes pela cidade, mas, através de uma abordagem de rotina, a Polícia Militar conseguiu tirar uma arma de fogo e mais um fora da lei de circulação. O jovem foi autuado pelo crime de porte ilegal de arma de fogo e se encontra à disposição da justiça.