sexta-feira, 21 de abril de 2017

Dois baleamentos registrados em Castanhal, uma das vítimas morreu

Mais dois baleamentos foram registrados na tarde de quinta-feira (20), no município de Castanhal. Uma das vítimas morreu e a outra foi encaminhada para o Hospital Metropolitano, em Ananindeua.

O primeiro baleamento foi por volta das 15h, na Rua 21 de Abril, no bairro Salgadinho. A vítima, Francinaldo Silva, foi atingida por dois tiros. No hospital Francinaldo disse que foi alvejado durante uma tentativa de assalto.

Uma hora depois outro baleamento ocorreu na Avenida Pedro Porpino, a PA -320 que liga Castanhal a São Francisco. Desta vez, Jhonatan Vieira de Souza, de 23 anos, foi alvejado na nuca.   

Ele estava com a esposa e com a filha pequena quando foi abordado por uma dupla numa motocicleta pop 100, de cor vermelha, que fizeram os disparos por trás.

Ele foi socorrido por equipes do Corpo de Bombeiros e Samu, chegou a ser levado para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) 24 horas, mas, não resistiu aos ferimentos. O caso será registrado para ser investigado pela Divisão de Homicídios.


Redação Notícia Virtual (Com informações de Tiago Silva/ Últimas Notícias)
 

Crianças fogem de Casa de Acolhimento e fazem denúncia contra cuidadora

Um vídeo registrado em um ônibus coletivo de Castanhal e que foi divulgado ontem (20), nas redes sociais, mostra 4 crianças que fugiram da Casa de Acolhimento de Castanhal, mantida pela Secretaria Municipal de Assistência Social. As meninas fazem acusações contra uma cuidadora da unidade, de prenome Tainá.

Elas relatam que não querem retornar a Casa pois, a cuidadora, chegou a agredir fisicamente uma das meninas.  As crianças foram resgatadas novamente por membros da equipe da Casa de Acolhimento e o caso está sendo apurado pela equipe da Polícia Civil. A Secretaria Municipal de Assistência Social emitiu nota de esclarecimento sobre a situação.

NOTA DE ESCLARECIMENTO

A Secretaria de Assistência Social do Município de Castanhal vem perante os cidadãos prestar esclarecimento a respeito do acontecimento sobre as crianças e adolescentes, as quais se encontravam acolhidas no Centro de Acolhimento Municipal de Crianças e Adolescentes – CEAMCA e que, no ocorrido, estavam evadidos do espaço.
Informamos que o funcionamento do referido espaço pauta-se nas normas técnicas que direcionam o serviço de acolhimento institucional, garantindo aos seus acolhidos todo aparato tanto físico, quanto humano, para que tenham durante o período de acolhimento uma vivência com a segurança material, moral e educacional conforme preconizados no Estatuto da Criança e Adolescentes – Lei nº 8.060/90.
Vale ressaltar que seus acolhidos foram destinados ao espaço através de processo judicial, devidamente acompanhado pelo Ministério Público e pela Defensoria Pública. Portanto, Todos os fatos/acontecimentos que ocorrem no CEAMCA são prontamente informados ao Conselho Tutelar, Ministério Público, Defensoria e Juizado
Entretanto, precisamos esclarecer a comunidade que o ACOLHIMENTO INSTITUCIONAL, não pode ser confundido com medida de privação da liberdade, por se tratar de medida protetiva.
Assim, reitera-se que o CEAMCA juntamente com a Secretaria Municipal de Assistência Social – SEMAS, cumprem com o dever de guarda e cuidados com os acolhidos, zelando pelos seus direitos conforme prescreve o Art. 7 do Estatuto da Criança e Adolescente. Nesse sentido, consideramos prudente adotar como medida preventiva o afastamento, por tempo indeterminado, da servidora em questão. MESMO SEM TERMOS CONHECIMENTO OU REGISTRO DE ATOS DE VIOLÊNCIA OCORRIDOS NO CEAMCA.
Portanto, A SEMAS e Prefeitura de Castanhal, estão trabalhando para resolução da problemática, objetivando o retorno das crianças e adolescentes à convivência de seus familiares, o mais breve possível.
É importante informar que, foram tomadas as providências legais e cabíveis para fazer cessar o repasse das imagens das crianças, pois tal exposição viola a proteção inerente as Crianças e Adolescentes, conforme expostos no art. 17 do ECA.

Castanhal, 20 de Abril de 2017.


(Redação Notícia Virtual)

“Badala” é executado a tiros efetuados por homens encapuzados

Leonardo da Silva Gomes, conhecidos pelos amigos como “badala”, de 31 anos; foi morto a tiros efetuados por 3 homens encapuzados, segundo informações repassadas por possíveis testemunhas ao delegado Nélio Magalhães, da Divisão de Homicídios (DH) da cidade de Castanhal, região do nordeste paraense.

O crime aconteceu na madrugada do dia 19/04, por volta de 1h, no bairro Ianetama, mais precisamente na rua Comandante Assis. Leonardo da Silva Gomes, o “badala”, estava em frente de uma residência quando foi executado com pelo menos 5 tiros, a maioria na cabeça. A vítima morreu no local. O corpo foi removido por peritos para o Instituto Médico Legal (IML). Os atiradores teriam fugido do local em um carro, do modelo, cor e placa não anotados por testemunhas. Homens da Polícia Militar realizaram incursões na tentativa de localizar e prender o trio, mas nenhum suspeito foi encontrado. Leonardo morava na rua São João do mesmo bairro em que foi assassinado. As causas ainda são desconhecidas.

ADOLESCENTE MORTO A TERÇADADAS

        Ainda na cidade de Castanhal, um adolescente de 15 anos morreu após receber 3 terçadadas pelo corpo desferidas por outro adolescente da mesma idade da vítima. O caso ocorreu na segunda-feira (17), mas só ontem familiares registraram o fato na sede da Divisão de Homicídios (DH) do Apeú, Distrito castanhalense.

        De acordo com o delegado Nélio Magalhães, o crime foi por motivo fútil. “Os 2 adolescentes tinham uma rixa. Eles disputavam uma menina, também menor de idade”, explicou o delegado. Um dos garotos trafegava em uma bicicleta pelas ruas do bairro Heliolândia quando foi atacado pelo seu algoz. Atingido com a primeira terçadada pelas costas, Gilvan Oliveira Uchoa caiu no chão, momento em que recebeu mais duas terçadadas na cabeça. O menor infrator fugiu do local correndo e ainda não foi localizado.

        Ferido gravemente e sangrando bastante, Gilvan foi socorrido e levado à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) 24 Horas, mas não resistiu. Familiares da vítima não informaram os locais de velório e sepultamento.

Texto e fotos: Tiago Silva (Correspondente Diário do Pará)

                                                                                                                          

Em Curuçá homem é morto a tiros após discutir com assassino



Um homicídio por baleamento foi registrado no município de Curuçá, região do nordeste paraense. Aconteceu na noite de 18/04, por volta das 21h30min, na ocupação Nova, área de periferia. A vítima foi identificada como Levi Baía Veloso, de 34 anos.

Informações colhidas por policiais da 4ª Companhia Independente de Polícia Militar (4ª Cipm) dão conta que Levi discutiu com um homem, até o momento identificado apenas pelo apelido de “Nó”, que seria traficante da área. O acusado sacou uma arma de fogo da cintura e efetuou pelo menos 4 tiros contra Levi, que ao ser atingido caiu no chão. Um dos disparos atingiu bem no peito da vítima. O atirador fugiu do local e, até o fechamento dessa edição, a informação era de que o acusado ainda não havia sido preso.

Levi Baía Veloso chegou a ser socorrido, mas morreu logo que deu entrada no Hospital Municipal de Curuçá. Do hospital, o corpo foi removido para o Instituto Médico Legal (IML) da cidade de Castanhal, onde passou por exame de praxe. Depois foi liberado aos familiares para velório e sepultamento. O caso foi registrado na Delegacia de Polícia Civil de Curuçá, por onde está sendo investigado.

Por Tiago Silva (Correspondente Diário do Pará)


quinta-feira, 20 de abril de 2017

Tiros e morte marcaram a madrugada de quarta-feira (19) na cidade de Inhangapi

Conhecida por sua tranquilidade e belezas naturais, a cidade de Inhangapi, infelizmente, não escapa de enfrentar problemas relacionados a violência e a criminalidade. Apesar de ter pouco mais de 10 mil habitantes, dos quais quase 70% residem na zona rural, o núcleo urbano hoje se depara com a sensação de insegurança que atinge a maioria do povo paraense.

A madrugada de terça para quarta-feira, foi marcada por uma onda de tiroteios no bairro da Vila Nova. Moradores que acordaram com o barulho dos disparos relataram que viveram momentos de pânico, de muito medo. “Eu achei que estivessem invadindo minha casa. Ficou horrorizada”, disse uma moradora que não quis se identificar.

Mas a tensão começou bem antes, quando nas redes sociais corriam boatos de um
veículo circulando pela cidade. Ao final da madrugada tenebrosa, um jovem foi assassinado a tiros. Uma nota da polícia militar também foi divulgada nas redes sociais.


“Senhores boa noite. Só para efeito de conhecimento dos senhores a respeito do homicídio de ontem (19), em Inhangapi, não teve ligação nenhuma com o prisma preto que estão falando. Esse veículo foi visto rodando na cidade em atitude suspeita, nós fomos informados e de imediato começamos a fazer buscas na tentativa de encontrar o veículo, porém, o mesmo já havia sido visto em Castanhal e não se encontrava mais em Inhangapi. Em relação ao homicídio, esse jovem foi preso duas semanas atrás pela nossa guarnição, juntamente, com um outro elemento com três quilos de barrilha, um dos componentes usados na fabricação da pasta base de cocaína e muito provavelmente foi acerto de contas. Chegamos de imediato no local. Rondas foram feitas, porém, a população nunca ver nada. Infelizmente!              Precisamos que a população de Inhangapi denuncie qualquer situação suspeita. A polícia militar agradece, pois, a segurança e dever do Estado, direito e responsabilidade de todos. Nosso número é (91) 98469-2148”.


Por Divania Batista (Notícia Virtual) 

quarta-feira, 19 de abril de 2017

Assaltante leva a pior e é espancado no Imperador

Um assaltante levou a pior na noite de terça-feira (18) em Castanhal. Ele foi alvo de uma baita surra por parte de populares do bairro Imperador, que não tiveram pena do acusado. O espancamento ocorreu depois de um assalto na Rua Projetada 2, na Propira. O bandido atacou uma mulher, mas foi surpreendido pouco tempo depois.


Na delegacia, o repórter Alcides Jr. falou com a vítima, a qual explicou que o assaltante estava em um carro da marca Citroen. Ele desceu e apontou a arma e levou a moto e a bolsa dela, mas, o mesmo acabou caindo, deixando a moto para trás e roubando uma bicicleta logo em seguida.

Foi nesse momento que ele foi pego por populares que o agrediram brutalmente. O comparsa fugiu no veículo. O assaltante ainda foi levado à UPA e em seguida a Delegacia de Polícia.


Redação Notícia Virtual (Com informações de Alcides Jr / Últimas Notícias)  

Tentativa de homicídio e homicídio registrado em festa em Maracanã

Na madrugada de ontem (18) houve um homicídio e uma tentativa de homicídio após uma briga na festa do km 26, estrada de Maracanã, município do Nordeste do Estado.

Para defender seu funcionário o senhor Anildo do Socorro Pinheiro Carvalho sacou uma arma de fogo e efetuou vários disparos que atingiram Carla Tais Ferreira Lopes que foi socorrida, mas veio a óbito em seguida, e Wellington Ferreira dos Reis, menor de idade, o qual foi transferido para o Hospital Metropolitano. As diligências foram realizadas, mas o atirador fugiu.  
                    
O suspeito se encontra em uma moto Bros, vermelha, placa QEG-3862. Há indícios que o mesmo tenha buscado refúgio no município de Marapanim ou no distrito de Marudá.
              

Redação Notícia Virtual (Com informações de Tiago Silva / Últimas Notícias)