quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

Mistério: mulher grávida de dois meses morre ao ser atingida por um tiro

Ontem, quarta-feira, 27, durante o horário de almoço, uma mulher de 30 anos e grávida de dois meses foi atingida com um tiro na costela e morreu em um hospital enquanto recebia atendimentos médico. O fato aconteceu no bairro Saudade I, em Castanhal, nordeste do Estado. A Polícia Civil trabalha com a hipótese do disparo ter sido acidental ou criminoso.

As primeiras informações colhidas pela polícia é de que no interior do imóvel, situado na rua Auricí Kataoca, estavam três pessoas. "Temos as informações de que na casa estavam três pessoas, que eram a Sueli (vítima), um homem, identificado pelo nome de Williams e uma adolescente de 17 anos, que se diz companheira do Williams. A menor disse em seu depoimento que seu companheiro era muito amigo da Sueli e que ele a convidou para ir almoçar na casa dele. Quando estavam essas três pessoas na casa, o rapaz teria colocado uma arma de fogo em cima de uma mesa e a Sueli teria pego essa arma para brincar, foi no momento em que o Williams chamou a atenção da amiga dizendo 'não mexe nessa arma que ela está carregada. É perigoso!', a Sueli respondeu 'não está não. Agorinha eu apertei o gatilho e não disparou', foi ai que o homem tentou tomar a arma das mãos da Sueli e nesse momento ela puxou a arma em direção dela e, sem querer apertou o gatilho novamente, momento em que a arma disparou acertando a Sueli. Isso foi a versão contada pela menor, que disse ter presenciado toda a ação", contou o delegado Temmer Cayatte, durante entrevista à imprensa.

Vítima
Williams (foragido)
Familiares e amigos estiveram no hospital municipal de Castanhal para ver o corpo e lamentaram o ocorrido. Uma irmã da vítima disse que o Williams foi quem avisou alguns funcionários do hospital pedindo que uma equipe de resgate fosse até sua residência socorrer uma mulher baleada. Depois do aviso, o Williams não foi mais visto. "Uma testemunha afirmou que o Williams foi até um hospital aqui da cidade a procura de socorro, inclusive portando a arma. Ele, até o momento não foi encontrado, mas já estamos com equipes em campo para tentar localizá-lo para que ele explique o motivo de ter uma arma de fogo e ouvir a versão dele. Existem duas possibilidades, uma é que possa ter acontecido um homicídio e outra é que o disparo tenha sido acidental", informou Temmer Cayatte, titular da Divisão de Homicídios de Castanhal.

Ainda de acordo com o delegado, exames de pólvora combusta já foram solicitados para serem realizados nãos mãos, tanto da vítima, quanto da menor. Se caso o Williams for encontrado, ele também passará pelo exame. "Estou solicitando exames que ajudará na apuração do caso e em breve teremos uma resposta concreta sobre essa morte", concluiu o delegado.

São Miguel do Guamá: Assaltante é flagrado com arma de fogo

"Diego Monster" (camisa preta) está foragido
Uma abordagem da Polícia Militar na cidade de São Miguel do Guamá, nordeste do Pará, resultou na prisão em flagrante de Jonas Cruz Santos, de 21 anos, que estava de posse de uma arma de fogo ilegal e na recuperação de uma motocicleta roubada. Jonas foi preso nesta quarta-feira, 27, no interior um veículo de transporte alternativo de passageiros no momento em que deixava o município com destino à cidade de Castanhal, onde a motocicleta foi roubada no dia anterior. O veículo foi recuperado pela guarnição da PM, no bairro das Palmeiras, em São Miguel do Guamá, após ser abandonado por dois homens, em frente a uma casa. Os dois suspeitos fugiram por dentro de um matagal após serem perseguidos pelos policiais militares.

Segundo o delegado Ronaldo Lopes, titular da Delegacia de São Miguel do Guamá, os policiais militares, no dia de ontem, receberam informações de que uma motocicleta roubada, em Castanhal, trafegava na cidade. Assim, sob comando do cabo Gomes, os policiais fizeram buscas e localizaram o veículo, porém os ocupantes conseguiram fugir. Nesta quarta-feira, uma nova informação dava conta de que um dos autores do roubo da motocicleta estava dentro de uma van, veículo de transporte alternativo, em fuga. Os policiais militares abordaram a van, em via pública no centro da cidade, e flagraram Jonas Santos, que viajava como passageiro, armado com um revólver calibre 38 com quatro munições intactas.

O acusado foi levado até a Seccional Urbana de Castanhal, onde foi reconhecido como um dos autores do roubo da motocicleta. O comparsa dele foi identificado depois como o bandido conhecido como "Diego Monstro", que já é conhecido da Polícia por envolvimento em outros crimes na região. Jonas foi autuado em flagrante pelo crime de roubo de motocicleta e por porte ilegal de arma de fogo. Ao ser revistado, o acusado estava com um telefone celular roubado do dono da motocicleta durante o assalto em Castanhal. O delegado pede à sociedade não só de São Miguel do Guamá como de toda região que ligue para o fone 181, o Disque-Denúncia, para informar o paradeiro de "Diego Monstro", cujo nome é Antônio Diego Rodrigues Chaves, que já é foragido do Presídio Regional de Paragominas.

Mulher é presa acuda de aplicar golpes do conto do paco

Uma mulher de 29 anos foi presa sob acusação de estar aplicando o golpe do conto do paco em frente às agências bancárias da cidade de Castanhal, nordeste do Estado. A acusada foi detida em via pública por um policial militar depois de ter enganado um idoso de 77 anos de idade. Ela subtraiu indevidamente da vítima a quantia de R$ 490,00 (quatrocentos e noventa reais).

Segundo a Polícia Militar, o conto do paco é bastante antigo, mas ainda existem pessoas que caem no golpe. "Para quem não sabe, o conto do paco é aplicado por golpistas em vários modos. Um deles é que duas pessoas ficam em frente às agências bancárias observando aquelas pessoas que sacam uma quantia alta em dinheiro. Um dos golpistas segue a pessoa por alguns metros e propositalmente deixa cair um masso com dinheiro no chão. A vítima acaba pegando o masso e, derrepentemente, é abordada pelo criminoso ou criminosa, que se mostra grato por terem achado a 'fortuna', mas o que a vítima não sabe é que no masso existe apenas uma cédula verdadeira, que é a que fica em cima de papeis cortados no tamanho exato de cédulas verdadeiras. O golpista, então, oferece uma recompensa de 50 a 100 reais e pede para que a pessoa lhe acompanhe até um determinado endereço e, no meio do caminho, um terceiro bandido acaba roubando com violência o dinheiro que a vítima acabara de sacar da agência. Geralmente as vítimas escolhidas pelos golpistas são pessoas idosas ou deficientes", alertou o Capitão Gilberto, que é Subcomandante da 12ª Zpol de Castanhal.

No caso do idoso de 77 anos, a golpista o iludiu, dentro da Caixa econômica Federal, dizendo que em seu envelope de depósito teria R$ 700, 00 (setecentos reais) e que gostaria de trocar com os 490,00 (quatrocentos e noventa reais), que ele tinha. Pensando que iria tirar vantagem, a vítima acabou realizando a troca e só descobriu que era um golpe depois que abriu o envelope e viu que não existia dinheiro algum. Uma jovem que presenciou o golpe pediu ajuda gritando "pega ladrão!". Um PM, que estava de folga, correu para fora da agência e segurou a mulher até a chegada de uma equipe policial, comandada pelo Cabo PM Moreira e Soldado PM Dioney.

Aldaleia do Socorro Ribeiro Paz, 30 anos, foi conduzida até a 12ª Seccional do bairro Jaderlândia para ser apresentada ao delegado Marco Antonio. Na delegacia ela não quis mostrar o rosto. Com ela a polícia encontrou o dinheiro que havia sido tomado indevidamente do idoso. A acusada uma hora confessava e outra negava o crime. De acordo com a Polícia Civil a Aldaleia foi autuada por tentativa de estelionato e poderá pegar de 1 a 5 anos de reclusão.

São Domingos do Capim: homem é preso tentando vender moto roubada

Em São Domingos do Capim,  nordeste do Estado, a Polícia Militar, através da guarnição do Cabo Dionísio recuperou uma motocicleta que havia sido roubada na tarde da última segunda-feira, 18, no município de Santa Izabel do Pará. Para roubar o veículo, dois bandidos invadiram a casa de um Subtenente do Corpo de Bombeiros Militar. A moto foi recuperada no dia seguinte.

A guarnição composta pelos policiais: Cabo Dionísio e Soldados Benilson, Raniere e Francisco, receberam uma informação via telefone celular de que um homem suspeito se encontrava próximo a um bar tentando vender uma moto por um preço muito abaixo do mercado. Desconfiando que o veículo seria roubado, a equipe policial foi até o local denunciado e encontrou o nacional Jailson Dias da Silva, 32 anos, que estava com uma motocicleta. Depois de averiguar a procedência do veículo, foi descoberto que era produto de roubo e que o verdadeiro dono é um militar dos bombeiros.

Ao ser conduzido até a delegacia do município, Jailson disse que não era assaltante e que era apenas o responsável em vender o veículo. "Eu não sou assaltante. Um cara apareceu lá em casa e disse que se eu conseguisse vender a moto por mil reais, eu iria ganhar duzentos reais. Com esse dinheiro já iria servir para comprar comida. eu estou desempregado e precisava do dinheiro, mas agora eu estou 'ferrado', fui apenas um cobaia nessa história", disse o preso com tom de arrependimento.
 
Jailson Dias da Silva foi encaminhado para a delegacia de Santa Isabel, onde foram feitos  os procedimentos de flagrante, já que a ocorrência de roubo foi registrada naquele município. A motocicleta, após os procedimentos cabíveis, foi entregue ao verdadeiro dono.

Polícia localiza assaltante de motocicleta via GPS

Uma guarnição composta por policiais militares do grupamento ROCAM (Rondas Ostensivas Com Apoio de Motocicletas), que tinha no comando o Cabo R. Teixeira, prendeu um assaltante de motocicletas e apreendeu com ele um revolver calibre 32 com duas munições intactas. A prisão aconteceu cerca de 40 minutos depois do bandido ter roubado uma moto.

Era tarde de terça-feira, 26, quando quase às 16 horas, dois homens em uma bicicleta tomaram de assalto uma moto tipo Broz na rua Francisco Alves de Melo no bairro Jaderlândia, periferia da cidade de Castanhal, nordeste do Estado. A vítima, que é funcionária de uma empresa que presta serviços à Celpa, se encontrava no local realizando serviços de checagem em caixinhas que ficam instaladas em postes de ruas para o controle de energia elétrica, quando foi surpreendida por um dos bandidos. "Eu estava trabalhando e quando fui colocar uns documentos no bagageiro da moto chegou um homem pedindo a chave da moto e dinheiro, dizendo que era um assalto. Nervosa e com medo entreguei a chave e ele foi embora com a moto", disse a vítima, que não quis ser identificada.

O que o assaltante não sabia é que o veículo estava sendo monitorado via GPS. Ele foi preso depois que a funcionária ligou para a empresa informando o acontecido. Foi, então, que uma equipe policial se dirigiu até a empresa e ficou monitorando a rota do criminoso. Enquanto isso, uma outra equipe, a da ROCAM, saiu em diligência recebendo as informações via rádio onde o elemento estava com a motocicleta. Cerca de 40 minutos depois o criminoso foi localizado. "Nós já estávamos em um ramal próximo à PA, que liga Castanhal ao município de São Domingos do Capim, quando avistamos o elemento. A vítima, que acompanhava a diligência, reconheceu o motoqueiro como sendo o assaltante. Esse motoqueiro avistou a guarnição e tentou empreender fuga, mas caiu com a moto e foi nesse momento que conseguimos prendê-lo. Antes da prisão, a população revoltada deu uma boa surra nele, que só não apanhou mais por que eu e minha guarnição intercedemos", contou o Cabo PM R. Teixeira.
 
Na delegacia do Centro de Castanhal, Kelson Trindade de Sá, o vulgo "Kel da Portelinha", de 29 anos, confessou o crime. "Nós chegamos lá com a vítima e roubamos ela. O meu comparsa foi por uma rota de fuga e eu por outra. Eu ia levar essa moto pra um 'camarada', de apelido preto, que iria comprar ela por mil e duzentos reais. A arma é minha, eu mesmo que comprei pra fazer minhas 'paradas'," confessou o preso.

Kelson Trindade foi autuado por roubo qualificado, porte ilegal de arma de fogo e posse de munição. Ele ficará preso à disposição da justiça.

Polícia Civil prende casal responsável em alugar armas de fogo para assaltos

Um casal responsável pelo fornecimento de armas de fogo para cometimentos de assaltos na cidade de Castanhal, região nordeste do Pará, foi preso, na tarde da ultima terça-feira, 25, durante operação conjunta de policiais civis, da Superintendência Regional de Castanhal; do Núcleo de Apoio à Investigação (NAI) e da Seccional da Jaderlândia. Deyvison Felipe Mendes de Oliveira, de 19 anos, e a companheira dele, Maiara Cristina Farias da Costa, 22, foram presos na Rua Treze, Quadra 13, do Lote 16, no bairro Jaderlândia, em Castanhal.

As investigações mostram que eles atuam como responsáveis em alugar armas de fogo, do tipo revólver, para uso em roubos em geral na cidade. Sob comando do delegado Luiz Xavier, titular da Superintendência Regional, os policiais descobriram que o casal recebia, como pagamento pelo aluguel, parte do apurado pelos assaltantes nos crimes.

Alguns assaltos tinham o envolvimento ativo do próprio Deyvison Oliveira. Os alvos preferidos dos bandidos eram farmácias situadas na sede do município. No momento da prisão do acusado, a equipe policial apreendeu dois revólveres de calibres 32 e 38, ambos com a numeração de série raspada. As armas estavam na casa dos acusados.

Um dos revólveres, de calibre 32, continha seis munições intactas. O segundo revólver tinha cinco munições intactas. Os presos foram autados em flagrante por posse de arma de fogo e de munição com agravante de ambas as armas estarem raspadas. O casal permanece recolhido à disposição da Justiça no Sistema Penitenciário do Estado.

terça-feira, 26 de fevereiro de 2013

Domingo sangrento: três assassinatos são registrados em Castanhal

A delegacia de homicídios de Castanhal, nordeste do Estado, investiga três homicídios ocorridos no último final de semana. Dois assassinatos ocorreram em bairros periféricos, já o último na zona rural, onde a vítima foi brutalmente apedrejada até a morte.

Edil Rodrigues
O primeiro a ser morto foi o Edil Rodrigues Souza, de 20 anos. Segundo relatos colhidos pela polícia, a vítima bebia e se divertia num bar na Rua Vasco da Gama, no Bairro Novo Horizonte. Por volta das 3h da madrugada de domingo, 24, aconteceu uma briga generalizada. Um homem identificado apenas pelo prenome de “Tiago” teria efetuado alguns disparos de arma de fogo. Os tiros atingiram Edil Rodrigues, que ainda tentou fugir da morte invadindo uma residência, mas o assassino o perseguiu e concluiu o serviço disparando vários tiros contra a vítima que morreu na hora. De acordo com a Polícia Civil, a vítima que estava armada, ainda teria acertado a perna do matador antes de morrer. “Essa informação foi repassada pelos freqüentadores do bar. Durante a perseguição a vítima, o seu rival foi atingido na coxa. O dedo da vítima, mesmo depois de morta, ainda estava na posição de puxar o gatilho. O matador depois que concluiu o serviço voltou e roubou a arma da vítima”, disse um Policial que preferiu não se identificar.

O suspeito do crime foi socorrido por um homem de motocicleta. Os dois resolveram procurar o hospital municipal. O estado de saúde do matador era gravíssimo, já que ele perdeu muito sangue devido a bala ter atingido a veia femoral, ele foi transferido para o hospital metropolitano em Ananindeua. A polícia foi comunicada e fez a escolta e posteriormente a prisão do acusado. “Vamos investigar se a briga generalizada no bar tem ligação com a troca de tiros entre os dois envolvidos. O certo é que o suspeito se sobreviver será enquadrado pelo crime de homicídio”, informou a Polícia Civil.

Ainda na periferia da cidade, no bairro do Jaderlândia, um jovem de 24 anos foi assassinado com duas facadas. Segundo a Polícia, os golpes atingiram as costas e o pescoço da vítima que morreu na hora. De acordo com informações colhidas no local, a vítima foi morta por um homem que estava na garupa de uma motocicleta, que desceu do veículo e foi em direção da vítima. Os assassinos fugiram sem deixar pistas.

Vítima não identificada
O final de semana sangrento terminou com a morte trágica de um homem na zona rural. A vítima de 25 anos se divertia na agrovila Itaqui, quando teve sua cabeça esmagada por pedras. Segundo a Polícia Militar, a vítima ainda travou luta corporal com os assassinos antes de ser brutalmente assassinado. Ao lado do corpo havia pedras e paus, o que significa que a vítima não teve chance de defesa. Por enquanto, nenhum suspeito foi identificado pela polícia.

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013

Menores são apreendidos após cometerem assaltos em Castanhal

A Polícia Militar apreendeu na noite de ontem em Castanhal, dois adolescentes acusados de cometerem um verdadeiro arrastão na cidade. A dupla armada de um revólver cometeu pelo menos quatro assaltos, todos praticados com extrema violência.

A onda de violência dos menores infratores começou à tarde, por volta das 15h, quando uma moto Titan foi roubada no bairro Florestal. Em seguida, a dupla foi até o bairro Estrela onde o alvo passou a ser uma farmácia. Duas funcionárias ficaram na mira do revólver calibre 38, elas foram obrigadas a entregar todo o dinheiro que estava no caixa. “Não desconfiamos porque eles (acusados) chegaram com uma nota de cinqüenta reais e pediram um medicamento. Antes de falar qualquer coisa eles falaram para não fazer alarme que era um assalto. Ficamos em pânico”, disse uma das vítimas, que preferiu não se identificar.
           
A série de roubos não parou por ai, os menores fugiram para o conjunto Imperial onde fizeram mais uma vítima, desta vez um homem que trafegava com uma motocicleta. “Foi tudo muito rápido, eles já chegaram gritando e pedindo a chave e o sensor da moto”, contou mais uma vítima.

Enquanto os adolescentes cometiam um verdadeiro arrastão na cidade, a Polícia Militar fazia rondas para tentar localizar os suspeitos. Como surgiram várias vítimas ao mesmo tempo, a PM acreditava que os crimes não tinham ligação e que outros elementos estariam praticando assaltos. “Nunca imaginávamos que esses menores poderiam fazer tudo isso. Felizmente eles não fizeram algo mais grave por que as vítimas não reagiram”, informou o Cabo Refson.

O último roubo foi praticado no bairro Fonte Boa, duas mulheres tiveram seus celulares tomados pela dupla. Na fuga a PM fez a abordagem no veículo onde os menores estavam. No momento nada suspeito foi encontrado, mas as características repassadas pelas vítimas eram semelhantes com a fisionomia dos suspeitos. Eles foram conduzidos para a delegacia e reconhecidos pelas vítimas. “Depois de cometerem o arrastão eles esconderam a arma numa casa, depois saíram de bobeira para devolver a moto. Mas foram identificados e conduzidos para devidas providencias”, disse Refson.

De acordo com a polícia, a vítima do primeiro roubo, onde uma motocicleta foi roubada, estaria envolvida nos crimes. Um jovem compareceu a delegacia para dizer que seu veículo foi roubado, mas a ocorrência foi feita somente quatro horas depois, o que levantou suspeita da polícia. “É muito estranho uma pessoa ser roubada e não ligar imediatamente para 190 ou pedir ajuda de alguma forma. Quando chegou aqui contou uma história sem procedentes. O pior de tudo é que ele foi entregue pelos adolescentes, como cúmplice, pois além de emprestar a moto para os assaltos receberia uma quantia em dinheiro”, detalhou o delegado Antônio Roberto.

Segundo ainda o delegado, outro menor acusado de pertencer o grupo ainda está foragido. Os dois adolescentes serão apresentados ao Ministério Público, onde foram autuados por roubo qualificado, já o dono da motocicleta será encaminhado ao Presídio, onde responderá além de roubo por corrupção de menores.

Texto e fotos: Paulo Allan Queiroz

Homem andava armado para dizer que era o "cara"

A Polícia Militar prendeu na noite de sábado, 23, em Castanhal, nordeste do Estado, um jovem em poder de um revólver. O acusado ainda tentou fugir da viatura, mas acabou se rendendo. O cara de pau disse que a arma era apenas para mostrar poder.

Laelson Monteiro Ribeiro, 24 anos, foi preso depois que a Guarnição da PM composta pelo Cabo Maia e Soldado Costa fez uma ronda pelo bairro Pirapora. As proximidades das ruas Quintino Bocaiuva e Hernane Lameira, os policiais viram dois jovens numa motocicleta em atitude suspeita. Os PM´s pediram para que os jovens parassem, mas foi o contrário o que aconteceu. Os suspeitos aceleraram a motocicleta e fugiram em alta velocidade. A perseguição durou apenas alguns minutos, mas tempo suficiente para a dupla avançar vários semáforos e quase causar acidentes gravíssimos. “Eles não pararam e fugiram desesperados quando viram nossa viatura. Saímos em diligência e conseguimos interceptar o veículo. O passageiro ainda jogou a arma fora, mas conseguimos encontrá - la e conduzir os jovens para a delegacia”, informou o Cabo Maia.

Na delegacia apenas Laelson foi autuado por porte ilegal de arma, seu amigo, o condutor da motocicleta, foi autuado por direção perigosa. De acordo com Laelson Monteiro, a arma bereta calibre 22 foi comprada na zona rural por R$ 300. “Estava apenas passeando com a “menina” (arma), não iria assaltar ninguém. Era apenas para mostrar que eu estava no controle”, contou friamente.

O delegado Antônio Roberto acredita que os jovens tinham a intenção de cometer assaltos. Mas foram surpreendidos pela ação rápida da PM. “Essa história que a arma era apenas para sua defesa não convence mais ninguém. Se ele tem inimigo tem que procurar a polícia. Com certeza ele iria cometer roubos na cidade. A arma apesar de ser pequena tem um alto poder de impacto. Felizmente a Polícia Milita fez um ótimo trabalho”, disse o delegado.

Laelson Monteiro foi transferido para o Centro de Recuperação de Castanhal (CRCAST), onde está à disposição da justiça.

Texto e foto: Paulo Allan Queiroz

São Francisco: detento é encontrado morto em cela de delegacia

A Polícia Civil investiga a morte de um preso na delegacia de São Francisco do Pará, nordeste do Estado. Na madrugada do último sábado, 22, um preso amanheceu morto numa das celas do prédio. A polícia não descarta nenhuma hipótese para o crime.

O preso de justiça Raimundo da Silva Monteiro, 58 anos, foi encontrado pendurado na cela da delegacia. A vítima estava preso há três meses em São Francisco e era acusado de estuprar o próprio sobrinho de apenas dez anos. O crime causou repercussão no município. Com medo de sofrer violência física no presídio, o acusado pediu para que permanecesse na delegacia da cidade. De acordo com informações de seu companheiro de cela, Marcelo Souza de Freitas, 22 anos, a vítima não apresentava problemas emocionais. “A gente ficou conversando até as 05h da manhã, depois a água chegou, tomei meu banho e fui dormir. Quando foi umas 08h acordei com a cozinheira chamando, quando olhei para trás vi o corpo dele amarrado”, disse o detento Marcelo Souza que ficou desesperado ao ver o corpo do amigo.

Apesar das características apontarem para suicídio, a Polícia Civil não descartou nenhuma hipótese para a morte do detento. “As evidências apontam para isso, mas como havia outro preso na cela e a vítima era acusado de estupro, não podemos descartar nada. Vamos esperar o exame do IML para comprovar a integridade física da vítima” disse o Delegado Casemiro Beltrão.

O Centro de Pericias Cientifica, Renato Chaves, esteve na delegacia de São Francisco e fez a remoção do corpo. Segundo um dos peritos, a vítima estava amarrada na grade de ventilação da cela. Os pés do detento estavam apenas 30 cm do chão.

Segundo o preso Marcelo Souza, a vítima teria contado para os familiares que não estava suportando a culpa de ter cometido um crime contra o próprio sobrinho e poderia a qualquer momento cometer uma loucura. “Essa é a versão dele, mas vamos conversar com os familiares para saber o que de fato foi conversado nos últimos dias, para saber se a vítima tinha intenção de tirar a própria vida. De qualquer forma o detento também será conduzido para o IML para fazer exame para saber se houve luta corporal ou violação carnal”, concluiu Casemiro Beltrão.

Texto e fotos: Paulo Allan Queiroz

Corpo de um homem é encontrado em estado avançado de decomposição

A Delegacia de Homicídios de Castanhal, nordeste do Estado, vai investigar a morte de um homem de aproximadamente 45 anos. A vítima foi encontrada morta numa área de mata do bairro Novo Estrela. O corpo da vítima estava em estado avançado de decomposição.

Era por volta das 19h de sexta-feira, 22, quando a Polícia Militar foi acionada para as proximidades do antigo parque do Ibirapuera. As informações repassadas ao SIOP era que um corpo de um homem tinha sido encontrado jogado no mato. A guarnição da PM, composta pelo Sargento Edimar e Soldado Filho foi ao local e fez o isolamento da área. De acordo com os policiais, a vítima estava há pelo menos cinco dias morto, o que causou a putrefação avançada. “A vítima deve estar há viários dias, não podemos informar exatamente, mas com certeza mais de cinco. Com o sol e a chuva em local aberto, o corpo evoluiu muito rápido para a decomposição”, informou Sargento Edimar.

O corpo da vítima estava de peito para cima e entre uma cerca de arame farpado, um local de difícil acesso. Um agricultor foi quem localizou o corpo em decomposição. “Eu estava levando minha égua para pastar, quando vim caminhando próximo da cerca senti um forte cheiro, quando cheguei mais perto quase não aguentei até que vi o corpo”, contou agricultor que preferiu não se identificar.

A Polícia Militar acionou o IML para fazer a remoção do corpo. Devido o estado avançado de decomposição, os peritos não souberam informar se a vítima apresentava sinais de perfuração de arma branca ou de fogo.
           
Atenção! Foto chocante
Segundo os moradores do Novo Estrela, nós últimos dias o bairro vem sofrendo com os inúmeros assaltos. O local onde o corpo foi encontrado é considerado perigoso devido a falta de iluminação. “Realmente aqui é muito perigoso. Um local afastado e sem iluminação adequada. Não sabemos ainda se a vítima foi assassinada ou desovada. Existe a possibilidade dela ter passado mal e ter morrido. Somente a perícia vai afirmar a causa da morte”, concluiu Sargento Edimar.

O corpo foi levado para o IML de Castanhal para o exame de necropsia. Na delegacia não havia nenhuma ocorrência de desaparecimento de um homem de aproximadamente 45 anos.

Texto: Paulo Allan Queiroz

Traficante escondia a droga na casa de um cachorro Pit Bull

Policiais civis e militares prenderam na madrugada de sexta-feira, 22, em São Domingos do Capim, nordeste do Estado, um homem suspeito de tráfico de drogas. O acusado tentou enganar os policiais escondendo a droga na casa de seu cachorro da raça Pit Bull.


As investigações para prender Elton Tadeu Santos, 29 anos, começaram depois que a polícia recebeu várias ligações anônimas. Com base nas informações, as Polícias Civil e Militar fizeram uma campana para tentar dar o flagrante no suspeito. Depois de abordarem um usuário no bairro Ponto Certo, os policiais foram até a casa do acusado. Depois de revistar praticamente toda residência nada foi encontrado. A equipe policial pediu então para que Elton Tadeu prendesse seu cachorro. O animal de nome “Vilão” foi preso na corrente e os policiais passaram a analisar a casinha do Pit Bull. Para a surpresa de todos, na casa do animal foram encontradas sessenta pedras pequenas de oxi. “Nossas investigações apontavam para uma grande quantidade de drogas na casa, mas tivemos dificuldade para encontrar o entorpecente. Quando já desistiríamos decidimos revistar a casa do Pit Bull e para nossa surpresa encontramos uma grande quantidade de pedras de oxi”, contou o delegado Patrício Pontes.
 
Segundo ainda o delegado, a intenção do acusado em esconder a droga na casa do cachorro Pit Bull era intimidar a presença dos policiais. “Eles (traficantes) encontram e tentam de todas as formas dificultarem o trabalho da polícia. Desta vez teve um Pit Bull no nosso caminho, mas não tivemos receio em olhar tudo até encontrarmos a droga”, disse Patrício Pontes.

Para a Polícia Civil as pedras de oxi seriam vendidas para outras bocas de fumo para serem misturadas com outras substâncias químicas. “Geralmente a pedra de oxi é desmanchada e rende mais lucro ao traficante depois que é transformada em pasta de cocaína. Neste caso a droga esta pura e seria vendida para outros traficantes da cidade”, concluiu o delegado Patrício Pontes.

A Superintendência do Salgado informou que as operações para desarticular o tráfico de drogas na região vão continuar. No último final de semana vários municípios receberam operações das Polícias Civil e Militar para coibir crimes, várias armas de fogo foram apreendidas, assim como entorpecentes. De acordo com a polícia Elton Tadeu será encaminhado ao Centro de Recuperação de Castanhal (CRCAST), onde está à disposição da justiça.

Texto: Paulo Allan Queiroz

"Tiozinho" é preso com petecas de pasta base de cocaína

A Polícia Militar prendeu na noite da ultima quinta-feira, 21, em Castanhal, nordeste do Estado, um senhor de 70 anos acusado de tráfico de drogas. O aposentado conhecido por “Tiozinho” foi preso com mais de vinte petecas de pasta base de cocaína.

A prisão de Cícero Lafaiete Silva,70 anos, aconteceu na Rua da Paz, no Bairro do Jaderlândia. Após receber uma denúncia anônima, a Polícia Militar foi ao local para apurar as informações. Ao chegar à residência do aposentado, os policiais foram recebidos com cordialidade. Segundo informações da guarnição da PM, composta pelo Sargento N. Edson e Soldados Carlos e Dionei, o senhor ficou surpreso com a presença dos policiais e até pediu para entrar e ficar a vontade. Quando a revista começou, os policiais encontraram treze petecas de cocaína dentro de uma sacola em cima do fogão. Nervoso o “Tiozinho” acabou confessando que estava traficando e entregou mais treze petecas que estavam escondidas no quintal da casa, próximo ao sanitário.

Cícero Lafaiete foi conduzido à delegacia e em seu depoimento informou que começou a traficar há pouco tempo por intermédio de um homem, não identificado, que falou que o dinheiro viria de forma fácil. “Este homem me ensinou até como produzir. Era só misturar os negócios e depois embalar”, disse o acusado.

De acordo com a Polícia Civil, o “Tiozinho” do tráfico teria comprado toda droga por R$ 100. Com a venda numa só noite faturou R$ 125. “Ele (acusado) disse que pegou de um homem que ainda estamos investigando para saber quem é. Nós já puxamos a ficha dele e vimos que já tem passagem por uso de droga (maconha), agora dançou no tráfico. Ele deveria ser exemplo, mas estava dando mau exemplo e a vizinhança não gostou”, disse o delegado Antônio Roberto.

“Tiozinho” do tráfico foi encaminhado ao Centro de Recuperação de Castanhal (CRCAST), onde está à disposição da justiça.

Texto: Paulo Allan Queiroz

quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013

Traficante foge pela mata e deixa para trás 132 petecas de cocaína

Ontem, quarta-feira, 20, a Polícia Militar, através de uma guarnição comandada pelo tenente Jorge, apreendeu 132 petecas de pasta base de cocaína que foram deixadas em uma área de mata no bairro Florestal, periferia de Castanhal, nordeste do Estado. O dono da droga conseguiu fugir do cerco policial.

A guarnição do Tenente realizava rondas pelo bairro Milagre e depois passou a realizar o mesmo trabalho no bairro vizinho, o Florestal, quando por volta das 17 horas e 20 minutos avistou um homem em atitudes suspeitas. O homem invadiu a mata ao ver a polícia. Os policiais perceberam que algo errado estava acontecendo e desceram da viatura para perseguir o fugitivo, que não foi encontrado, mas foram deixadas por ele 132 petecas de pasta base de cocaína já prontas para serem comercializadas.

Segundo o tenente, cada peteca poderia ser vendida pelo preço de 10 ou 15 reais. "Essas petecas são grandes! Os traficantes costumam vender por dez reais, mas essas deveriam ser mais caras, cerca de 15 reais," comentou o oficial PM Jorge.

A droga foi apreendida e levada para a delegacia do Centro, onde foi apresentada para a delegada de plantão Elieuza Braga. Depois foi transportada para o Instituto Médico Legal (IML) de Castanhal para exames. Enquanto ao dono do entorpecente, a polícia irá instaurar um inquerido para tentar chegar na identificação do traficante.

terça-feira, 19 de fevereiro de 2013

Morador de rua é morto enquanto dormia em banco de um terminal

Um marador de rua identificado apenas pelo apelido de "Panam" foi covardemente assassinado enquanto dormia em um terminal na cidade de Castanhal, nordeste do Estado. O crime aconteceu por volta das 21 horas e 30 minutos de ontem, segunda-feira, 18, e de acordo com a Polícia Militar o homem, aparentando ter entre 35 a 40 anos, dormia em um banco quando foi morto com vários golpes de faca.

As duas pessoas acusadas de terem praticado o crime foram localizadas minutos depois por uma guarnição do grupamento ROCAM (Rondas Ostensivas Com Apoio de Motocicletas) ainda próximo do local. "Nós estávamos vindo do bairro Jaderlândia, quando via rádio o Siop nos repassou que dois elementos haviam acabado de matar um homem aqui no terminal e ainda estavam às proximidades. Fizemos buscas e encontramos dois suspeitos, que estavam por trás da antiga Caixa Econômica Federal, na rua Magalhães Batata. Trouxemos os dois para o local, onde um vigia reconheceu eles como sendo os assassinos," falou o soldado PM Israel.

Na delegacia, os acusados disseram que eram menores de idade e negaram qualquer participação no crime. De acordo com a polícia, a dupla aparentava estar drogada. "Eles podem estar drogados. A vítima, pelo que foi repassado à nossa guarnição, não mexia com ninguém. Os dois é quem foram para o terminal Edgar Titan afim de cometerem roubos e como não conseguiram resolveram, por maldade, matar o homem," relatou o PM.

Depois das averiguações foi descoberto que apenas um é adolescente e o maior foi identificado por  Aílton Nascimento Silva, 30 anos. Ele foi autuado por homicídio qualificado. O menor, de 17 anos, deverá ser apresentado ao Ministério Público.

segunda-feira, 18 de fevereiro de 2013

Homem é flagrado com arma de fogo em São Domingos do Capim

Policiais militares lotados no município de São Domingos do Capim, nordeste do Estado, prenderam um homem e com ele apreenderam uma arma de fogo calibre 38 com cinco munições intactas. A prisão e a apreensão aconteceram graças a participação da comunidade que denunciou a caso à polícia.

Era por volta das 08 horas do dia 14, quinta-feira, quando a guarnição composta pelos PMs cabo Dionísio e soldados Benilson, Ranieri e Francisco receberam uma denúncia anônima, via telefone, de que na orla da cidade havia um homem suspeito portando uma arma de fogo. Assim que receberam a denúncia, os policiais se dirigiram até o local e localizaram o suspeito. No momento em que realizava uma revista pessoal, a guarnição encontrou um revólver calibre 38 na cintura do nacional João Batista da Cruz de Araújo, de 33 anos. A arma com numeração raspada continha no tambor cinco munições intactas.

Após o flagrante, João Batista foi encaminhado, juntamente com a arma municiada, até a sede da Superintendência Regional da Zona do Salgado (SRZS) para que fosse autuado pelos crimes de porte ilegal de arma de fogo e posse ilegal de munição, ficando à disposição da Justiça.

sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

Santa Isabel: refém fica sob a mira de um revólver por quase duas horas

Na tarde de ontem, quinta-feira (14), um criminoso identificado pelo nome de José Roberto Martins da Silva Junior, de 20 anos, manteve uma pessoa refém por cerca de duas horas dentro de um restaurante, situado no km 34 às margens da BR-316 no município de Santa Isabel do Pará.

A ação do criminoso foi resultado de um assalto frustrado contra algumas pessoas que estavam em uma agência bancária, localizada próximo ao estabelecimento. Por volta das 14 horas e 30 minutos a Polícia Militar fazia rondas no momento em que percebeu a movimentação e interceptou os assaltantes. Outros dois homens que estavam com Roberto conseguiram fugir.

Durante a negociação, o assaltante pediu a presença da família e da imprensa, além de exigir um colete a prova de balas. O refém, que é um irmão da proprietária do restaurante, ficou sob a mira de um revólver calibre 38 por cerca de duas horas. "Eles chegaram de uma vez com o carro invadindo aqui; pensei até que era um acidente, mas depois eles saíram armados já entrando no restaurante dizendo que não era pra ninguém gritar. Foi quando um deles me segurou e apontou a arma na minha cabeça. Tentei impedir a ação segurando no tambor do revólver, mas não deu certo. Sorte minha que o bandido não me matou", contou o refém, ainda bastante nervoso. Esteve comandando as negociações o Capitão PM Josimar, que informou à imprensa que a negociação foi tranquila e depois o assaltante resolveu se entregar. 

Na 17ª Seccional Urbana de Santa Izabel, José Roberto Martins disse acreditar que o assalto fosse dar certo. Ele, além de confessar que a arma era sua, confessou ainda outros crimes de assaltos  cometidos em dias anteriores. "Essa arma ai eu comprei de um caminhoneiro no valor de oitocentos reais, mas não sei onde ele mora. Eu trabalhava como ajudante de pedreiro pra arranjar a grana e comprar o revólver, confessou o assaltante.

A delegada Ildenê Falqueto informou que o preso irá ser autuado pelos crimes de roubo qualificado, porte ilegal de arma de fogo, posse ilegal de munição, além do carcere privado. "Ele já tem outras passagens pela polícia, nós iremos investigar agora de quem ele conseguiu essa arma e iremos trabalhar, junto com a PM, para tentar localizar os outros dois assaltantes que conseguiram fugir no momento do crime", ressaltou a delegada.

Durante a fuga, os bandidos estavam em um carro com a placa de Alagoas, mas a polícia descobriu que a placa não é a verdadeira e desconfia que o veículo seja produto de roubo. As investigações sobre este assalto com refém ainda prosseguem com o intuito de localizar outras pessoas envolvidas.

Fotos: Tiago Silva

quarta-feira, 13 de fevereiro de 2013

Polícia prende responsáveis pela invasão e depredação de delegacia em Maracanã

A polícia já identificou e autuou em flagrante integrantes do bando responsável pela invasão e destruição da delegacia de polícia no município de Maracanã, no nordeste paraense, na madrugada desta quarta-feira (13). Até o momento, 19 pessoas - entre elas cinco adolescentes - já estão na sede da Superintendência Regional de Castanhal. Autuadas, elas responderão pelos crimes de formação de quadrilha, dano qualificado, lesão corporal, corrupção de menor, incêndio, incitação ao crime, arrebatamento de preso, tráfico de drogas e associação ao tráfico. O vereador eleito em Maracanã, Geovan Pinheiro Martins, é acusado de ter chefiado a ação criminosa. Em sua residência foram encontradas 40 gramas de óxi.

O crime ocorreu por volta de 2h30, após uma guarnição da Polícia Militar ter prendido por desacato um jovem identificado até o momento como "Paulinho". Segundo o delegado Luís Xavier, superintendente regional da Zona do Salgado, a Polícia Militar foi acionada por moradores incomodados com o volume do som do automóvel de “Paulinho”, que estava na praça. Após o primeiro contato com os policiais, “Paulinho” teria diminuído o volume do som, mas depois voltou a aumentá-lo e passou e desacatar os policiais militares, que o conduziram até a delegacia.

O vereador Geovan Martins, que estava na praça no momento da abordagem, teria incitado um grupo de aproximadamente 30 pessoas a invadir e depredar a delegacia, para impedir a prisão de “Paulinho”. Armados com pedras e pedaços de madeira, o bando invadiu o prédio, destruiu móveis, equipamentos e documentos, incendiou uma viatura da Polícia Civil, agrediu dois policiais e ameaçou explodir o local com um botijão de gás. A chegada de reforço policial impediu mais esse crime.

Assim que o tumulto começou, policiais que estavam de plantão no local acionaram a Superintendência Regional e solicitaram auxílio. Além das equipes de policiais militares, policiais civis das cidades de Igarapé-açu e Castanhal foram enviados a Maracanã para conter o vandalismo. As 19 pessoas detidas, até o momento, foram levadas para a Superintendência Regional, em Castanhal, para prestarem depoimentos. Além do vereador, foram presos Max William Dias Ribeiro; Janilson Pinheiro Martins, irmão do vereador; José Auguso da Costa Alves; Joelson Miranda Costa; Alex da Costa dos Santos; Geovani Dias Monteiro; Anderson dos Santos Gonçalves; Diego Sena Portugal; Waldenir da Silva Costa; Nerivan de Souza Silva; Carlos Felipe Alves Conceição; Arivaldo Silva Teixeira e Eliézer Alves Pimentel. A polícia continua buscando os demais envolvidos no ataque à delegacia.

Fonte Polícia Civil / PA

sexta-feira, 8 de fevereiro de 2013

Tentativa de homicídio: Jovem é alvejado com um tiro no pescoço

Um jovem aparentando ter entre 20 a 25 anos de idade foi vítima de baleamento enquanto trafegava em sua moto pela rua Princesa Izabel no bairro Novo Estrela. A vítima recebeu um tiro no pescoço disparado por outro homem, ainda não identificado, que estava em outra motocicleta. A tentativa de homicídio aconteceu por volta das 21 horas de ontem, quinta-feira, 07.

Segundo moradores, que presenciaram o momento em que aconteceu o baleamento, o atirador disparou três vezes contra seu alvo, vindo a atingir apenas um. após efetuar os disparos, o criminoso fugiu sem roubar nada do rapaz identificado apenas pelo prenome de Ruam.

O baleado ficou caído ao chão e pedia para que a população acionasse logo o resgate e que seus familiares fossem avisados. Ruam falou, com fraqueza, que residia no Parque dos Buritis, (conjunto habitacional do projeto "Minha Casa Minha Vida"). Cerca de 20 minutos depois, uma viatura de resgate chegou no local para realizar os atendimentos de primeiros socorros. Ruam foi encaminhado para o hospital metropolitano de Ananindeua em estado considerado grave. A Polícia Civil irá investigar o caso.

Fotos: Tiago Silva

Ex-vereador é assassinado a tiros em Santa Maria do Pará

A Polícia Civil investiga um homicídio ocorrido na tarde de ontem, quinta-feira, 7, em Santa Maria do Pará, nordeste do estado. Um ex-vereador foi executado com dois tiros em frente a sua casa. Por enquanto, a polícia não sabe informar se o crime tem motivação política.

Manoel Messias Soares da Silva, 62 anos, estava sentado quando foi surpreendido por dois homens que chegaram numa motocicleta. Segundo informações de populares, o garupa do veículo foi quem desceu e efetuou os tiros fatais. Foram disparados pelo menos três tiros, sendo que dois acertaram a cabeça da vítima. Familiares ainda tentaram socorrer o ex-vereador, mas a vítima já estava morta.

Ex-vereador
A Polícia Militar fez rondas na cidade para tentar localizar os autores do homicídio, mas os suspeitos não foram identificados. A Polícia Civil de Castanhal, através da Superintendência e da divisão de homicídios, foi ao local para tentar esclarecer o crime. “Chegamos agora aqui em Santa Maria; estamos com uma equipe em campo para verificar se alguma testemunha teria identificado os atiradores ou se Câmeras de algum estabelecimento comercial teria registrado o momento da execução. O que se sabe é que o Manoel era bastante conhecido aqui na cidade pela sua vida política e também era empresário. Vamos ouvir parentes para verificar se ele vinha sofrendo algum tipo de ameaça. Aina é cedo para dizer o que realmente teria motivado esse assassinato, mas a primeiro momento estamos trabalhando com a hipótese de execução, os criminosos vieram apenas para executar a vítima. Iremos trabalhar sério durante as investigações para chegar até os autores desse homicídio", disse  Temmer Cayatte, delegado da divisão de homicídios de Castanhal. 

Manoel Messias era filiado ao PSDB e foi vereador por sete vezes em Santa Maria do Pará e uma vez presidente da Câmara do município. Segundo familiares da vítima, o ex-vereador não tinha inimigos na cidade e era bem visto pela população.

quinta-feira, 7 de fevereiro de 2013

Estelionatários que aplicavam golpes em agências bancarias são presos em Castanhal

A Polícia Civil, através da Superintendência do Salgado, prendeu, no final da tarde de quarta-feira, 6, em Castanhal, nordeste do Estado, três pessoas acusadas de estelionato. Os homens enganaram uma agência bancária, voltaram para sacar mais dinheiro e acabaram presos. Na delegacia o trio tentou subornar os policiais.

Acusados: Edison, Marcelo (mototaxista) e Luiz
A investigação para prender os acusados aconteceu depois que Luiz Carlos Bandeira Carvalho fez um empréstimo na última terça feira. Ele conseguiu junto ao BMG um valor de R$ 5 mil. Luiz Carlos teria usado um documento falso com o nome de Carlos Alberto Amorim da Silva. No dia seguinte, já na quarta-feira, foi a vez de seu comparsa tentar o golpe. Um homem, que ainda não foi identificado, também tentou um empréstimo com o mesmo endereço que Luiz Carlos usou. O Banco desconfiou e acionou a polícia, mas antes da equipe policial chegar, o suspeito fugiu. Sem saber de nada, Luiz Carlos foi novamente ao banco tentar mais um empréstimo desta vez de R$ 6 mil. Dentro da agência lotada foi dada voz de prisão ao acusado. Ele foi conduzido à delegacia e autuado em flagrante por estelionato.

Ao chegar à delegacia, dois amigos de Luiz Carlos tentaram subornar os policiais com R$ 1 mil. Edson José Maués da Costa, que é de Belém, e o mototaxista de Ananindeua Marcelo Fernandes da Silva também foram presos e com eles foram encontrados documentos falsos. “Para nossa surpresa, eles chegaram aqui (delegacia) para saber o que estava acontecendo. Depois ofereceram dinheiro aos nossos policiais para soltar o preso, imediatamente receberam voz de prisão. Ao revistarmos encontramos documentos adulterados como RG e CNH”, contou o Superintendente da Zona do Salgado, delegado Luiz Xavier.
A Polícia Civil acredita que mais pessoas possam estar envolvidas nesse tipo de crime em Castanhal. “Todos os presos são de Belém e Ananindeua, infelizmente um deles conseguiu fugir, mas acreditamos que por trás deles possa ter uma quadrilha especializada em aplicar golpes. Estamos investigando para identificar os integrantes e prendê-los também”, disse Xavier.

Os estelionatários são considerados “experts” em convencer e enganar as pessoas. Mas desta vez acabaram caindo nas mãos da polícia. Os três serão autuados por estelionato, falsidade ideológica, uso de documento falso e corrupção. “Para o azar deles, nossos policiais são íntegros e compromissados com a verdade. Apesar da lábia maléfica deles não conseguiram convencer o banco pela segunda vez e nem os nossos policiais. Vão precisar guardar todos os argumentos para conseguir uma boa cela no CRCAST (Centro de Recuperação de Castanhal)”, concluiu Luiz Xavier.

Texto: Paulo Allan Queiroz / Foto: Tiago Silva

quarta-feira, 6 de fevereiro de 2013

PM prende traficante e apreende 19 tabletes de maconha em Ipixuna do Pará

A prisão aconteceu na tarde de ontem, terça-feira, 05. Um homem foi preso e com ele a Polícia Militar encontrou dezenove tabletes de maconha, em Ipixuna do Pará, nordeste do estado.

Uma guarnição comandada pelo sargento Leite, juntamente com os cabos Borges e Sá, realizavam policiamento ostensivo preventivo pelas ruas na comunidade Vila Canaã, trinta e cinco quilômetros da sede urbana do município de Ipixuna do Pará. Em um dado momento, populares apontaram que alguns metros daquela localidade em uma residência na comunidade Novo Mundo, haviam várias pessoas em atitudes suspeitas.

A força-tarefa montou campana e passou a observar o movimento de entrada e saída de pessoas daquela casa. Ao pedir para realizar uma revista foi encontrado no interior da residência dezenove tabletes de maconha prensada, que seriam distribuídos em Ipixuna do Pará, Paragominas e Aurora do Pará. A Polícia Militar conseguiu prender Marcelo Soares da Silva, conhecido por “Reb”, de 27 anos. Ato continuo o mesmo foi encaminhado para unidade de Polícia Civil, onde foi autuado em flagrante pela autoridade competente.

A 3ª companhia é comandada pelo tenente PM Erinaldo, unidade subordinada ao 19º Batalhão de Polícia Militar de Paragominas, que tem à frente o tenente-coronel Rubenlúcio Silva da Silva.

Texto: Bruno Nascimento

terça-feira, 5 de fevereiro de 2013

Carro de passeio colide com carreta e duas pessoas morrem durante a batida. Uma criança morreu no hospital

O acidente de trânsito envolvendo um carro Fiat Pálio e uma carreta, carregada de seixo, que vitimou fatalmente duas pessoas na BR-316, na cidade de Castanhal, aconteceu durante a tarde de domingo, 03, por volta das 14 horas e 30 minutos no km 60 da rodovia que liga Castanhal ao município de Santa Maria   do Pará. Chovia quando aconteceu a colisão e a Polícia Rodoviária Federal acredita que o motorista do veículo menor tenha perdido a direção, invadido a contramão e colidiu com a carreta.

No Fiat, que seguia viagem à cidade de Capanema, estavam quatro pessoas, eram elas: William Maic, Antonio Nilson Furtado da Silva, de 41 anos, e uma adolescente de 17 anos, que estava com sua filha de apenas um ano e quatro meses no banco traseiro. Antonio e William morreram durante a batida. O corpo de bombeiros socorreu a mãe e a criança com vida e as levaram para o hospital metropolitano de Ananindeua, mas a criança não resistiu e morreu enquanto recebia atendimento médico. O motorista da carreta, que ainda não foi identificado, seguia viagem com destino à Belém (capital Paraense) e com a batida, o veículo em que estava ficou tombado às margens da BR-316. Já o carro de passeio ficou atravessado no meio da rodovia.

De acordo com o delegado Antonio Roberto, compareceu uma pessoa na delegacia do Centro de Castanhal e informou que o William Maic era guarda municipal em Capanema e que ele teria dado uma carona ao Antonio Nilson, que era pai da adolescente de 17 anos e avô da criança, que morreu no hospital. A família das vítimas informaram a essa reportagem que o William atuava como taxista clandestino realizando o serviço de "lotação", conduzindo passageiros para outros municípios. 

O caso está sendo investigado pela Polícia Civil e a Polícia Rodoviária Federal, que esteve no local, informou que a verdadeira causa do acidente vai ser constatada quando sair o resultado da perícia feita por peritos do Instituto Médico Legal (IML).

segunda-feira, 4 de fevereiro de 2013

Viatura da PM colide com muro enquanto perseguia bandidos

Uma viatura da Polícia Militar de Castanhal, nordeste do Estado, acabou colidindo com um muro, que cerca um campo de beisebol, localizado na rua Kasumaoyama, no bairro Novo Estrela. A frente da viatura, onde se encontrava um cabo e dois soldados da PM, ficou pelo outro lado da parede. A batida foi forte, mas nenhum policial ficou ferido.

A colisão aconteceu por volta das 19 horas de ontem, domingo, 03, quando os policiais: cabo Gonçalves e soldados Serrão e Monteiro perseguiam dois elementos que estavam em uma moto Fan 125, que acabara de cometer vários assaltos pelo bairro Novo Estrela. Os assaltantes tentavam fugir pela rua Kasumaoyama, quando se depararam com o carro da polícia. Na tentativa de parar os criminosos, o soldado Serrão realizou uma manobra fechando a passagem, mas pelo fato da pista estar molhada, os pneus derraparam vindo a provocar a perda do controle e a batida no muro. Na hora não deu tempo de frear e os assaltantes colidiram com o carro e caíram ao chão. Um deles, que foi identificado por Alessandro Silva da Silva, de 22 anos, sofreu fratura exposta na perna esquerda e teve que ser transferido ao hospital metropolitano de Ananindeua. Em relação ao "garupa", que se tratava de um adolescente de 16 anos, esse não se feriu e foi conduzido até a delegacia do Centro da cidade para os procedimentos legais.

Uma das vítimas compareceu à delegacia e reconheceu o menor como sendo um dos participantes do assalto. Antes a mulher também esteve no local onde os criminosos caíram e também reconheceu o Alessandro  como quem participou do assalto. Logo após os procedimentos, os objetos recuperados foram devolvidos à vítima.

Quadrilha que pretendia assaltar carro-forte é presa na região do Salgado

Um trabalho conjunto das Polícias Civil e Militar, na cidade de Castanhal, região nordeste do Pará, levou à prisão de parte de uma quadrilha que planejava assaltar um carro-forte. Três integrantes do bando armado foram capturados, entre a noite de sábado e a madrugada deste domingo, 3.

Rogério Bentes de Jesus; George Lauro Monteiro da Silva e Alan José Barros Tavares, de apelido “Stanley”, foram flagrados com uma pistola de calibre .40, de uso restrito à Polícia, com 13 munições do mesmo calibre; uma espingarda de calibre 12 cano duplo com cinco munições de mesmo calibre; além do carro Fiat Siena, branco, placa ELZ 3174.

Os presos e o material apreendido foram levados para a sede da Superintendência Regional da Zona do Salgado para os procedimentos policiais. Conforme o delegado Luís Xavier, titular da Superintendência, em interrogatório, os presos confessaram que são componentes de uma quadrilha que planejava assaltar, no final da tarde de sábado, um carro-forte. O crime ocorreria no momento em que os vigilantes descessem para arrecadar dinheiro em uma rede de postos de gasolina que tem estabelecimentos na região metropolitana de Belém e no interior do Estado. Primeiramente, foram presos Rogério e George.

Durante as investigações, foi preso Alan José, que, em princípio, negou ser membro da quadrilha e alegou ter sido vítima de um assalto cometido pelos outros dois acusados. “Ficou comprovado, através de testemunhas, que ele (Alan) era comparsa dos outros dois presos. Diante das evidências, ele foi autuado em flagrante junto com os comparsas”, explica. Segundo os presos, outros três homens e duas mulheres estariam em um segundo carro que seria usado durante a ação criminosa. “A quadrilha estaria armada com armas de grosso calibre, entre as quais fuzis 762 e 556. As investigações serão aprofundadas para se chegar aos demais componentes do consórcio criminoso”, assevera o delegado Luís Xavier, superintendente regional da Zona do Salgado. Os presos foram autuados em flagrante e permanecem recolhidos em Castanhal à disposição da Justiça.

Fonte: Ascom Polícia Civil / PA