quinta-feira, 29 de junho de 2017

Feirantes amedrontados com a onda de violência na Ceasa de Castanhal



Feirantes, comerciantes e clientes estão amedrontados com a onda de violência no complexo da feira da Ceasa da cidade de Castanhal, região do nordeste paraense. Frequentes homicídios e até latrocínios, que é o roubo seguido de morte, vem ocorrendo com frequência naquela área, localizada em pleno centro da cidade.

O tráfico de drogas é comum em qualquer hora, mas a venda de entorpecentes aumenta no período noturno e durante a madrugada. O local já é chamado por alguns de “cracolândia”.  Furtos e roubos, além de brigas em bares, que funcionam até às altas horas da madrugada, também são frequentes na Ceasa, o que acaba prejudicando a vida de pessoas trabalhadoras que tentam vender seus produtos honestamente. Mesmo com várias prisões de traficantes e de ladrões realizadas pelas forças de segurança pública, como Guarda Civil, Polícia Militar e Polícia Civil, o índice de criminalidade não cessa. “Não adianta a polícia prender, que depois a justiça solta e o individuo retorna para praticar mais crimes. Daqui uns dias esses traficantes vão querer cobrar pedágio”, comentou um dos feirantes, que preferiu não se identificar.

O crime violento mais recente cometido na Ceasa de Castanhal aconteceu na madrugada de ontem (28), por volta das 5h45, na rua Paes de Carvalho, quase em frente ao Mercado Municipal, onde um homem morreu após ser alvejado por um disparo de arma de fogo na altura da linha axilar esquerda média. A vítima, aparentando ter entre 25 a 35 anos, ouvia melody em seu radinho de pilha quando foi assassinado. O atirador não foi identificado por testemunhas. No local, a “lei do silencio” prevaleceu: ninguém quis comentar sobre como teria acontecido e nem quem teria praticado o homicídio.

O corpo foi removido por peritos para o Instituto Médico Legal (IML). A vítima não possuía qualquer tipo de documentação e, até o fechamento dessa edição, havia sido identificada apenas como “Cearazinho”. Motivação e autoria do crime ainda são desconhecidas. A vítima seria usuária de drogas e trabalhava realizando pequenos favores aos comerciantes locais, inclusive ajudava um homem que comercializa camarão naquela área. O caso foi registrado no plantão da delegada Ariane Magno Gomes, da Polícia Civil, mas será repassado para a Divisão de Homicídios (DH) do Apeú, Distrito castanhalense, por onde será investigado pela equipe do delegado Nélio Magalhães.


Por Tiago Silva (Diário do Pará) 

No interior do Pará, 3 são mortos a tiros e a facadas


De domingo (25) até as primeiras horas do dia 27/06, pelo menos 3 pessoas foram mortas a tiros e a facadas em três municípios do interior do Estado do Pará. O primeiro crime aconteceu na comunidade Cristo Rei, zona rural do município de São Miguel do Guamá.

A vítima foi identificada como Moisés Setúbal Ferreira, de 30 anos. Moisés foi encontrado morto no ramal da Boa Vista, por volta das 8h30min de domingo (25). Durante trabalho de remoção e levantamento de local de crime, peritos encontraram duas perfurações provocadas por facadas, sendo uma nas costas e outra no peito. Vítima e assassino, antes do crime, participavam de um evento em um sítio às proximidades. O crime aconteceu após um desentendimento entre os dois. O assassino teria sido identificado apenas como “Cuchuí”, que permanece foragido.

SANTA MARIA DO PARÁ


Em Santa Maria do Pará, Silas Lima Silva, de idade não informada, foi assassinado a facadas. O crime aconteceu na madrugada de ontem, por volta das 2h30min. Silas Lima Silva estava no bairro da Marambaia quando, na rua João Rabelo, foi morto a facadas desferidas por um homem. Silas teria sido vítima de latrocínio, que é o roubo seguido de morte.

Poucas horas depois, o acusado foi preso. Ele foi identificado como Rafael Dos Santos, de 23 anos. Rafael foi apresentado na Delegacia de Polícia Civil de Santa Maria, onde ficou de ser autuado em flagrante.










IRITUIA

Já em Irituia, por volta das 9h30min de ontem, policiais militares foram informados sobre um homicídio que teria acontecido no km 3 daquele município. Os policiais militares foram até o local informado e encontraram um corpo de um homem, que depois foi identificado como Izamor Moura Pantoja, de idade não informada. Izamor morreu após ser alvejado por dois tiros, sendo um no pescoço e outro no ouvido direito. O atirador não foi identificado. Izamor estava em liberdade, pois cumpria pena por crime de tráfico de drogas no Centro de Recuperação Penitenciário do Pará II (CRPP II), em Santa Izabel. Dentro da mochila da vítima foi encontrado o alvará de soltura expedido pela justiça.

INVESTIGAÇÕES

Os três corpos foram removidos para o Instituto Médico Legal (IML) da cidade de Castanhal, ainda na região do nordeste paraense. Cada caso está sendo investigado por policiais civis de cada município.


Por Tiago Silva (Diário do Pará) 

Jovem é morto a facadas em São Miguel do Guamá


O jovem António Elielson Santos Oliveira, de 25 anos, foi vítima de homicídio por esfaqueamento no município de São Miguel do Guamá, região do nordeste paraense. O crime aconteceu no final da noite de sexta-feira (23), por volta das 23h30min. O principal suspeito de ter cometido o crime já está preso.

Antonio Elielson Santos Oliveira estava na conhecida terceira rua do bairro das Palmeiras quando foi atingido por facadas que, segundo testemunhas, teriam sido desferidas por outro jovem, identificado como Paulo. A vítima morreu no local. Vítima e acusado tinham uma rixa antiga por motivos ainda não informados pelos familiares do rapaz assassinado. O corpo foi removido ao Instituto Médico Legal (IML) da cidade de Castanhal. Após passar por perícia, foi liberado aos familiares para velório e sepultamento. Antonio Elielson Santos Oliveira morava com seus pais na zona rural de São Miguel do Guamá.

PRISÃO

Após buscas, já por volta das 3h de sábado, uma guarnição da Polícia Militar, comandada pelo sargento Reginaldo, conseguiu prender Paulo Cesar Rodrigues de Oliveira, de 24 anos, acusado de ter assassinado Antônio Elielson Santos Oliveira. O acusado estava escondido no quintal de uma residência. O preso foi apresentado na Delegacia de Polícia Civil de São Miguel do Guamá, onde ficou de ser autuado em flagrante por crime de homicídio.


Por Tiago Silva (Diário do Pará) 

sexta-feira, 23 de junho de 2017

Operação deflagrada em Igarapé-Açu retira “Naná” de circulação



Foi deflagrada em Igarapé-Açu, mais precisamente, na Vila Santo Antônio do Prata, zona rural daquele município, a operação policial denominada "Sumaúma Prata”, com a participação de cerca de 45 policiais civis e militares, e com o intuito de combater uma série de roubos na região, além do tráfico de drogas.
                        
Foram cumpridos 12 mandados de busca e apreensão, com base nas investigações e de informações repassadas de um disque-denúncia de número: 743362, o qual relatava a chegada de drogas e armas na vila.          
            
Foi preso por tráfico de drogas, Madson Júnior da Silva Teixeira, 22 anos, mais conhecido por Naná. Na residência onde ele estava, foi encontrado pelos policiais, droga do tipo cocaína e dinheiro.  Naná está ligado a uma associação criminosa que rouba carros, motos, residências e pratica o tráfico de drogas na região. Com Naná, já são quatro pessoas presas com envolvimento a roubos de veículos na região.           
                                 

Redação Notícia Virtual (Com informações de Tiago Silva / Últimas Notícias)             

Foragidos do Complexo de Americano são recapturados em Castanhal

Em Castanhal dois foragidos, que conseguiram escapar do Complexo Penitenciário de Americano, em Santa Izabel, na última fuga em que 48 detentos fugiram, foram recapturados pela Polícia Civil, no final da manhã de quarta-feira (21).

A dupla estava em uma residência, na Rua José Alberto Cruz, no bairro Novo Estrela, em Castanhal. Marlon da Silva Costa e Henrique Pacheco Lima estavam com documentos falsos e na casa ainda foi encontrada uma quantidade de drogas, especificamente, maconha.

Tudo indicava que os foragidos estavam fazendo um churrasco para comemorar a liberdade precoce. Na delegacia foi confirmado que Henrique é acusado do crime de latrocínio que vitimou o segurança de uma rede de supermercados de Castanhal, fato ocorrido em 2015, em frente a agência do Itaú, na Avenida Barão do Rio Branco.

Marlon e Henrique foram conduzidos a Delegacia de Polícia Civil para os procedimentos e estão novamente a disposição da justiça.

Redação Notícia Virtual (Com informações de Tiago Silva / Últimas Notícias)



Detento é morto em hospital psiquiátrico do presídio de Santa Izabel


                                                     
Mais uma morte foi registrada no Complexo Penitenciário de Americano, em Santa Izabel, região metropolitana de Belém. Desta vez, aconteceu no Hospital Geral Psiquiátrico da unidade prisional. A vítima foi o interno José Breno da Silva Oliveira, de idade não informada.

As informações foram confirmadas pela assessoria de comunicação da Superintendência do Sistema Penitenciário do Estado (Susipe). De acordo com o órgão, a morte ocorreu na noite de terça-feira (20), por volta das 20h45min, e foi praticada por outro interno, que dividia a cela com a vítima. O nome do acusado não foi divulgado pela Susipe. José Breno da Silva foi morto por enforcamento e deixado pendurado nas grades da cela. Um pano foi encontrado enrolado no pescoço da vítima. O corpo foi removido para o Instituto Médico Legal (IML) da cidade de Castanhal.

O preso acusado foi apresentado na 17ª Seccional Urbana de Polícia Civil, onde um boletim de ocorrência sobre o fato foi registrado. Um procedimento disciplinar penitenciário foi instaurado para que o caso seja apurado. Além do procedimento disciplinar, o autor do crime responderá por homicídio.


Por Tiago Silva (Diário do Pará) 

terça-feira, 20 de junho de 2017

Suspeitos de promoverem assalto à lotérica de Bonito são presos



Na madrugada de hoje (20/06), em uma operação policial formada por policiais civis e militares dos municípios de Igarapé-Açu, Castanhal e São Francisco do Pará, foram presos três suspeitos de envolvimento direto no roubo de uma casa lotérica, no município do Bonito, nordeste do Estado, que ocorreu por volta das 13h de segunda-feira (19). Os homens armados entraram na lotérica, renderam funcionários e clientes, e roubaram uma grande quantia em dinheiro.

Os acusados são: Abias Lima de Araújo, 48 anos, taxista que seria o responsável pela retirada dos envolvidos do local do assalto; Arlen João de Almeida, 22 anos; e Ruan Jonathan Costa Reis, 22 anos.

Ainda na madrugada, os policiais interceptaram o táxi, que seria usado na fuga dos assaltantes.  Eles seguiram o referido carro e viram quando dois assaltantes entraram no veículo. Foi iniciada uma perseguição e na BR-316, já com o apoio de outras viaturas, todos os envolvidos foram presos.

Com o bando foi recuperado grande parte do dinheiro roubado, sendo que na perseguição, os assaltantes tentaram se jogar do táxi em movimento e ainda conseguiram jogar as armas no mato.     
                 
Várias viaturas das cidades vizinhas foram acionadas e foi feito um cerco nas matas da Vila Santo Antônio do Prata, zona rural de Igarapé-Açu. Houve troca de tiros e um dos veículos usados no crime foi abandonado.                       

Todos foram autuados pelos crimes de roubo qualificado, associação criminosa e resistência. Ruan Jonathan é foragido do sistema penal, pois, empreendeu fuga dias atrás do Complexo Penitenciário de Americano, de onde fugiram 48 presos. Todos foram autuados na Delegacia de Igarapé-Açu e estão à disposição da justiça.

Redação Notícia Virtual (Com informações de Tiago Silva / Últimas Notícias)


Identificado o homem que foi espancado até a morte na zona rural



Numa comunidade da zona rural de Castanhal, um homem identificado como Márcio Alessandro dos Santos, mais conhecido pelo apelido de “Sombra”, que seria morador do assentamento Terra Prometida, foi espancado até a morte no ramal do assentamento 1º de Janeiro. O caso ocorreu na noite de domingo (18), por volta das 19h30min.
                
As primeiras informações, repassadas pelo delegado Paulo Benício, da Polícia Civil, dão conta de que “Sombra” foi acusado por moradores da área de ter estuprado uma menina de 4 anos de idade, fato que revoltou a comunidade e a ira de populares que espancaram o suspeito a pauladas. O rapaz sofreu fraturas no crânio.

De acordo com informações também colhidas, o estupro não teria sido confirmado pela própria mãe da garotinha. Ela chegou a examinar as partes íntimas da filha, logo após, mas, percebeu que estava tudo normal com a menina. Por outro lado, a notícia correu a comunidade e populares decidiram agir. O caso segue sendo investigado pela Polícia Civil.


Por Tiago Silva (Últimas Notícias) 

segunda-feira, 19 de junho de 2017

Castanhal registrou mais 4 mortes no final de semana


Além da morte do pedreiro Inaldo Silva de Castro, vítima de latrocínio, Castanhal voltou a registrar mais 3 assassinatos no final de semana. No início da manhã de sábado (17), por volta das 6h30min, um homicídio foi registrado na área do bairro Novo Estrela, periferia de Castanhal. Policiais militares foram informados, via 190, sobre uma pessoa morta, caída no meio da rua principal da comunidade Ana Júlia.

No local, às proximidades de uma igreja em construção, a equipe policial encontrou um corpo do sexo masculino com perfurações provocadas por disparos de arma de fogo. Moradores da área disseram que, durante a madrugada, ouviram pelo menos 5 tiros.

A vítima foi encontrada de bruços com um molho de chave na mão direita e, bem ao lado do corpo, uma faca. A vítima, aparentando ter 25 anos, não possuía nenhum tipo de documentação. Populares disseram que o rapaz não era morador da comunidade Ana Júlia e sim de um vilarejo, o qual não souberam dizer o nome.

BALEAMENTO NO JADERLÂNDIA

Na noite de domingo, no bairro Jaderlândia, outra morte foi registrada por baleamento. A vítima foi um adolescente de 14 anos. De acordo com informações repassadas pela polícia, colhidas junto a testemunhas, o menor teria tentado roubar o celular de uma pessoa não identificada naquele bairro. A ação teria ocorrido as proximidades de uma igreja católica.

Ainda de acordo com as informações, não se sabe ao certo se a vítima ou uma pessoa que passava pelo local, reagiu a situação e atirou no adolescente, que ainda tentou fugir e entrar numa casa, mas, foi impedido pela dona da residência.

O menor caiu nos fundos do quintal. O Corpo de Bombeiros foi acionado e o adolescente chegou a ser socorrido. Foi levado ao Posto 24 horas do Jaderlândia e logo após foi transferido para a UPA 24 horas, onde não resistiu aos ferimentos. O corpo foi removido para o IML.

ESPANCAMENTO NA ZONA RURAL

Numa comunidade da zona rural de Castanhal, um homem identificado pelo apelido de “Sombra”, que seria morador do assentamento Terra Prometida, foi espancado até a morte no ramal do assentamento 1º de Janeiro.

O caso ocorreu na noite de domingo (18). As primeiras informações, ainda não oficiais, dão conta de que Sombra teria estuprado uma criança de apenas 4 anos de idade, fato que teria revoltado a comunidade e a ira de populares que o espancaram.

Redação Notícia Virtual (Reportagem Tiago Silva / Últimas Notícias)



Trabalhador é vítima de latrocínio no bairro do Milagre


Um trabalhador foi vítima de latrocínio, roubo seguido de morte, ocorrido na noite de sábado (17), por volta das 20h30min, no bairro Santa Lídia, também conhecido como bairro do Milagre. A vítima foi o pedreiro Inaldo Silva de Castro, de 56 anos.

O boletim de ocorrência foi registrado na Delegacia de Polícia Civil do Centro, no plantão do delegado Patrício Pontes. A esposa da vítima, disse que estava na casa dela, situada na rua Antônio Horácio, quando ouviu um disparo de arma de fogo. A dona de casa ficou preocupada, já que seu esposo havia saído para visitar o filho e ainda não tinha retornado. Ela correu para verificar o que tinha acontecido quando, da janela, viu seu esposo ensanguentado, caído no chão, bem próximo ao portão da garagem de sua residência. “Logo imaginei que meu marido estivesse morto”, disse a viúva.

Mas, ainda com vida, o pedreiro Inaldo chegou a ser socorrido por um vizinho e levado ao Hospital Municipal, onde morreu poucos minutos depois de dar entrada naquela unidade de saúde. Do hospital, o corpo foi removido para o Instituto Médico Legal (IML). Depois, a viúva tomou conhecimento sobre como teria acontecido o crime. Testemunhas afirmam que o pai de família já estava em frente a sua residência e, ao parar para mexer no telefone celular, foi abordado por dois desconhecidos anunciando um assalto.

Ainda de acordo com testemunhas e com o que consta no boletim de ocorrência, a vítima não teria reagido ao assalto e, no momento em que tentava abrir o portão, mesmo após subtrair o aparelho celular, um dos criminosos ainda efetuou um disparo de arma de fogo que atingiu o peito da vítima. A dupla fugiu em uma motocicleta modelo Pop 100, de cor preta, de placa não anotada.

Inaldo Silva de Castro era querido e bastante conhecido na cidade. Além de ser pedreiro, nas horas vagas, tomava de conta de um campo de futebol, incentivando a juventude com o esporte. O caso deixou os castanhalenses revoltados. Até o fechamento dessa edição, nenhum suspeito de envolvimento no latrocínio havia sido preso ou ao menos identificado.


Por Tiago Silva (Diário do Pará) 

Terra Alta e Curuçá: acidentes com mortes são registrados em rodovias estaduais


Uma mulher morreu, na manhã de sábado (17), após ser atropelada na rodovia PA-136, no município de Terra Alta, no nordeste paraense. Revoltada, a população do local tentou agredir o condutor envolvido no caso e ateou fogo ao carro dele.

O caso ocorreu na altura do quilômetro 33, por volta das 5h, quando o condutor atropelou a vítima, identificada como Patrícia Silva e Silva, de 27 anos, que morreu no local. Testemunhas do crime retiraram o condutor do veículo e tentaram linchar o homem, que conseguiu fugir correndo. Os moradores da área, então, queimaram o carro dele, que ficou completamente destruído.

A população continuou com os ânimos exaltados até a chegada de equipes da Polícia Militar e da Polícia Rodoviária Estadual. O corpo de Patrícia foi removido ao Instituto Médico Legal (IML) da cidade de Castanhal.

ACIDENTE FATAL

No município de Curuçá, ainda na região do nordeste paraense, outro acidente de trânsito com vítima fatal aconteceu no km 12 da rodovia PA-318, na localidade de Pingo D’água, próximo de Araquaim, zona rural. Aconteceu por volta das 14h30min de sábado (17). No total, 7 pessoas, sendo 3 adultas, 2 adolescentes e 2 crianças, estavam dentro de um carro de passeio que capotou na pista.

O veículo saiu de Castanhal e tinha como destino a praia de Crispim, em Marapanim. No meio da viagem o pneu do carro estourou, fazendo com que o motorista perdesse o controle do volante. O carro rodopiou na pista e logo em seguida capotou causando a morte de um dos passageiros, identificado como Gerson Mota Tavares, de 56 anos. A esposa dele que dirigia o Fiat Uno Vivace de cor branca.

A condutora e um passageiro menor de idade foram socorridos em estado grave de saúde e encaminhados para um hospital público da cidade de Castanhal. As outras 5 pessoas que ocupavam o veículo, em estado menos grave, foram socorridas pelas ambulâncias de Marapanim e Curuçá.


Por Tiago Silva (Diário do Pará) 

sexta-feira, 16 de junho de 2017

Homem é executado com tiro de arma caseira no peito em Terra Alta


Em pleno feriado de Corpus Christi (15/06), foi registrado um homicídio no município de Terra Alta, região do nordeste paraense. O crime aconteceu no início da tarde, por volta das 13h, no bairro Novo. A vítima morreu após receber um disparo de arma de fogo bem no peito. O criminoso já foi identificado, mas está foragido.

Os policiais militares, cabos Lucas, Jonatas e soldado João, foram informados sobre um homicídio que teria acontecido às proximidades de um bar denominado “Joanas”. A equipe se dirigiu até o endereço informado e confirmou que as informações eram verdadeiras, porém, ainda com vida, o baleado chegou a ser socorrido, mas morreu logo que deu entrada no hospital público do município. A vítima foi identificada como Ramon Ferreira dos Santos, de 25 anos.

Do hospital, o corpo foi removido para o Instituto Médico Legal (IML) de Castanhal, também na região do nordeste paraense. Ramon Ferreira dos Santos morreu após ser alvejado no peito por disparo de arma de fogo de fabricação artesanal. Ele morava na rua Projetada I, no mesmo bairro em que foi assassinado. O atirador foi identificado pela polícia como Nilton Cesar Cordovil Galvão, de 44 anos.

O caso foi registrado na Delegacia de Polícia Civil de Terra Alta. A motivação do crime ainda é desconhecia.


Por Tiago Silva (Diário do Pará) 

Comerciante é vítima de latrocínio na cidade de São João da Ponta


Na zona rural do município de São João da Ponta, próximo de Terra Alta, na quarta-feira (14), foi registrado um latrocínio (roubo seguido de morte). Ao meio-dia, o corpo foi removido por peritos do IML de Castanhal. A vítima foi o comerciante Alfredo Costa Cassab, de 64 anos.

As primeiras informações dão conta de que bandidos, não se sabe ainda o número exato, invadiram a casa do idoso, localizada na rua Magalhães Barata, na comunidade Vila Nova, zona rural de São João da Ponta. Após roubarem alguns objetos do imóvel, os criminosos mataram o idoso Alfredo por enforcamento e depois abandonaram o corpo com as mãos amarradas para trás, nos fundos do quintal da residência.

Após o crime, os assaltantes fugiram do local sem serem identificados. O caso, que deixou revoltados os moradores da pequena comunidade Vila Nova, ainda repercute negativamente no município de São João da Ponta.

Por Tiago Silva (Diário do Pará)


quarta-feira, 14 de junho de 2017

“Jacundá” é assassinato a tiros na agrovila Calúcia


Um jovem foi assassinado a tiros, na noite de terça-feira (13/06), na agrovila Calúcia, zona rural de Castanhal. Rodrigo Oliveira da Silva, de 21 anos, era mais conhecido pelo apelido de “Jacundá”.

De acordo com as informações os assassinos chegaram a comunidade e ficaram circulando e perguntando pela vítima. Eles avistaram “Jacundá” saindo da casa e o seguiram de moto.    Quando o jovem parou em uma casa, ainda perto de sua residência, eles encostaram e atiraram. Teriam sido cinco tiros, todos atingiram a região torácica da vítima.

A vítima chegou a ser socorrida e levada a UPA mas, não resistiu aos ferimentos. Em seguida, o corpo de “Jacundá” foi removido para o IML de Castanhal para os procedimentos. O crime deve ser investigado pela Divisão de Homicídios da Polícia Civil.

Redação Notícia Virtual (Com informações do repórter Tiago Silva)



Presa dupla acusada de matar filho de microempresário



CLEUSON
Na manhã de terça-feira (13), policiais civis da Divisão de Homicídios (DH) de Castanhal, nordeste paraense, deram cumprimento aos mandados de prisão preventiva contra Cleuson Dos Santos Miguel, 25, e Manoel Breno de Oliveira da Silva, de 19 anos, acusados de envolvimento em um homicídio em que foi vítima um filho de um microempresário do ramo de venda de gás da cidade.

O crime aconteceu em 25 de janeiro deste ano. Era noite de uma quarta-feira, por volta das 22h, quando Ruan Junior do Nascimento, de 21 anos, foi morto a tiros. O rapaz foi assassinado bem na calçada do depósito de gás de seu pai, situado na rua Adailson Rodrigues, no bairro Jaderlândia, periferia de Castanhal. Após efetuar os disparos, o atirador fugiu do local em uma motocicleta acompanhado de outro homem que o aguardava com o motor ligado na esquina. A princípio, a polícia suspeitou de um latrocínio, já que pertences pessoais da vítima e de sua namorada haviam sido subtraídos.

MANOEL
Mas, no decorrer das investigações, a polícia descobriu a verdadeira motivação do crime. “Na época, a vítima namorava a ex-companheira de Cleuson que, por não aceitar o fim do relacionamento, mandou matar Ruan”, explicou o delegado Nélio Magalhães, titular da Divisão de Homicídios de Castanhal. Ainda de acordo com o policial civil, “como forma de pagamento, Cleuson prometeu dar a arma utilizada no crime, um revólver calibre 38, para Manoel matar Ruan. Ainda no acordo, Manoel simularia um assalto ficando com os objetos subtraídos durante a ação criminosa”.

Acontece que depois de tudo, Cleuson enganou Manoel não o dando a arma de fogo. “Ele (Cleuson) me pediu o revólver dizendo que depois iria me dar e acabou não me dando”, afirmou Manoel. Sobre o paradeiro da arma, Cleuson disse que teria emprestado para um assaltante que, segundo ele, perdeu o revólver durante uma abordagem policial, no mês de abril deste ano.

PRISÃO

Manoel Breno de Oliveira da Silva foi preso na casa dele, situada no bairro Nova Olinda. Cleuson Dos Santos Miguel foi preso em seu local de trabalho, dentro de uma conhecida fábrica de pipocas, localizada na rodovia BR-316, próximo ao bairro Jaderlândia, onde era funcionário há 8 anos.

Após serem ouvidos na sede da Divisão de Homicídios, Cleuson dos Santos e Manoel Breno passaram por exame de lesão corporal no Instituto Médico Legal (IML) e, ainda ontem, ficaram de ser encaminhados para o Centro de Recuperação de Castanhal, onde permanecerão custodiados à disposição do poder judiciário até o dia de seus julgamentos.

Os presos não quiseram falar com o DIÁRIO. De maio até ontem, pelo menos 10 pessoas acusadas de práticas de homicídios foram presas por policiais civis de Castanhal, sob o comando do delegado Nélio Magalhães.


Por Tiago Silva (Diário do Pará) 

“Chapola” é julgado e condenado a 18 anos de prisão pela morte de “Fofa”


José Walison Silva Araújo, mais conhecido no submundo do crime pelo apelido de "Chapola", foi julgado na última quinta-feira (08/06) e condenado há 18 anos de prisão. Em janeiro de 2014, Chapola espancou e queimou viva uma mulher, que não resistiu aos gravíssimos ferimentos e morreu no hospital.
               
O crime ocorreu no bairro Novo Caiçara, onde uma mulher conhecida por "Fofa" teve o corpo queimado depois de ter sido bastante espancada por pelo menos três homens. A vítima era usuária de drogas e cometia pequenos delitos pela área. No dia do crime "Fofa" foi capturada e arrastada para o meio da rua, onde, na frente de várias pessoas, foi espancada e queimada viva. Ela não resistiu às queimaduras de 3° grau em 90 % do corpo e morreu uma semana depois de dar entrada no hospital metropolitano, em Ananindeua.

Na época, durante trabalho de investigação, a polícia identificou três principais suspeitos, um deles seria traficante de entorpecentes. Os pequenos roubos praticados por "Fofa" sempre provocavam a ida da polícia até a área do traficante, que se irritou e resolveu tirar a vida da usuária de drogas.


Por Tiago Silva (Programa Últimas Notícias) 

Relacionamento complicado resulta em tentativa de homicídio em Castanhal


Wanderlei Paes Pantoja, de 29 anos, efetuou vários disparos de arma de fogo contra Távio Pereira Farias, de 42 anos. O crime ocorreu no bairro Jaderlândia, nesta terça-feira (13), por volta das 15h30. Ele foi acusado de porte e tentativa de homicídio.
               
Wanderlei teria chegado na casa da vítima e efetuado os disparos. Távio, foi socorrido e levado para a UPA para atendimento. Mas, logo após efetuar os disparos, Wanderlei se deslocou até a UPA, ainda armado, com a intenção de terminar o que teria começado na casa da vítima.

Policiais civis foram acionados até o local e conseguiram identificar o acusado que ainda tentou fugir, mas, foi preso pelos policiais. A ação teve também o apoio da Guarda Civil. Com o acusado foi encontrado o revólver usado no crime com duas munições deflagradas e várias munições intactas. Wanderlei foi conduzido para a Seccional do Jaderlândia e apresentado ao delegado Patrício pontes.

MOTIVOS DO CRIME:

Segundo informações, uma mulher por nome Helena, era esposa da vítima (Távio) que foi baleado, com quem tem dois filhos. Ela teria se separado e atualmente vivia com (Wanderley). Helena estaria grávida de Wanderlei com quem iria se casar, mas, ainda segundo informações, ela ainda se encontrava com o ex-marido e teria deixado Wanderlei para voltar para Távio, motivo que pode ter provocado a reação e o crime.

Há cerca de um mês os dois já teriam ido até a delegacia e registrado um Boletim de Ocorrência (BO), pois, os ânimos já teriam se exaltado pelo mesmo problema, ou seja, o triângulo amoroso. A mulher em questão não foi encontrada para dar esclarecimentos sobre o caso, mas deve ser ouvida pela polícia. A vítima segue internada e não corre risco de morte. Já o acusado foi preso e deve responder por tentativa de homicídio.


Por Alcides Júnior (repórter policial) 

Incêndio atinge delegacia de São Miguel do Guamá


O incêndio ocorreu na noite de terça-feira (13), no pátio da Unidade Integrada de Polícia Pro Paz (UIPP), em São Miguel do Guamá, nordeste do estado. O pátio que foi atingido pelas chamas é o mesmo onde permaneciam os veículos apreendidos. O Corpo de Bombeiro foi acionado e apagou o fogo.

O delegado titular de São Miguel do Guamá, Yuri Vilanova, divulgou uma nota em relação ao caso: “Hoje, 13 de junho de 2017, na UIPP de São Miguel do Guamá, houve um incêndio acidental, muito provavelmente uma moto estava com vazamento de gasolina e somado a um curto circuito houve uma pequena explosão. Os bombeiros ajudaram na contenção do fogo e não houve maiores danos”.


Fonte: Blog do Esmael Teixeira (São Miguel)                                         

segunda-feira, 12 de junho de 2017

Mais 3 mortes a tiros e a facadas são registradas em Castanhal no final de semana



Na cidade de Castanhal, região do nordeste paraense, 2 jovens foram mortos a tiros e a facadas durante o fim de semana. O primeiro crime aconteceu na tarde de sábado (10), por volta das 17h30min, no bairro Caiçara, mais precisamente no final da rua Mário Moura Filho, às proximidades de um canal. A vítima, identificada como Paulo da Silva Santos, de 19 anos, foi morto por disparos de arma de fogo.

O irmão da vítima esteve no local, mas não quis falar com a imprensa e nem com policiais militares, que tentavam colher informações sobre como e quem teria praticado o crime. “O irmão da vítima estava bastante alterado e não quis dar nenhuma informação sobre o fato e nem sobre a vida pregressa do baleado”, disse o sargento PM Adilson. Moradores da área informaram apenas que viram duas pessoas correndo e logo atrás dois desconhecidos os perseguindo em uma motocicleta de modelo, cor e placa não anotados. “Só ouvimos os disparos. Depois já vimos o rapaz caído na calçada, já sem vida”, comentavam os moradores da rua.

Chorando bastante, o irmão do rapaz assassinado abraçava e beijava o corpo de seu irmão mais novo. Durante o trabalho de remoção do corpo e levantamento de local de crime, peritos do Instituto Médico Legal (IML), detectaram 3 perfurações no cadáver, sendo 1 nas costas, um no abdômen e 1 no peito. Paulo da Silva Santos morava com sua namorada em uma casa situada no Parque dos Buritis. Não há informação se ele possuía ou não envolvimento com a criminalidade.

FACADAS

O segundo homicídio também aconteceu no bairro Caiçara. Domingo (11), por volta das 7h, uma pessoa ligou anonimamente para o 190 (Niop) informando que uma pessoa ensanguentada estava caída no meio da rua Maria Caetana da Mota, entre a travessa Capitão Bezerra e a rua Eufrazino de Andrade.

Uma guarnição da Polícia Militar foi até o endereço informado, mas não encontrou ninguém machucado. Suspeitaram até que poderia se tratar de um trote, mas depois de muita procura encontraram um corpo do sexo masculino dentro de uma lixeira de alvenaria. Uma mulher, que não quis se identificar, disse aos policiais militares que, de dentro de sua casa, teria visto como o crime teria acontecido. “O assassino parecia ser um senhor já de idade. Ele estava com uma faca na mão e cobrava dinheiro da vítima. O rapaz dizia que o pai dele já havia conseguido o dinheiro e que iria pagar a divida. O rapaz implorava para não ser morto”, disse a possível testemunha.

Ainda segundo ela, o assassino desferiu a primeira facada nas costas da vítima, que correu por alguns metros, mas que logo foi alcançada e recebeu mais uma facada no peito. Depois disso, a suposta testemunha trancou a porta e não viu e não ouviu mais nada. Suspeita-se que o assassino tentou esconder o corpo colocando-o dentro da lixeira de alvenaria. Até o fechamento dessa edição, a vítima havia sido identificada apenas como “loirinho”, que vendia caranguejo na feira da Ceasa. A polícia trabalha com a hipótese de um acerto de contas.

MORTO AO ATIRAR NA PM

No meio da noite de ontem (11), no centro da cidade, um suspeito morreu após trocar tiros com a Polícia Militar. Ele entrou em uma casa e furtou do imóvel uma espingarda calibre 12, de dois canos e municiada. Ao sair, avistou os policiais da Rocam.

Ele atirou contra a guarnição que revidou e atingiu o homem, que seria morador de rua e caiu morto próximo ao Beta Zero, quase na Barão do Rio Branco com a Floriano Peixoto. 

A arma foi apresentada na delegacia do centro. O corpo do homem não identificado, foi removido para o Instituto Médico Legal.

INVESTIGAÇÕES

Os casos foram registrados na Delegacia de Polícia Civil do centro da cidade, os dois primeiros, serão repassados para a Divisão de Homicídios (DH) do Apeú, distrito castanhalense, por onde serão investigados pela equipe do delegado Nélio Magalhães. Nenhum suspeito de envolvimento nos crimes foi preso ainda e nem identificado.

Por Tiago Silva (Diário do Pará)



Mais 2 presos morrem durante fuga de 29 detentos em presídio de Santa Izabel


Dois detentos morreram e, 29 conseguiram fugir do Centro de Recuperação Penitenciário do Pará I (CRPPI), no distrito de Americano, em Santa Izabel, Região Metropolitana de Belém. A fuga ocorreu na manhã de domingo (11), por volta das 5h. A informação foi confirmada pela Superintendência do Sistema Penitenciário do Pará (Susipe).

De acordo com a Diretoria de Administração Penitenciária da Susipe, os presos estavam armados e contaram com apoio externo e depois serraram as barras das grades das celas. Os detentos tiveram acesso ao solário e, com uma corda e uma escada artesanais, pularam o muro de segurança em direção à mata.  

Segundo a Susipe, houve troca de tiros com policiais e dois presos morreram no confronto. Eles foram identificados como: Diego Ferreira Mendes e Almir Souza da Silva. Os corpos foram removidos para o Instituto Médico Legal (IML) da cidade de Castanhal.

Toda ação durou aproximadamente 10 minutos. Ainda de acordo com a Susipe, por volta das 05h da manhã, agentes prisionais de plantão perceberam uma movimentação suspeita nos pavilhões 3 e 4 do centro de detenção e acionaram a guarda do Batalhão de Policiamento Penitenciário.

Em nota, a Susipe informou que equipes da Companhia de Missões Especiais (CME) da Polícia Militar entraram na unidade prisional para realizar uma varredura, revista e recontagem dos presos.  Foram encontradas cápsulas de pistolas calibres Ponto 40 e  380. Nenhuma arma foi localizada dentro da unidade prisional. A corregedoria da SUSIPE irá abrir uma sindicância investigativa para apurar a fuga e a entrada das armas no presídio.

A PM realizou buscas na área com apoio de viaturas e um helicóptero do Graesp. Ainda em nota, a Susipe confirmou a superlotação na unidade, ao afirmar que atualmente, o CRPP I custodia 1.109 detentos, sendo que a capacidade é para 739.

Por Tiago Silva (Diário do Pará)

Fotos: divulgação 

Foragido, traficante e bandido são presos pela Guarda Civil em Castanhal



Na última semana a Guarda Civil Municipal de Castanhal realizou novas prisões e flagrantes. Entre os que foram retirados de circulação está José Elivaldison da Silva Medeiros, de 23 anos, morador do bairro São José.

Ele estava na Praça do Estrela comercializando maconha, quando foi surpreendido pelos agentes. Ele portava 26 porções de maconha e foi apresentado a autoridade de plantão, para responder por tráfico de drogas. A ação foi realizada pelo inspetor Mamede e guardas Giordano, D. Pontes e Lima.                         

FORAGIDO RECAPTURADO

Edivan Neves do Nascimento, de 23 anos, foragido do sistema penal desde 2015, foi recapturado quando estava na companhia de um adolescente de 16 anos. Ambos estavam em uma bicicleta, quando perceberam a viatura da Guarda. Eles tentaram empreender fuga, mas, foram alcançados na Rua Irmã Adelaide próximo a Feira da Ceasa.

Após abordagem e busca pessoal, foi encontrada uma arma de   fabricação caseira, que calça munição de calibre 38. Eles foram conduzidos a delegacia para os procedimentos cabíveis. Vale ressaltar que Edivan e considerado de alta periculosidade, além de foragido, responde por assalto a mão arma e tentativa de homicídio.

PRESO COM ARMA CASEIRA

A Guarda Civil prendeu Pedro José da Silva, de 24 anos. Ele estava transitando na área da Portelinha, no populoso bairro Jaderlândia, quando foi abordado pelos agentes. Com ele foi pego uma arma de fogo caseira. Indagado sobre o uso do objeto, Padro disse que os agentes sabiam o que ele ia fazer. Ele foi apresentado a autoridade policial.


Redação Notícia Virtual (Com informações de Jarbian Lima / Guarda Civil) 

quinta-feira, 8 de junho de 2017

Mais um assassinato é registrado no Beco do Mijo, em Castanhal


A área conhecida como “Beco do Mijo”, na Feira da Ceasa, em Castanhal, voltou a registrar mais um assassinato. Desta vez, o crime aconteceu por volta das 13h, desta quarta-feira (07/06). A vítima foi identificada como Antonio Magno Brito Souza, de 44 anos, o qual foi morto a tiros.

Antonio residia na comunidade do Livramento, em Inhangapi, e atuava com a venda de açaí. No local, o comentário entre feirantes e pequenos comerciantes, é de que Antonio é conhecido como um homem de bem e que teria tido que estaria com dinheiro para efetuar a compra de uma moto. Estima-se que o valor seria em torno de R$ 7 mil.

Com a revelação sobre o valor que portava, Antonio se tornou um alvo fácil. Ele saiu para almoçar em uma das barracas do local. Tudo indica que tenha sido seguido, e informações dão conta de que um homem, usando tornozeleira, se aproximou e fez disparos contra Antonio. Em seguida, o criminoso foi até a vítima e teria pego o dinheiro que estava no bolso. O assassino fugiu do local na companhia de um comparsa.

Policiais militares e do Corpo de Bombeiros estiveram na área para realizar os primeiros procedimentos e o resgate da vítima. O caso deve ser investigado pela Polícia Civil.

MAIS UM ESFAQUEAMENTO

Na madrugada, por volta das 03h, uma mulher, identificada pelo prenome de Pamela, foi esfaqueada. O crime também foi registrado na feira da Ceasa. De acordo com as informações, nem policiais, nem a ambulância foram acionados, e a vítima foi socorrida por pessoas que estavam no local.

Redação Notícia Virtual (Com informações de Tiago Silva / Últimas Notícias)