quarta-feira, 17 de dezembro de 2014

QUIS INCORPORAR O "RAMBO", MAS SE DEU MAL

Moradores do bairro Pantanal, em Castanhal, nordeste do Pará, viveram verdadeiros momentos de terror depois que Fabrício Freitas de Souza, 22 anos, surtou e saiu efetuando disparos de arma de fogo em via pública. O medo só acabou depois que o acusado foi preso pela Polícia Militar. A arma de fogo foi apreendida.

No fim da tarde de ontem, policiais do Núcleo Integrado de Operações (Niop) receberam diversos telefonemas, via 190, de pessoas desesperadas pedindo para que uma equipe policial fosse rapidamente até o bairro Pantanal para prender um homem, que estava descontrolado e efetuando vários disparos de arma de fogo em via pública. A informação também dava conta que o descontrolado havia matado uma vaca a tiros e que para o mesmo matar um ser humano não ia demorar muito.

Ao perceber a presença da polícia, o atirador utilizou uma motocicleta modelo Broz para empreender fuga em alta velocidade. Uma equipe do grupamento Ronda Ostensiva Com Apoio de Motocicletas (Rocam) fechou o cerco. O denunciado se desequilibrou ao passar por uma curva estreita e foi preso após cair violentamente ao chão. O revólver calibre 38 foi apreendido.

Fabrício Freitas de Souza sofreu vários hematomas pelo corpo, principalmente na região da cabeça. Ele ainda bateu com o olho direito em um toco e quase fica cego. O preso foi encaminhado primeiramente para a UPA 24 horas e, após receber atendimento médico, foi conduzido à delegacia do centro da cidade, onde foi autuado em flagrante. Fabrício permanece custodiado no presídio de Castanhal.

Reportagem: Tiago Silva

terça-feira, 16 de dezembro de 2014

HOMEM É ATINGIDO POR TIRO NA CABEÇA E MORRE NO HOSPITAL

Breno da Silva Oliveira, 20 anos, levou um tiro na cabeça e morreu no hospital. O crime aconteceu no inicio da tarde de ontem na cidade de Castanhal, nordeste do Pará. Vítima e assassino se desentenderam durante bebedeira.

Segundo informações de testemunhas repassadas para uma guarnição da Polícia Militar, um grupo de jovens passou a manhã e entrou a tarde de ontem ingerindo bebida alcoólica em frente a uma vila de casas situada no bairro Santa Catarina, mais precisamente na Rua Santa Rosa, quando houve um desentendimento, por volta das 13h, que resultou em morte. Breno da Silva Oliveira, de 20 anos, foi alvejado por um disparo de arma de fogo no meio da testa e morreu assim que deu entrada na Unidade de Pronto Atendimento (UPA 24 horas).

Após o fato, policiais militares realizaram diligencias afim de localizar e prender o assassino, mas nenhum suspeito foi encontrado. Testemunhas contaram à polícia que o autor do disparo teria sido um homem, identificado apenas por Marcio. "Populares nos informaram que o Marcio sacou um revólver da cintura e disparou a queima-roupa", comentou um dos policiais militares.

O assassino roubou uma motocicleta em via publica e fugiu em alta velocidade. O delegado Patrício Pontes, da Divisão de Homicídios (DH), já ouviu as testemunhas oculares e tenta descobrir o paradeiro do assassino. A esposa do acusado também foi ouvida.

Reportagem: Tiago Silva

sexta-feira, 12 de dezembro de 2014

CADÁVER É ENCONTRADO EM SANTA ISABEL DO PARÁ

Ao largar o plantão da 17ª Seccional Urbana de Santa Isabel do Pará, por volta das 7h30min de anteontem, a delegada Elieuza Braga obteve a informação sobre um cadáver que se encontrava jogado no ramal que dá acesso a uma fábrica de rações, situada às margens da rodovia PA-140, zona rural do município. De acordo com a informação o corpo estava dentro de uma área de matagal, a cerca de 500 metros da rodovia.

A delegada, juntamente com sua equipe de investigadores, se deslocou até o endereço e se deparou com o corpo de um homem coberto por uma rede de pano. Quando a rede foi retirada se constatou que a vítima, aparentando ter entre 35 a 40 anos, estava com uma corda enrolada no pescoço. "Nenhuma perfuração de faca e nem de bala foi encontrada no corpo. Provavelmente esse homem foi morto por asfixia", acredita Elieuza.

A polícia suspeita ainda que a vítima foi assassinada em outro local e desovada no ramal do conjunto do kato. Moradores da área disseram à polícia que não perceberam nenhuma movimentação estranha ou barulho suspeito vindo do ramal.

Um inquérito policial foi instaurado para apurar o fato. A vítima ainda não havia sido identificada até o fechamento dessa edição.

Reportagem: Tiago Silva

DOIS ASSALTANTES ESTÃO FORA DE CIRCULAÇÃO

Policiais civis da 3ª Região Integrada de Segurança Pública (Risp) e do Núcleo de Apoio a Investigação (Nai) prenderam, em Castanhal, nordeste do Pará, dois homens suspeitos de serem assaltantes. Um dos acusados estava na condição de foragido da justiça. Uma arma de fogo também foi retirada de circulação durante a ação policial.

Alberto Ferreira da Costa Junior, 20, e Carlos Alexandre Silva de Sousa, 23 anos, teriam praticado diversos assaltos na cidade de Castanhal, segundo a polícia. Eles foram denunciados por populares e a polícia os localizou no interior da casa nº 3, situada na Alameda do Acre, no bairro Imperador. A dupla é considerada de alta periculosidade.


Na manhã de ontem, por volta das 11h, os investigadores Nivaldo, Monteiro e Junior, sob a coordenação dos delegados Luiz Xavier e Fernando Rocha se deslocaram até a casa denunciada, onde apreenderam um revólver calibre 32, totalmente municiado. Carlos Alexandre teria confessado ser o dono da arma letal. Ele respondia por assalto a mão armada e recentemente havia conseguido fugir do presídio.

No imóvel foi apreendida uma motocicleta com o chassi adulterado. A polícia suspeita que o veículo seja produto de roubo. Carlos Alexandre foi autuado por posse ilegal de arma de fogo e já retornou para o sistema prisional. Alberto Teixeira também se encontra à disposição da justiça.

Reportagem: Tiago Silva

quarta-feira, 10 de dezembro de 2014

VIGILANTE E APOSENTADO SÃO ASSASSINADOS

No sábado (6) dois assassinatos foram registrados na delegacia de polícia do centro da cidade de Castanhal, região nordeste do Pará. Um vigilante foi executado a tiros durante a madrugada e um aposentado foi brutalmente assassinado a pauladas. Os casos estão sendo investigados pela Polícia Civil. Ninguém foi preso ainda.
        
O primeiro assassinato ocorreu no bairro Caiçara, por volta das 2h, onde o vigilante de prenome Arnaldo foi alvejado com um tiro no pescoço e outro na cabeça. Ele morreu na Alameda Imperial. A vítima estava de serviço quando foi atacada por um desconhecido que, segundo testemunhas, estava encapuzado e numa bicicleta.
        
"As poucas pessoas que se encontravam no local não souberam dar mais informações sobre o fato. A execução ocorreu durante a madrugada, horário em que poucas pessoas se encontravam na rua", disse o subtenente PM Mota.

MORTO A PAULADAS
        
O segundo crime violento ocorreu no período da tarde, por volta das 16, no bairro Salgadinho, onde um aposentado, identificado apenas por Aldo, de 56 anos, foi brutalmente assassinado a pauladas. O principal suspeito seria um sobrinho da vítima, que seria usuário de drogas.
        
Logo após o fato a guarnição do sargento PM Antônio Marcos se deslocou até a Rua Bengui para apurar as primeiras informações. "Moradores da área nos informaram que o assassino teria sido um tal de 'Iró", possível usuário de drogas e sobrinho da vítima. “Ainda segundo populares, ‘Iró’ tria ido até a casa para roubar o dinheiro do aposentado”, informou Antônio Marcos.
        
Nos dois casos várias guarnições da PM realizaram diligências a fim de localizar e prender os acusados, mas ninguém foi encontrado. O delegado Patrício Pontes, titular da Divisão de Homicídios (DH), já deu início às investigações, junto com sua equipe.

Reportagem: Tiago Silva

PM RECUPERA VEÍCULO ROUBADO E PRENDE ASSALTANTE

Policiais militares lotados no destacamento do município de Terra Alta, nordeste do Pará, prenderam um assaltante e recuperaram uma motocicleta que havia sido roubada. O acusado ainda é suspeito de ter praticado dois assassinatos no passado.
        
A motocicleta modelo Titan, cor vermelha, foi tomada de assalto na cidade de Castanhal e os criminosos empreenderam fuga rumo ao município de Terra Alta. A Polícia Militar obteve conhecimento do fato e rapidamente os cabos Lucas, Ronildo e Cleidivaldo se deslocaram até a rodovia PA-136, onde se depararam com os assaltantes. Durante perseguição o piloto se desequilibrou e a dupla criminosa caiu com a moto no asfalto e se machucou bastante.
        
Um conseguiu fugir entrando na mata, mas o outro assaltante foi detido e a motocicleta foi recuperada. Antônio Lopes Martins, 23 anos, foi conduzido à delegacia de polícia, onde foi autuado em flagrante pelo crime de roubo. Contra Antônio Lopes ainda pesa acusação de o mesmo ter cometido pelo menos dois assassinatos, logo quando atingiu a maior idade. Ele negou tudo.
        
O veículo foi entregue ao dono, que agradeceu aos policiais militares pelo bom trabalho. Antônio se encontra custodiado no presídio de Castanhal.

Reportagem: Tiago Silva

HOMEM É MORTO COM VÁRIOS TIROS NO MEIO DA RUA

Um homem, identificado como João Gleyvan Pantoja Trindade, aparentando ter entre 35 a 40 anos, foi morto a tiros no bairro Novo, em Bujaru, região do baixo Tocantins. O crime ocorreu na sexta-feira (5), por volta das 23h40min. O assassino está foragido.
        
O investigador Pinheiro relatou em Boletim de Ocorrência (B.O.) que se encontrava realizando ronda no interior de uma viatura pelo bairro Novo quando um cidadão o informou que uma pessoa baleada se encontrava caída na Rua Renato Sacramento. De imediato o policial civil foi até o endereço e constatou a veracidade da informação.
        
João Gleyvan Pantoja Trindade estava com o corpo coberto por sangue e com várias perfurações de bala. No local ninguém soube informar como teria ocorrido o homicídio e muito menos as características do assassino, que ainda não foi localizado.

Reportagem: Tiago Silva