sexta-feira, 22 de agosto de 2014

Homem executado pode ter sido vítima de uma "Casinha"

Um homem de 30 anos de idade, identificado como Aílton de Carvalho Modesto, foi assassinado com pelo menos quatro tiros na noite de quarta-feira (20). O crime ocorreu na cidade de Castanhal, nordeste do Pará, por volta das 20h30min. A Polícia Civil investiga o passado da vítima para tentar descobrir o que teria provocado a morte.
        
De acordo com informações colhidas no local do crime, Aílton Modesto saiu de sua casa, situada na Alameda do Cedro, no Parque dos Buritis, e trafegava a pé em via pública na companhia de uma mulher, até então desconhecida. Ao chegar na Alameda do Mogno, ainda no Parque dos Buritis, o casal foi surpreendido por dois homens que saíram de dentro do mato já efetuando vários disparos de arma de fogo em direção de Aílton que, atingido com um tiro na costela, outro nas costas e mais dois disparos na cabeça, caiu ao chão e morreu na hora.
        
A cena do crime não podia ser violada para não atrapalhar o trabalho de peritos do Instituto Médico Legal (IML) e futuramente não prejudicar as investigações da Polícia Civil, por isso, a Polícia Militar foi acionada para resguardar o cadáver e impedir que curiosos se aproximassem do corpo. Uma guarnição, sob o comando do sargento PM Lopes ainda realizou buscas pela área, mas nenhum suspeito foi encontrado.
        
Colegas e parentes da vítima desconfiaram da mulher desconhecida, pois ela poderia ter atraído o homem para a morte e depois fugido do local. O caso está sendo investigado por policiais civis da Divisão de Homicídios (DH) que ontem pela manhã ouviram familiares da vítima e testemunhas oculares.

Reportagem: Tiago Silva

quinta-feira, 21 de agosto de 2014

Igarapé-Açu: caçador é encontrado morto com tiro no rosto

Na manhã de ontem, um homem de 42 anos foi encontrado morto com um tiro de espingarda no rosto.  A Polícia Militar acredita que o tiro teria sido disparado acidentalmente pela própria vítima, que residia na zona rural do município de Igarapé-Açu, no nordeste do estado. Mas, a Polícia Civil ainda não descarta nenhuma hipótese.
        
Segundo informações colhidas diretamente com autoridades de segurança pública de Igarapé-Açu, na noite de terça-feira (19), o caçador Nazareno Carvalho de Souza, 42, saiu de sua casa, situada na Travessa do Paraíso, para caçar animais silvestres em uma área de mata da região.  O sol raiou na quarta-feira (20) e o homem ainda não havia retornado para sua casa. Preocupados, familiares resolveram sair à procura do pai de família, que não costumava demorar quando saia à caça.
        
Após duas horas de procura, por volta das 09h, o corpo de Nazareno Carvalho de Souza foi encontrado caído às margens de um ramal com uma espingarda cartucheira sobre seu peito. A arma de fogo foi retirada por parentes assim que chegaram ao local. Uma guarnição composta por três policiais militares (um cabo e dois soldados), que esteve no local do fato, suspeitou que, pela posição e a forma em que o cadáver se encontrava, o homem teria se atirado acidentalmente. Outros caçadores experientes daquela região também teriam concordado com a suspeita dos PMs.
        
O caso foi registrado na delegacia de Igarapé-Açu e policiais civis não descartaram nenhuma hipótese do que teria ocasionado a morte do caçador, mas preferem não adiantar detalhes sobre as investigações.

Reportagem: Tiago Silva

Castanhal: homem confessa que matou rival com um tiro no peito

Policiais civis da 3ª Região Integrada de Segurança Pública do Guamá (RISP), juntamente com investigadores da Divisão de Homicídios, sob o comando do delegado Patrício Pontes, prenderam na tarde de ontem, por volta das 16h, um homem que cometeu um assassinato no dia 7 do mês de maio desse ano. O crime ocorreu na periferia da cidade de Castanhal, no nordeste paraense, por motivo fútil. 
        
De acordo com as investigações da polícia, vítima e acusado ingeriam bebida alcoólica em um bar conhecido como "A Era do gelo", no bairro Jaderlândia, quando houve um desentendimento e Geovane Martins Andrade, armado de um revólver, efetuou um tiro no peito de Moisés Nascimento Pereira, que morreu na hora. A vítima era conhecida na cidade pelo apelido de "Açaizeiro" e tinha 28 anos.
        
Após pouco mais de quatro meses foragido, Geovane Martins, de 22 anos, foi localizado e preso. Na delegacia, o homem confessou o crime  delatando um possível comparsa. "Nós estávamos bebendo juntos, ele (vítima) começou a me estranhar, falar um monte de besteiras para mim, aí um camarada me deu uma arma e eu matei o otário", confessou, friamente.
        
O delegado Patrício Pontes, titular da Divisão de Homicídios (DH), ainda apura a informação cedida pelo preso. "Vamos continuar com as investigações para tentar descobrir se Geovane teve ou não um comparsa no crime e, se existir, com certeza também iremos prender esse segundo envolvido", prometeu o policial.
        
Geovane Martins Andrade se encontra custodiado no sistema carcerário do estado para responder pelo crime de homicídio, podendo pegar de 6 a 20 anos de reclusão.

Reportagem: Tiago Silva

Igarapé-Açu: moto é recuperada após perseguição e prisão

Um homem foi preso no município de igarapé-Açu acusado de ter roubado uma motocicleta no município de Nova Timboteua, no nordeste do Pará. O roubo aconteceu na noite de terça-feira (19) e a prisão foi efetuada na madrugada de ontem. O veículo foi recuperado e entregue ao dono.
        
Na madrugada de ontem, uma guarnição da Polícia Militar, sob o comando do cabo Paulo e composta pelos soldados Fabrício e Inácio, realizava ronda de rotina pelo centro comercial de Igarapé-Açu quando em um determinado momento um motoqueiro em atitude suspeita foi avistado. O suspeito empreendeu fuga entrando em alguns becos dificultando a perseguição policial. Mas cabo Paulo, um policial experiente e acostumado a lidar com situações parecidas, resolveu acionar, via rádio, outras guarnições de plantão.
        
Assim que foram acionados, os cabos L. Carlos e Sodré entraram em ação e com suas equipes cercaram o motoqueiro conseguindo detê-lo rapidamente. Durante averiguação e através de contatos feitos com policiais de outros municípios foi descoberto que o veículo interceptado modelo Pop 100, cor preto, havia sido roubado em Nova Timboteua. 
        
Diante das informações, o piloto Diego dos Santos, 24 anos, recebeu voz de prisão e foi encaminhado à delegacia, onde o delegado de plantão o autuou em flagrante pelo crime de roubo. Com o assaltante nenhuma arma teria sido encontrada. O veículo foi entregue ao dono após realização dos procedimentos necessários.

Reportagem: Tiago Silva

quarta-feira, 20 de agosto de 2014

Acusado de matar mulher a tiros já está na cadeia

Benedito Fábio Coutinho de Almeida, ou simplesmente “Louro”, tem 28 anos de idade, nasceu no município de Tomé-Açu e quando adulto passou a morar no município de Santa Bárbara, onde matou uma pessoa a tiros e buscou refúgio na cidade de Castanhal, nordeste do estado, mas acabou sendo localizado e preso na manhã de ontem pela Polícia Civil. O homem confessou o crime, dizendo que matou porque a vítima lhe devia dinheiro.

O assassinato aconteceu no início do mês de maio, no bairro Pau D’Arco, periferia de Santa Barbara. A vítima, identificada apenas pelo prenome de Patrícia, foi executada com dois tiros na cabeça, quando trafegava à noite em plena via pública. A Polícia Civil investigou e descobriu o nome completo do autor dos disparos.

Com o mandado de prisão preventiva decretado pela Justiça, várias diligências afim de prender o assassino foram realizadas, em Santa Bárbara, mas todas sem êxito. O delegado Silvio Garcia, recém-chegado no município, ficou à frente do caso e logo descobriu que o criminoso havia fugido para a cidade de Castanhal. Silvio convocou seus melhores investigadores e, por volta das 10h de ontem, conseguiram prender o assassino. Benedito Fábio Coutinho de Almeida se refugiava na casa da mãe, situada na Alameda Teotônio Souza, no bairro Caiçara, periferia de Castanhal.

Na delegacia, o preso confessou o crime. “Eu matei a Patrícia porque ela vacilou comigo. Ela aproveitou quando eu estava dormindo e me roubou R$ 600,00”, confessou Benedito. A versão do assassino ainda será apurada pela polícia. “Essa é a versão dele, mas as investigações apontam que o Benedito seria um matador de aluguel, inclusive mais duas pessoas estariam na lista dele para serem executadas, em Santa Bárbara”, contou o delegado Silvio Garcia.

Benedito Coutinho ou “Louro”, que já havia passado quatro anos preso em Concórdia do Pará, pelo crime de assalto à mão armada, agora retornará para o presídio; só que, dessa vez, o matador ficará custodiado na carceragem de Mosqueiro.

Texto e foto: Tiago Silva

quinta-feira, 7 de agosto de 2014

Três mulheres são detidas após tentativa de furto

Três mulheres foram detidas na tarde de ontem após tentarem furtar produtos de higiene pessoal e medicamentos de uma farmácia, no centro comercial do município de Igarapé-Açu, no nordeste do estado. As acusadas foram apresentadas na delegacia de Polícia Civil, onde foram autuadas em flagrante e logo em seguida encaminhadas para um presídio feminino.
        
Segundo informações da Polícia Militar, ontem, por volta das 14h30min, seguranças da farmácia Diofarma solicitaram a presença de uma guarnição policial para realizar a prisão de três mulheres que teriam sido flagradas tentando furtar produtos do estabelecimento, situado na Avenida Barão do Rio Branco. De acordo com a equipe de segurança, as acusadas teriam escondido diversos frascos de desodorantes, além de potes de remédios dentro de sacolas plásticas.
        
Ao chegar no local, a guarnição, composta pelos cabos Ronival, Sandro
e pelo soldado Neto, deteve Silvia Letícia Santos Gonçalves, Raimunda Costa Soares e Eliene Ferreira Costa, todas moradoras de Belém, e já reincidentes pela pratica de furto. As acusadas foram apresentadas na delegacia de Igarapé-Açu, onde o delegado de plantão as autuou em flagrante para depois encaminhá-las para o Centro de Recuperação Feminino (CRF), em Ananindeua.        

Texto e foto: Tiago Silva

Homem comandava roubos de dentro da cadeia

Segundo a Polícia Civil, era através de ligações feitas por aparelhos celulares que de dentro do presídio de Americano partiam as ordens para que criminosos cometessem assaltos nos municípios do interior do estado e na capital paraense. O esquema foi descoberto depois que três integrantes de uma quadrilha foram localizados, em Castanhal, cidade nordeste do Pará. Na casa onde os acusados estavam a polícia encontrou veículos com registros de roubo. Os envolvidos foram autuados em flagrante.
        
As investigações apontam o detento de apelido "Marcelo bob", que responde por diversos crimes no presídio de Americano, como sendo o chefe da quadrilha. Seria "Marcelo bob" a pessoa responsável em comandar diversos assaltos. Os alvos do bando eram sempre carros e motocicletas de alto valor no mercado. Após os roubos, os veículos eram revendidos por um valor simbólico para receptadores. 
        
Depois de vários veículos serem roubados, em Castanhal, a Polícia Civil passou a investigar os casos e descobriu que integrantes do bando tinham como base uma casa, localizada no bairro Santa Helena. No início da manhã de ontem quatro investigadores, sob o comando de um delegado, montaram campana ficando por aproximadamente três horas às proximidades da casa denunciada. Já por volta das 11h, os agentes da lei resolveram adentrar no imóvel, onde encontraram um carro e uma motocicleta com registros de roubo. No interior do imóvel foram presos José Leonardo da Silva Sousa, 29, e Michele da Silva Sousa, de 32 anos. Michele seria esposa e Leonardo cunhado do presidiário "Marcelo bob". Um adolescente de 16 anos foi apreendido e, segundo acusações da polícia, todos ajudavam de alguma maneira para que os roubos ocorressem.
        
A Polícia Civil continua investigando para tentar prender outros integrantes da quadrilha. Mesmo já estando no presídio, "Marcelo bob" deve responder, juntamente com a esposa Michele e o cunhado Leonardo, pelos crimes de formação de quadrilha, roubo e receptação de veículos roubados. O adolescente apreendido está sob a custódia da justiça.

Texto e foto: Tiago Silva