terça-feira, 30 de janeiro de 2018

Em Castanhal, polícia descobre túnel que seria usado para fuga de presos

Uma fuga em massa foi evitada de acontecer no Centro de Recuperação da cidade de Castanhal (CRCAST), no nordeste paraense, onde um túnel foi descoberto. A descoberta aconteceu depois que, por volta do meio-dia de ontem, uma guarnição da Polícia Militar, sob o comando do capitão Roberto, avistou um suspeito passando por uma rua ao lado da Casa Penal.
Ao perceber a presença da viatura, o suspeito saiu correndo e entrou em uma residência, situada ao lado do CRCAST. Desconfiados, os policiais resolveram também entrar na casa, onde capturaram quatro homens no momento em que eles construíam um túnel que, depois de pronto, daria acesso a uma das celas do Centro de Recuperação de Castanhal. Outro integrante do bando pulou o muro e teve acesso a outra residência, onde tentou fazer uma família refém, mas logo foi contido pelos policiais militares do Grupamento Tático Operacional (GTO). Os presos foram identificados como José Bezerra do Nascimento, 23, morador do município de Dom Elizeu; David Aelsion de Sousa Pinto, 27, residente no bairro da Betânia de Castanhal; Edivaldo da Silva Pinto, 36, e Leonardo da Silva Guimarães, ambos de Ananindeua. Um adolescente de 17 anos, também de Ananindeua, foi apreendido.
Todos foram apresentados na 12ª Seccional do Jaderlândia, onde apenas José Bezerra do Nascimento quis falar com a reportagem do DIÁRIO. “Eu sou garçom, em Dom Elizeu, e recebi uma proposta pra trabalhar em Castanhal, mas somente aqui fiquei sabendo do que se tratava. Aceitei porque estava precisando de dinheiro”, confessou. José Bezerra disse ainda não saber o nome do contratante e não revelou o valor que iria receber. O túnel era reforçado com pedaços de madeira e ferro. Até energia elétrica com iluminação e ventilador tinha na escavação. Dezenas de sacos de 60 kg cheios de areia foram encontrados espalhados pelo compartimento da residência, que havia sido alugada pelo possível contratante do bando.
A Superintendência do Sistema Penitenciário do Estado (Susipe) informou que a assessoria de segurança institucional da Susipe já monitorava a existência do túnel que dava acesso ao bloco 2 do centro de recuperação. Uma revista estrutural foi realizada na unidade e a segurança no local foi reforçada. A residência onde o túnel foi construído foi isolada para passar por perícia que será feita pelo Instituto Médico Legal (IML). Após a perícia, o imóvel vai receber os reparos necessários. Nenhuma fuga foi registrada. A Polícia Civil abrirá um inquérito para investigar o caso.
OUTRO CASO
A Susipe confirmou ainda que durante uma revista estrutural realizada na manhã de ontem na Colônia Penal Agrícola de Santa Isabel (CPASI), onde ficam custodiados presos do regime semiaberto, foi apreendida uma mochila contendo 85 telefones celulares. A apreensão foi efetuada por policiais militares do Batalhão Penitenciário (BPOP). Os aparelhos foram encaminhados para a perícia e posteriormente descartados. A Corregedoria Geral Penitenciária da Susipe irá abrir uma sindicância para apurar o fato.
Fonte: Tiago Silva / Diário do Pará

Violência: 3 pessoas assassinadas em Castanhal, Terra Alta e São Miguel do Guamá

Durante o final de semana, de sexta-feira (26) até o início da manhã de domingo (28), três pessoas foram assassinadas a tiros e a facadas nos municípios de Castanhal e Terra Alta, região do nordeste paraense. Em São Miguel do Guamá, na mesma região, um idoso foi encontrado carbonizado dentro da própria casa. Todos os casos estão sendo investigados pela Polícia Civil.
TERRA ALTA
O primeiro caso foi registrado em Terra Alta, onde um casal foi executado a tiros dentro de um carro. Era por volta das 22h30min de sexta-feira quando policiais militares, em ronda às proximidades do km 39, receberam informações sobre um carro abandonado às proximidades do Balneário “Rio do Peixão”. Ainda de acordo com o informante, disparos de arma de fogo teriam sido ouvidos na área. Já no local, a guarnição policial encontrou um veículo modelo Siena, de cor cinza. O Siena estava parado, mais com a chave no contato e funcionando, com a luz interna acesa. Ao se aproximarem, os policiais encontraram duas pessoas mortas a tiros, sendo um homem, identificado como Robson Wanderlan da Conceição, de 44 anos, e uma mulher sem identificação. Os corpos foram removidos por peritos para o Instituto Médico Legal (IML) de Castanhal e o carro foi apresentado na Delegacia de Polícia Civil de Terra Alta, por onde o duplo assassinato está sendo investigado.
SÃO MIGUEL DO GUAMA
Em São Miguel do Guamá, por volta das 7h30min de sábado, a guarnição de serviço recebeu uma informação dando conta que na rua do “Paredão”, área do bairro Nova Conquista, pessoas haviam encontrado um corpo do sexo masculino carbonizado, dentro da própria casa da vítima, identificada como Jairo Teles da Costa, que tinha 61 anos de idade. A polícia possui poucas informações sobre o caso e não descarta nenhuma hipótese.
CASTANHAL
Já em Castanhal, por volta das 6h40min, a Polícia Militar, por meio do número 190, recebeu a informação dando conta que um homem vítima de esfaqueamento estaria caído às proximidades do cemitério do Apeú, Distrito castanhalense. Chegando ao local, junto com a unidade de resgate do Corpo de Bombeiros, os policiais militares verificaram que a vítima já estava sem vida. O morto foi identificado como Arnald Luciano Santiago, de 27 anos. Ainda no local foi atendida outra vítima de esfaqueamento, sendo uma jovem identificada como Vanessa Fernandes Lameira, de 28 anos.
O autor das facadas foi identificado pela polícia como Júlio Neto Bernardo Sousa, também de 28 anos. O crime foi por motivo passional. Júlio Neto vinha ameaçando Vanessa Fernandes, já que ele não aceitava o fim do relacionamento com ela. Ao chegar à casa de Vanessa, Júlio viu Arnald Luciano. Ainda pelado, Arnald recebeu pelo menos 9 facadas desferidas por Júlio. O esfaqueado ainda correu, mas caiu no meio da rua. Tomado pela fúria e pelo ciume, Júlio Neto Bernardo também desferiu 2 facadas em Vanessa, sua ex-companheira, que foi socorrida, mas acabou fugindo logo após dar entrada na UPA 24 Horas. Até o fechamento dessa edição, o autor do homicídio e da tentativa de assassinato permanecia foragido.
Fonte: Tiago Silva / Diário do Pará

Em Castanhal, jovem é executado na frente da esposa dentro de casa

José Anderson da Silva, vulgo “Peri”, de 19 anos, foi vítima de um assassinato em Castanhal, região do nordeste paraense. O crime aconteceu na madrugada de sexta-feira (26), por volta das 4h, no bairro Jardim Modelo, periferia da cidade.
 A vítima estava com sua companheira na residência do casal, situada na rua Santa Cecília, quando três homens armados invadiram o local arrombando a porta e efetuando vários disparos de arma de fogo contra José, que foi atingido três vezes na cabeça e uma vez na costela, ao lado direito, morrendo no local. “José Anderson estava na cama quando foi executado”, detalhou o delegado Alexandre Lopes.
De acordo com o policial civil, “Peri” foi assassinado na frente da esposa. “Ela já foi ouvida e agora vamos tentar identificar os assassinos para que eles possam ser presos”, informou. O trio fugiu do local sem ser identificado. Moradores da área não souberam informar se o trio fugiu do local utilizando algum veículo.
Nada foi roubado da vítima e nem da casa, caracterizando um crime de execução e descartando a possibilidade de um latrocínio. A motivação do crime ainda é desconhecida, mas a princípio a polícia trabalha com a hipótese de um acerto de contas. O caso está sendo investigado pela Divisão se Homicídios (DH) de Castanhal.
Fonte: (Tiago Silva/Diário do Pará)

Português é preso após passar a mão em menina dentro de supermercado em Castanhal

Antônio Joaquim Dinis Teixeira, 47 anos, foi preso em flagrante, por uma guarnição da Polícia Militar, após ser flagrado enquanto passava a mão nas nádegas de uma criança de nove anos, dentro de um supermercado, em Castanhal, nordeste paraense.
O português foi apresentado na Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (DEAM), na noite de quinta-feira (25), onde confessou o crime e admitiu que gosta de abusar de crianças.
A lavratura do flagrante foi presidida pela delegada Gersica Silva, titular em exercício da DEAM de Castanhal. A policial civil explica que a ação praticada pelo preso foi filmada pelas câmeras do circuito interno do supermercado, situado no bairro Centro. O acusado foi visto no estabelecimento comercial no momento em que abusava da menina sem ser percebido pelos responsáveis da vítima.
Assim que foi flagrado, ele foi detido por seguranças do local que acionaram a PM.
Conforme a delegada, pelos relatos do acusado, outras crianças podem ter sido vítimas de abusos por parte do preso, porém, até o momento, essas vítimas não vieram à Delegacia. Ele já está recolhido na Unidade Prisional de Castanhal à disposição da Justiça.
(Com informações da Polícia Civil)

sábado, 27 de janeiro de 2018

Jovem é executado a tiros dentro de seu próprio carro em Castanhal

O jovem Cássio Ítalo Sampaio Maia, de 23 anos, foi encontrado morto dentro de seu próprio carro, um Fiat Uno Vivace, de cor prata, com a placa de Belém, que estava abandonado em uma das ruas desertas do loteamento Imperador, periferia da cidade de Castanhal, região do nordeste paraense.
No corpo, foram encontradas perfurações provocadas por disparos de arma de fogo, sendo um no rosto e outro no tórax do rapaz. O corpo foi encontrado na manhã de ontem, por volta das 9h30min. Dentro do veículo foram encontrados um capacete e uma pequena gaiola. Às proximidades do carro, onde a vítima foi executada, foi encontrada ainda uma motocicleta modelo CB 300 cilindradas, de cor preta, com a placa do Estado do Maranhão. A placa da motocicleta, que não possuía registro de roubo, já está em poder da equipe da Divisão de Homicídios (DH) de Castanhal, que investiga o caso.
Sobre como teria acontecido e por quantas pessoas o crime teria sido praticado, a polícia não possui detalhes. Devido ao local ser deserto, nenhum suspeito de envolvimento no homicídio foi visto. A motivação e autoria do crime ainda são desconhecidas. Ainda na manhã de ontem, familiares do rapaz assassinado foram ouvidos pelos investigadores da Divisão de Homicídios. Detalhes sobre os depoimentos não foram divulgados. A Polícia Civil não informou se a vítima era um cidadão de bem ou se possuía algum tipo de envolvimento com a criminalidade. O caso ainda é um mistério.
Fonte: Tiago Silva / Diário do Pará

Aconteceu de novo! Presos fogem de presídio de Santa Izabel

Já viraram rotina as fugas de internos das casas penais do Complexo Penitenciário de Americano, considerado de segurança máxima, em Santa Izabel, região metropolitana de Belém. Na tarde de terça-feira (23), um grupo fortemente armado tentou regatar presos do Centro de Recuperação Penitenciário do Pará (CRPP III).
Já no início na manhã de ontem, por volta das 7h30min, internos conseguiram escapar da Central de Triagem Metropolitana III (CMT III). De acordo com informações repassadas pela Superintendência do Sistema Penitenciário do Estado (Susipe), os presos fizeram um buraco no teto da cela e fugiram pelo forro da unidade prisional. Uma revista estrutural foi feita na casa penal, bem como a recontagem para saber a quantidade de fugitivos.
Até a noite de ontem, o número oficial de fugitivos não havia sido divulgado pela Susipe, que também não divulgou nomes e nem as fotos dos internos que conseguiram escapar. Uma sindicância foi instaurada para apurar a mais nova fuga naquele Complexo Penitenciário.
Fonte: Tiago Silva / Diário do Pará

Integrantes do carro preto executam casal dentro da residência das vítimas de Taciateua

No distrito de Taciateua, pertencente ao município de Santa Maria do Pará, região do nordeste paraense, um casal foi assassinado a tiros. O duplo assassinato aconteceu no final da noite da última segunda-feira (22), por volta das 22h30min, e os detalhes sobre o caso foram divulgados somente na tarde de ontem.
Policiais civis e militares receberam uma informação sobre duas pessoas mortas por baleamento dentro de uma residência, localizada em Taciateua, às margens da rodovia BR-316. No local informado, os policiais encontraram um homem e uma mulher já sem vida. Depois, as vítimas foram identificadas como Carlos Jeremias Oliveira do Carmo e sua esposa Rosineide Oliveira dos Santos, ambos de idades não informadas pela polícia. Nos corpos, durante a remoção feita por peritos do Instituto Médico Legal (IML) da cidade de Castanhal, ainda na região do nordeste paraense, foram detectadas perfurações provocadas por disparos de arma de fogo, principalmente na área da cabeça das vítimas. A perícia não informou a quantidade exata de tiros.
o pé na porta” e executando com vários tiros o casal Carlos e Rosineide, que não tiveram chances de defesa. Acredita-se que Carlos e Rosineide ainda dormiam quando a casa foi invadida. Sem serem identificados, os assassinos fugiram do local em um carro preto. O duplo assassinato está sendo investigado pela Polícia Civil de Santa Maria do Pará, por meio do delegado Marcos Cruz, que, ao ser procurado pela reportagem do Diário, não quis falar sobre o ocorrido. Motivação e autoria do crime ainda estão sendo apuradas.
Fonte: Tiago Silva / Diário do Pará

Vendedor de Castanhal, é detido após ser flagrado vendendo caranguejos

O vendedor Ismael Ramos da Silva, que trabalha na feira municipal de Castanhal, nordeste paraense, foi detido esta semana, após ser flagrado comercializando 1,5 mil caranguejos em período proibido pela Lei do Defeso.
A prisão foi realizada pela Polícia Civil, por meio da Divisão Especializada em Meio-Ambiente (DEMA), durante a operação “Defeso Caranguejo-Uçá”, realizada em diversos municípios do Estado para proteção da espécie.
De acordo com o delegado Luiz Galrão, que coordenou a operação, o acusado Ismael Ramos foi autuado pelo crime previsto no artigo 34, da Lei de Crimes Ambientais, por transportar, comercializar, beneficiar ou industrializar espécimes provenientes da coleta, apanha e pesca proibidas. “Os caranguejos foram devolvidos à natureza após os procedimentos policiais”, ressalta o delegado.
A operação teve a duração de cinco dias. Além de Castanhal, a operação foi realizada nos municípios de Vigia de Nazaré, São Caetano de Odivelas, Curuçá, Marapanim, Igarapé-Açu e Magalhães Barata, na região nordeste do Pará. A ação policial teve o apoio do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), coordenado pelo superintendente regional Fábio Ikeda.
(Com informações da Polícia Civil)

Bando armado tenta resgatar presos e troca tiros com a polícia

Um grupo fortemente armado, formado por pelo menos 7 criminosos, tentou resgatar presos do Centro de Recuperação Penitenciário do Pará III (CRPP III), localizado no Complexo Penitenciário de Americano, em Santa Izabel, Região Metropolitana de Belém, por volta das 14 horas de ontem. A informação foi confirmada pela Superintendência do Sistema Penitenciário do Estado (Susipe).
O grupo se aproximou do presídio pela área da mata próxima ao centro de recuperação e trocou tiros com policiais militares que faziam a segurança no local. Durante a troca de tiros, um dos policiais foi atingido no colete e passa bem. A Susipe não confirmou se algum criminoso foi alvejado durante o confronto. O bando fugiu abandonando um fuzil calibre 762 e uma arma modelo Galil.
De acordo com a Diretoria de Administração Penitenciária da Susipe, as primeiras informações são de que nenhum preso conseguiu escapar durante a ação criminosa. Uma equipe do Grupamento Tático Operacional (GTO) foi acionado para reforçar a segurança na unidade prisional.
Fonte: Tiago Silva / Diário do Pará

Jovem é preso com moto roubada no bairro Cariri

Wendel Felipe Dércio das Neves, de 19 anos, foi preso pela Polícia Militar no bairro Cariri, em Castanhal, quando estava conduzindo uma moto Honda Biz, roubada. Momentos antes Wendel estaria no bairro da Saudade cometendo assalto.
O delegado João Inácio relatou a prisão, “A Polícia Militar estava fazendo buscas por assaltantes no bairro Cariri e no momento de uma abordagem Wendel tentou fugir numa moto adulterada, produto de roubo. Ele foi detido e conduzido à delegacia”.
Ainda de acordo com o delegado, o acusado portava também uma pequena quantidade de droga que foi localizada durante a revista pessoal. Ele foi autuado por receptação e posse de drogas para consumo.
Wendel já tinha passagem pelo crime de roubo na cidade de São Miguel. Ele é oriundo do município de Ananindeua, bairro do Curuçambá. Agora ele está à disposição da justiça aguardando a audiência de custódia.
Por Divania Batista (Notícia Virtual)

Acusada de tráfico é presa com 24 papelotes de maconha no Jardim Modelo

Edila Bianca Abreu Mota foi presa na tarde de segunda-feira (22), no bairro Jardim Modelo, em Castanhal. Com ela a polícia encontrou 24 papelotes de maconha. A acusada já tinha passagens pelas polícias de Castanhal e de Igarapé-Açu por tráfico e outros crimes.
O delegado João Inácio falou sobre o flagrante e disse que Edila confessou o crime, “A Polícia Militar estava fazendo buscas no bairro e percebeu uma movimentação estranha na casa da Edila, com alguns homens no quintal dela, provavelmente fumando entorpecentes. Na abordagem eles encontraram dentro da residência dela 24 papelotes de maconha. Ela confessou o crime e foi trazida para a delegacia”, relatou.
Edila Bianca está à disposição da justiça aguardando a audiência de custódia.
Por Divania Batista (Notícia Virtual)

terça-feira, 23 de janeiro de 2018

Em Castanhal, 2 são assassinados a tiros e a facadas

Na cidade de Castanhal, região do nordeste paraense, dois homens foram assassinados a tiros e a facadas. Os crimes aconteceram na noite de anteontem, nos bairros Caiçara e Titalândia. A primeira vítima foi Antônio de Souza Carneiro, de 28 anos. “O Antônio estava no bairro Caiçara, mais precisamente na rua Francisco Alves quando, por volta das 21h30min, foi alvejado por pelo menos cinco disparos de arma de fogo”, detalhou o delegado Alexandre Lopes, da Polícia Civil.
Os atiradores, que seriam dois, fugiram do local em um carro preto. Possíveis testemunhas não identificaram os assassinos. Placa, cor e modelo do veículo usado na fuga também não foram anotados. Antônio de Souza Carneiro chegou a ser socorrido e encaminhado à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) 24 Horas, mas não resistiu aos ferimentos. Aguardando para ser transferido para um hospital da capital, Antônio morreu na UPA de Castanhal, por volta das 13h de ontem. Motivação e autoria do crime ainda estão sendo apuradas pela Polícia Civil.
FACADAS
O segundo assassinato aconteceu no bairro Titalândia, por volta das 22h30min, e teve como vítima Jailson Silva dos Santos, de 39 anos. “Jailson estava deitado numa rede quando pessoas (não sabemos ainda quantas) invadiram a casa e retiraram o Jailson que, já do lado de fora, foi esfaqueado diversas vezes, vindo a morrer no local”, detalhou o delegado Alexandre Lopes.
Ainda de acordo com o policial civil, a vítima Jailson Silva dos Santos era foragido da justiça. “O Jailson estava foragido da Colônia Penal Agrícola de Santa Izabel, onde respondia, em regime semiaberto, por crimes de roubos cometidos em Marapanim e Mosqueiro”, afirma o delegado Alexandre Lopes. Acredita-se em um possível acerto de contas entre vítima e assassinos.
O corpo de Jailson foi removido para o Instituto Médico Legal (IML). O caso foi repassado para a Divisão de Homicídios de Castanhal, por onde será investigado. Até o fechamento dessa edição nenhum suspeito de envolvimento nos dois assassinatos havia sido preso.
Fonte: Tiago Silva / Diário do Pará

PM é baleado na cabeça e Guarda Municipal de Castanhal é assassinado na madrugada

Um Cabo da Polícia militar, identificado apenas como Eli Moisés de Campos Silva, foi baleado no início da madrugada deste domingo (21) em Outeiro. As informações foram fornecidas e confirmadas pelo Sargento Menezes da 1ª CIA do 10º BPM.

O Cabo foi baleado com dois tiros, um no maxilar e um ombro, por volta de meia-noite. Ele foi socorrido e encaminhado para a Unidade de Pronto Atendimento de Icoaraci e, depois, transferido para o Hospital Metropolitano de Urgência e Emergência (HMUE).
Após o crime, uma operação da polícia militar foi iniciada para identificar e prender o acusado de balear o policial. Um homem identificado como Breno Maia Trindade, de 20 anos, foi detido com 90 papelotes de maconha, na ocasião. Ainda não se sabe a relação dele com a tentativa de homicídio.
Até a tarde deste domingo, o Cabo continuava internado.
GUARDA MUNICIPAL MORRE APÓS SER ALVEJADO COM DOIS TIROS
Enquanto isso, uma tragédia se fez presente no início da manhã deste domingo (21) quando o guarda municipal de Castanhal Arthur Vagner Alves Santos foi vítima de um atentado ao sair de uma festa no Conjunto Satélite, no bairro do Coqueiro, em Belém.
Segundo informações fornecidas pelo interativo da PM, Arthur estava em uma festa com a namorada e amigos, quando foi abordado na saída por homens dentro de um carro prata.
O guarda foi alvejado com dois tiros e foi socorrido por amigos, que o encaminharam para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Icoaraci, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.
Fonte: (DOL)

Corpo de jovem é encontrado em rodovia de Castanhal

No início da manhã desta quinta-feira (18), a Polícia Militar de Castanhal foi acionada para checar mais uma ocorrência de violência: um corpo de um rapaz, ainda não identificado, foi encontrado no quilômetro 21 da rodovia São Francisco, próximo a um balneário, em Castanhal. Ele estava apenas de cueca, de bruços na pista.
Segundo informações da PM, ainda não se sabe as motivações do crime, se o jovem foi assassinado no local onde foi encontrado ou se apenas foi deixado na área.
Para dar prosseguimento às investigações, uma equipe policial aguarda a chegada da perícia.
Fonte: (DOL)

quinta-feira, 18 de janeiro de 2018

Quatro pessoas morreram em tiroteios e duas foram presas após assassinato do Sargento J. Lameira

Um policial militar morreu após ser alvejado por disparos de arma de fogo em um confronto com bandidos no município de São Francisco do Pará, região do nordeste paraense. Aconteceu na manhã, por volta das 8h30min, depois que o sargento J. Lameira e mais um colega de farda, quando em ronda pelo ramal do km 96, que dá acesso ao município de Igarapé-Açu, resolveram abordar um carro com suspeitos dentro.
Dentro do veículo estavam seis pessoas, sendo três homens e três mulheres, inclusive uma delas gestante. Durante a abordagem, os suspeitos efetuaram vários disparos de arma de fogo contra os policiais militares, sendo que o sargento J. Lameira foi atingido no pescoço, ombro e pena. Não se sabe a quantidade exata de tiros que atingiram o policial, que rapidamente foi socorrido e encaminhado até a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) 24 Horas da cidade de Castanhal, onde morreu logo após dar entrada na sala de atendimento. Da UPA, o corpo foi removido para o Instituto Médico Legal (IML), onde passou por necropsia e, à tarde, foi liberado aos familiares para velório e sepultamento. No hospital, vários amigos de farda e familiares, bastante emocionados, lamentaram o fato. Consternada, a esposa do militar não quis falar com a imprensa.
Após os disparos, os criminosos fugiram no mesmo carro abordado. Várias guarnições das policias civil e militar dos municípios de São Francisco do Pará, Igarapé-Açu, Castanhal, Santa Maria do Pará e Nova Timboteua realizaram uma varredura na área na tentativa de localizar e prender os acusados. Até um helicóptero do (Graesp) foi utilizado nas buscas. Já no início da tarde, uma mulher e um homem, apontados como envolvidos na morte do PM, morreram em confronto com policiais envolvidos na missão. Duas mulheres, inclusive a grávida, foram presas. Dois homens conseguiram escapar do cerco policial entrando em uma área de mata. O carro em que eles estavam foi apreendido.
As mulheres presas foram identificadas como Taís Correa Pantoja, 21, e Luciene dos Reis de Souza, de 23 anos, que está com 4 meses de gestação. Taís e Luciene são moradoras do município de Salinópolis, bairros São Tomé e Bom Jesus, respectivamente. Os que morreram em confronto foram identificados como Wellington Santana de Souza, 19, e Valdenice Sarmento Costa, de 18 anos, também moradores de Salinópolis. Os dois homens que fugiram pela mata não foram identificados e, até o fechamento dessa edição, ainda permaneciam foragidos. A arma do policial, uma pistola calibre Ponto 40, que havia sido roubada, foi recuperada. As duas mulheres presas foram apresentadas na Delegacia de Polícia Civil do município de Igarapé-Açu, onde foram apresentadas ao delegado Augusto Damasceno. “Elas foram autuadas pelos crimes de latrocínio, lesão corporal, receptação, furto e associação criminosa. Ambas ficarão custodiadas em um presidio feminino à disposição da justiça”, disse o delegado Augusto Damasceno.
VÍTIMA
João Francisco de Oliveira Lameira, o sargento J. Lameira, tinha 47 anos de idade e 26 na corporação. Era um policial exemplar que morreu deixando esposa e filhos. Morava em Castanhal e tirava serviço em São Francisco do Pará. Nas redes sociais, amigos e parentes comentaram o ocorrido e deixaram suas homenagens. “Meu herói, meu exemplo, meu orgulho. Meu tio morreu fazendo o que amava. Honrou a farda até o fim com garra e hoje se foi. Vai deixar muita saudade, meu tio, herói da família Lameira”, escreveu a sobrinha Beatriz Lameira.
A amiga Ana Laura Feitosa escreveu “mesmo sabendo que a vida não é pra sempre, a gente nunca está preparado pra perder alguém”. Já sua filha Ana Paula Lameira escreveu “Pai, eu te amo muito, meu herói! Melhor pai e avô do mundo”. Familiares não informaram os locais de velório e sepultamento. É o terceiro policial militar morto somente este ano, no Pará. Em dezembro do ano passado, em Castanhal, uma dupla matou a tiros o sargento Tomé, dentro de sua própria casa, no bairro Cariri. Um dos assassinos do sargento Tomé foi preso e outro está foragido.
Fonte: Tiago Silva / Diário do Pará

Bando armado invade fazenda em Castanhal e leva reféns

Cinco bandidos invadiram e fizeram moradores de reféns dentro da fazenda Três Marias, localizada no município de Castanhal, Região Metropolitana de Belém, às margens da rodovia BR-316. Os criminosos agiram com violência e chegaram a ferir algumas vítimas.
De acordo com informações da Polícia Militar de Castanhal, o assalto ocorreu por volta das 16h30, quando os cinco criminosos armados invadiram a propriedade. Algumas das vítimas foram trancados em um banheiro da fazenda, e o gerente da fazenda e outras vítimas foi feito refém e levado para uma região de mato pelos assaltantes.
Os criminosos fugiram pela área de matagal e depois liberaram os reféns. Há relatos de que as vítimas levaram coronhadas dos criminosos. Essa não é a primeira vez que a propriedade é alvo de roubos.
Não se sabe ainda se algo foi roubado da fazenda. Não há também informações de assaltantes detidos.
Fonte: (DOL com informações de Tiago Silva/Diário do Pará)

terça-feira, 16 de janeiro de 2018

Carreta tomba em frente à unidade do Sesi de Castanhal, na BR-316

Uma carreta tombou em um trecho do quilômetro 62 da rodovia BR-316, no município de Castanhal, Região Metropolitana de Belém, no final da tarde desta segunda-feira (15). Até o momento, não há informações de feridos.
Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o acidente ocorreu por volta das 17h50 e, até o momento, foram constatados apenas danos materiais. O incidente ocorreu em frente a uma unidade do Sesi, e a causa do tombamento ainda é desconhecido.
Uma viatura da PRF foi encaminhada ao local do acidente.
Fonte: (DOL)

Mulher mata o próprio irmão a facadas durante bebedeira em Castanhal

Um caso assustou moradores de Castanhal, nordeste paraense, na noite de sábado (13). Carteclan de Jesus Monteiro, de 36 anos, foi assassinado a facada pela própria irmã, Simone Jesus Monteiro, de 42 anos. À polícia, testemunhas informaram que Carteclan e Simone bebiam na casa de outro irmão quando se desentenderam.
Caterclan chegou a ser socorrido pelo motorista de um carro particular e levado até a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) 24 Horas, mas não resistiu ao ferimento no pescoço e morreu. Da UPA, o corpo foi removido para o Instituto Médico Legal (IML). O crime ocorreu por volta de 23h, na rua Vicência Leite, no bairro Santa Catarina. A mulher fugiu do local logo após o ocorrido. Guarnições da Polícia Militar realizaram buscas, mas a acusada foi localizada e presa por um investigador de Polícia Civil, que estava de serviço na delegacia do centro da cidade.
Em depoimento, ao delegado Alexandre Lopes, a acusada Simone Jesus Monteiro disse que estava brigando com seu companheiro Silvio de Souza Coelho quando seu irmão Caterclan se meteu para separar a briga do casal. “Ele me tirou da casa do meu outro irmão e ainda me jogou na vala. Eu disse que ele (Caterclan) não era meu pra me bater e parti pra cima dele (Caterclan) e furei ele. Depois sai correndo desesperadamente e gritando que eu tinha matado o meu irmão”, confessou Simone Jesus Monteiro.
Ela disse ainda que antes de furar o próprio irmão, efetuou um corte de faca em um dos braços de seu companheiro. Simone Jesus Monteiro também confessou que, em brigas anteriores, já tinha furado seu companheiro Silvio de Souza Coelho, que inclusive ela já responde por lesão corporal. Após ser autuada em flagrante pelo crime de homicídio praticado contra o próprio irmão, Simone de Jesus Monteiro foi transferida para o Centro de Recuperação Feminino (CRF), em Ananindeua, onde permanecerá custodiada até outra decisão do poder judiciário.
Fonte: Tiago Silva / Diário do Pará

Motociclista cai e morre atropelado por outra moto no quilômetro 7 da rodovia BR-010, em Irituia

Um acidente envolvendo duas motocicletas terminou com a morte de Silas Carvalho do Nascimento, na manhã deste domingo (14), no quilômetro 7 da rodovia BR-010, em Irituia, nordeste paraense.
De acordo com informações do capitão Almerindo Lima, fiscal de dia da Polícia Militar, a vítima, moradora de São Miguel do Guamá, caiu da motocicleta que dirigia e foi atropelada pela outra moto.
“Após o ocorrido, o condutor da outra moto fugiu do local. Nela estava um casal. Tanto ele quanto a mulher evadiram, mas o veículo foi apreendido”, disse o militar.
Uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionada.
Guarnições da PM de Irituia foram deslocadas para avaliar a situação. O corpo de Silas foi removido do local e encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML).
(DOL)

segunda-feira, 15 de janeiro de 2018

Detento é encontrado morto em presídio de Santa Izabel

O detento Alex Acioly Rodrigues, mais conhecido como “Leôncio”, de idade não informada, foi encontrado morto dentro de uma das celas do Centro de Recuperação Penitenciário do Pará II (CRPP II), anexado no Complexo Penitenciário de Americano, em Santa Izabel, região metropolitana de Belém.
A Superintendência do Sistema Penitenciário do Estado (SUSIPE) confirmou as informações dizendo que, no início da tarde de sábado (13), por volta das 14h, outros três detentos, que dividiam a cela do bloco 5, cela 22, acionaram os agentes penitenciários avisando sobre o ocorrido. Alex Acioly Rodrigues morreu com uma corda amarrada no pescoço. A corda estava amarrada nas grades da cela. Acredita-se em um suicídio, mas outras hipóteses não estão sendo descartadas.
Já por volta das 17h, ainda de sábado, o corpo foi removido por peritos do Instituto Médico Legal (IML) e um Boletim de Ocorrência foi registrado na 17ª Secional Urbana de Polícia Civil de Santa Izabel, para que o caso seja investigado.
Fonte: Tiago Silva / Diário do Pará

Mulher é presa por tráfico de drogas na vila do Cafezal

Na tarde desta sexta-feira (12) , no município de Magalhães Barata, região do nordeste paraense, policiais militares e civis, sob os comandos do delegado Augusto Damasceno e do Tenente-Coronel Prata, desencadearam uma série de ações no sentido de inibir a prática de crimes no município.
Durante as ações, foi presa, pelo crime de tráfico de drogas, Maria Ivanilda Costa de Lima, de 40 anos, moradora da vila do Cafezal, zona rural. “Com a Maria Ivanilda foi apreendida uma considerável porção da droga do tipo cocaína e muito dinheiro proveniente da venda da droga, cerca de quatro mil reais”, afirmou o delegado Augusto Damasceno.
Ainda de acordo com o policial civil, a Maria Ivanilda Costa de Lima, após ser autuada pelo crime de tráfico de drogas, vai ser transferida para o Centro de Recuperação Feminino (CRF), em Ananindeua, para ficar à disposição do poder judiciário.
Fonte: Tiago Silva / Diário do Pará

Viatura da PM é incendiada em Magalhães Barata

Criminosos estão cada vez mais audaciosos e sem temor às autoridades policiais e às leis de nosso país. Exemplo disso é que no município de Magalhães Barata, região do nordeste paraense, uma viatura da Polícia Militar foi incendiada. O fato ocorreu durante a madrugada de ontem.

Um coquetel molotov - arma química incendiária – foi jogado na viatura que estava estacionada bem ao lado do Posto Policial Destacado (PPD) de Magalhães Barata. O veículo, que era utilizada nas rondas ostensivas e preventivas no município, ficou totalmente destruído. Buscas foram feitas e, ainda na manhã de ontem, dois suspeitos de envolvimento no incêndio criminoso foram detidos e apresentados para averiguação na Delegacia de Polícia Civil do município. Os suspeitos não tiveram seus nomes divulgados pela polícia.


Acredita-se que o ataque teria sido uma retaliação por conta das abordagens e prisões de criminosos que ocorrem com frequência em Magalhães Barata. O delegado Augusto Damasceno, da Polícia Civil, está responsável pelas investigações.

Tiago Silva (Diário do Pará) 

quarta-feira, 10 de janeiro de 2018

Mais uma pessoa é assassinada a tiros em Castanhal

Na noite da última segunda-feira (8), na cidade de Castanhal, duas pessoas foram alvejadas por disparos de arma de fogo, sendo que uma morreu e outra ainda se encontra hospitalizada. O primeiro baleamento aconteceu no bairro Ianetama, por volta das 20h40min, e teve como vítima José Arlan Conceição Araújo, de 22 anos.
A companheira da vítima, que também tem 22 anos, disse que estavam chegando na residência do casal quando um homem em uma motocicleta modelo CB 300 cilindradas, de cor vermelha, se aproximou e efetuou vários tiros contra seu companheiro, sendo atingido por um tiro na cabeça, um no braço direito e outro tiro na perna esquerda. Em seguida, o atirador fugiu do local em alta velocidade. A testemunha não conseguiu identificar o assassino, pois ele estava de capacete. A jovem ficou desesperada e chorando bastante ao lado do marido baleado, caído na rua São José, esquina com a rua Pedro Porpino, no bairro Ianetama.
José Arlan Conceição Araújo chegou a ser socorrido por uma equipe do Samu e conduzido à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) 24 Horas, onde acabou morrendo logo após dar entrada. “A viúva disse que seu companheiro não tinha envolvimento com a criminalidade, mas, durante uma busca feita na casa, com a permissão da jovem, investigadores encontraram algumas porções de cocaína e maconha. Estamos apurando se o assassinato tem alguma ligação com o tráfico de drogas”, disse o delegado Rayrton Carneiro.
TENTATIVA DE HOMICÍDIO
O segundo baleamento na noite de segunda-feira, em Castanhal, aconteceu no bairro Bom Jesus, por volta das 21h45min. Desta vez, a vítima foi Valdemilson Rodrigues da Silva, de 18 anos. O jovem estava na rua Alfredo Alves Rodrigues quando, segundo testemunhas, foi abordado por 4 homens desconhecidos, que chegaram ao local em um carro preto.
Ainda de acordo com testemunhas, os ocupantes do veículo preto atiraram várias vezes contra Valdemilson, mas somente um disparo atingiu as costas que varou na virilha da vítima. Os atiradores fugiram do local sem que a placa do carro usada na fuga fosse anotada pelos moradores da área. A Polícia Militar foi acionada, realizou buscas, mas nenhum suspeito foi encontrado.
Valdemilson foi socorrido pela Unidade de Resgate do Corpo de Bombeiros e conduzido à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) 24.Horas, de onde ficou de ser transferido para o Hospital Metropolitano, em Ananindeua. Até o fechamento dessa edição, o estado de saúde da vítima era considerado estável. A motivação do crime ainda é desconhecida.
Fonte:  Tiago Silva / Diário do Pará

Acusado de matar policial em Castanhal é preso em Marituba

Policiais civis da Divisão de Homicídios (DH) de Castanhal, sob o comando do delegado Nélio Magalhães, prenderam Willison Travassos Ferreira, mais conhecido como “Guti”, de 20 anos, apontado como um dos autores do latrocínio - roubo seguido de morte – em que foi vítima um sargento da Polícia Militar, identificado como José de Arimatéia Tomé da Silva, que tinha 52 anos.
     
O crime ocorreu em 22 de dezembro do ano passado, no bairro Cariri, em Castanhal, cidade do nordeste paraense. Era início de noite de uma sexta-feira quando, por volta das 19h30min, dois homens armados invadiram a casa e balearam o sargento Tomé, que ainda chegou a ser socorrido, mas morreu logo após dar entrada em um hospital da cidade. “O objetivo era executar o policial militar, mas a dupla ainda fugiu do local levando duas armas de fogo da vítima, sendo um revólver calibre 38 e uma pistola Ponto 40”, informou o delegado Nélio Magalhães. Ainda de acordo com o policial civil, responsável pelas investigações, vítima e assassinos já tinham uma rixa antiga. “Antes de ser morto, o sargento Tomé gravou um áudio informando que estava sendo ameaçado pelo Willison, vulgo ‘Gut’, e informou seus amigos divulgando o áudio nas redes sociais. Também outro acusado, que ainda está foragido, já havia sido preso pelo sargento Tomé, então isso tudo gerou uma animosidade entre ambas as partes”, explicou o delegado Nélio Magalhães.

Foi solicitada a prisão preventiva de Willison Travassos Ferreira, o “Guti”, que foi acatada pela justiça e cumprida na tarde da última segunda-feira (8) com a prisão realizada em uma casa usada como esconderijo, situada no bairro do Decouville, em Marituba, região metropolitana de Belém. Ao ser localizado, o investigado não ofereceu resistência e foi conduzido para Castanhal, onde vai permanecer preso à disposição da Justiça para responder pelo crime. A prisão foi divulgada ontem durante coletiva com a imprensa castanhalense. Willison negou qualquer envolvimento no assassinato do policial militar. As investigações sobre o crime continuam para chegar ao paradeiro do segundo acusado.

Por Tiago Silva (Diário do Pará)

Em Castanhal polícia apura assassinato de mulher que foi morta a tiros

Já na madrugada de segunda-feira, por volta de 1h40min, um jovem de 25 anos morreu após ser alvejada com um tiro de revólver na cabeça e outro tiro no abdômen. O baleamento aconteceu às proximidades da casa em que a jovem residia, situada no bairro Novo Estrela. Ela foi identificada como Tamiles dos Santos Araújo.
Ela ainda chegou a ser socorrida, mas morreu logo que deu entrada na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) 24 Horas de Castanhal. Da UPA, o corpo foi removido para o Instituto Médico Legal (IML). Familiares compareceram na Delegacia de Polícia Civil do centro da cidade, onde o Boletim de Ocorrência (B.O) foi registrado. “Eles (familiares da vítima) disseram que a Tamiles seria usuária de drogas. Ela também já possuía passagens pela polícia”, informou o delegado Patrício Pontes Neto.
Sobre a autoria, motivação e como teria acontecido o crime tudo ainda está sendo apurado pela Polícia Civil, que não descarta nenhuma hipótese do que possa ter motivado o crime. Em dezembro de 2015, Tamiles dos Santos Araújo foi presa com mais um casal acusados de envolvimento em queima de dois ônibus, em Castanhal. O assassino de Tamiles ainda não foi preso.
Por Tiago Silva (Diário do Pará)

terça-feira, 9 de janeiro de 2018

Final de semana: 2 são assassinados a tiros em Castanhal

Durante o final de semana, duas pessoas foram assassinadas a tiros na cidade de Castanhal, região do nordeste paraense. O primeiro crime aconteceu na noite de sexta-feira (5), por volta das 21h30min, no conjunto Rouxinol, área do bairro Jaderlândia. Até o fechamento dessa edição a vítima ainda não havia sido identificada.
O caso foi registrado no plantão do delegado Alexandre Lopes. Em Boletim de Ocorrência (B.O) o policial civil informou que um homem não identificado, aparentando ter entre 30 a 35 anos, moreno, de estatura mediana, trajando camisa listrada nas cores branco, azul claro e azul escuro; de bermuda estampada, boné preto e usando óculos de grau foi encontrado morto na rua Francisco Pereira Lago, próximo à Creche do conjunto Rouxinol. Durante a remoção do corpo, peritos do Instituto Médico Legal (IML) encontraram uma perfuração provocada por disparo de uma arma de fogo na cabeça, altura do ouvido do lado direito da vítima.
No local do crime, possíveis testemunhas disseram que a vítima caminhava em via pública quando foi atingida pelo disparo de arma de fogo efetuado por outro homem que chegou ao local em uma bicicleta. O atirador teria fugido do local na companhia de outro homem, que também não foi identificado.
OUTRO ASSASSINATO
O segundo assassinato no final de semana em Castanhal aconteceu no início da tarde de sábado (6), por volta das 13h, em frente a uma casa situada no conjunto Jardim das Flores, também área do bairro Jaderlândia. Desta vez, a vítima foi Elielson Amorim da Silva, que tinha 22 anos.
De acordo com o que consta no Boletim de Ocorrência (B.O), registrado na Delegacia de Polícia Civil do Centro de Castanhal, no plantão do delegado João Ricardo, a vítima Elielson estaria capinando quintal quando, em determinado momento, teria saído para pedir água quando foi alvejado na cabeça por pelo menos 2 disparos de arma de fogo efetuados por um desconhecido. Moradores da área não souberam informar se o atirador estava com algum comparsa e se algum veículo foi utilizado na hora da fuga.
Dois tios da vítima informaram, também em Boletim de Ocorrência (B.O), que Elielson Amorim da Silva era viciado em drogas, inclusive recentemente havia saído do emprego possivelmente por causa do vicio. A Polícia Civil apura a informação se realmente Elielson estava capinando em frente a residência quando foi executado com os 2 tiros na cabeça. A motivação e autoria do crime ainda são desconhecidas.
Fonte:  Tiago Silva / Diário do Pará

Após sair de delegacia, trio é executado com vários tiros em Marudá

A Polícia Civil já está investigando um triplo homicídio que aconteceu em Marudá, Distrito do município de Marapanim, região do nordeste paraense. O fato ocorreu no final da noite de sábado (06), por volta das 23h. As vítimas foram identificadas como Otoniel Vale dos Santos, Valdecir dos Santos Barata e Oziel Vale dos Santos, ambos de idades não informadas.
O triplo homicídio aconteceu depois que o sargento Edjobson e o cabo Dias, de sérvio na viatura 0521, receberam uma informação dando conta que bandidos com armas de fogo estariam praticando vários assaltos pela praia de Crispim. Rapidamente, os policiais militares se dirigiram para o local e, na rodovia Marudá/Crispim, três suspeitos foram avistados e abordados. Durante revista pessoal nada de irregular foi encontrado com os suspeitos. Mesmo assim, eles foram conduzidos à Delegacia de Polícia Civil de Marudá, onde foi feita uma pesquisa para saber se algum dos abordados era foragido de justiça. Como nada foi constatado, os três foram liberados pelo delegado de plantão.
Poucos minutos depois da liberação, a mesma guarnição da Polícia Militar recebeu outra informação dando conta que três pessoas haviam sido alvejadas por disparos de arma de fogo, às proximidades da Vila de Bacuriteua, zona rural. Já no local, o sargento Edjobson e o cabo Dias encontraram três pessoas mortas, sendo identificadas como Otoniel Vale dos Santos, Valdecir dos Santos Barata e Oziel Vale dos Santos. Eram as mesmas pessoas que haviam sido liberadas da delegacia após serem abordadas pela PM.
No local ninguém soube informar como e nem por quem ou por quantas pessoas o crime teria sido praticado. Os corpos foram removidos por peritos para o Instituto Médico Legal (IML) da cidade de Castanhal. Tudo está sendo apurado por policiais civis de Marudá e de Marapanim.
Fonte: Tiago Silva / Diário do Pará

segunda-feira, 8 de janeiro de 2018

Em Castanhal, adolescente é executado na frente da mãe ao sair de delegacia

Um adolescente de 17 anos foi executado a tiros na cidade de Castanhal, região do nordeste paraense. O crime aconteceu na madrugada de ontem, por volta das 3h, após o menor sair da delegacia com sua mãe. Tudo aconteceu depois que policiais militares receberam uma informação sobre uma dupla que, em uma motocicleta de cor vermelha, estaria praticando assaltos pelo bairro Pantanal.
Durante ronda pelo bairro, uma guarnição do Grupamento Tático Operacional avistou dois suspeitos em uma motocicleta modelo Pop 100 de cor vermelha. Houve a abordagem e, durante revista pessoal, nenhuma arma ou entorpecente foi encontrado com os dois suspeitos, sendo um de 16 e outro de 17 anos; porém, durante averiguação, foi descoberto que o veículo em que eles estavam possuía registro de roubo. Já na Delegacia de Polícia Civil do centro foi descoberto que o menor de 16 anos estava na condição de foragido de um Abrigo para Menores Infratores de Belém, onde respondia por ato infracional análogo ao latrocínio, que é o roubo seguido de morte.
O menor foragido permaneceu apreendido na delegacia para depois retornar para o abrigo na capital paraense. Enquanto o seu comparsa de 17 anos foi liberado pelo delegado de plantão. Ele e sua mãe saíram da delegacia e, na volta para casa, às proximidades de uma escola, situada no bairro da Saudade, o adolescente e sua mãe foram surpreendidos por uma dupla em uma motocicleta. Ela disse que o que estava na garupa efetuou vários disparos de arma de fogo em seu filho na sua frente, sendo que 3 tiros atingiram as costas e 1 acertou a nuca do menor que morreu no local.
Após efetuar os disparos, o assassino e seu comparsa fugiram do local sem serem identificados. A mãe, desesperada, acionou a Polícia Militar pedindo socorro. Buscas foram feitas, mas os criminosos não foram encontrados. O corpo foi removido por peritos para o Instituto Médico (IML). O homicídio foi registrado na delegacia do centro e está sendo apurado pela Polícia Civil, que tenta descobrir a autoria e motivação do crime. É o segundo assassinato registrado este ano em Castanhal.
Fonte: (Tiago Silva/Diário do Pará)

Jovem de 18 anos é executado com vários tiros em Castanhal

O primeiro homicídio registrado este ano na cidade de Castanhal, região do nordeste paraense, aconteceu no bairro Fonte Boa, por volta das 19h15min de quarta-feira (03). A vítima foi identificada como Mateus dos Santos Souza, que tinha apenas 18 anos. A autoria e a motivação do crime ainda estão sendo investigadas pela Polícia Civil.
De acordo com informações colhidas no local, testemunhas afirmam que Mateus caminhava pela rua Santa Clara quando, às proximidades da estrada Transcastanhal, foi surpreendido por dois desconhecidos que chegaram em uma motocicleta de cor vermelha. As testemunhas não souberam informar o modelo e também não anotaram a placa do veículo, mas disseram que o que estava na garupa sacou uma arma da cintura e efetuou vários disparos contra Mateus, que atingido por pelo menos 4 tiros divididos no peito, costas e cabeça acabou morrendo no local.
Após os disparos, a dupla fugiu do local em alta velocidade. A Polícia Militar foi acionada e isolou a área até a chegada de peritos que removeram o corpo para o Instituto Médico Legal (IML). Buscas foram feitas na tentativa de localizar e prender os autores do crime, mas nenhum suspeito foi localizado e nem identificado. O caso foi registrado na delegacia do centro, mas será repassado para a Divisão de Homicídios (DH) de Castanhal, por onde será investigado. Nenhum objeto de valor foi roubado da vítima. A motivação do crime ainda é desconhecida. Ressaltando que os 2 últimos homicídios do ano passado, em Castanhal, também aconteceram no bairro Fonte Boa.
Fonte: Tiago Silva / Diário do Pará

1 mulher e 2 homens são assassinados a tiros a terçadadas no interior do Estado

Uma mulher e dois homens foram mortos a tiros e a terçadadas nos municípios de Vigia de Nazaré e Salinópolis, região do nordeste paraense. Os crimes aconteceram no primeiro dia deste ano, mas os detalhes foram divulgados somente ontem pelas autoridades policiais.
O primeiro assassinato ocorreu ainda pela madrugada, por volta das 4h, em Vigia de Nazaré. Policiais militares foram informados sobre uma pessoa que tinha sido baleada na rua Marupá, do bairro Vila Nova. Já no local foi encontrada uma mulher caída no chão e com várias perfurações provocadas por disparos de arma de fogo pelo corpo. A vítima já estava sem vida. A mulher foi identificada como Roseane dos Santos Reis, de idade desconhecida. Roseane morava no mesmo bairro em que foi assassinada. A autoria e motivação do crime ainda são desconhecidas.
Ainda no município de Vigia, por volta das 6h do dia 1, foi assassinado a tiros Warle Tarcísio do Espírito Santo Madureira, de 37 anos, natural do bairro Icoaraci, em Belém do Pará. Warle foi executado com vários disparos de arma de fogo, a maioria na cabeça. Seu corpo foi encontrado jogado na rua Pedro Raiol. no centro de Vigia de Nazaré. A motivação e autoria do crime também são desconhecidas.
SALINÓPOLIS
Já no município de Salinópolis, Rodrigo Barbosa, de idade desconhecida, foi brutalmente assassinado a terçadadas. Antes de fugir do local, o assassino ainda deixou cravado o terçado na cabeça da vítima. O crime teria acontecido logo após uma briga generalizada. O fato ocorreu no bairro Bom Jesus, de Salinópolis, e foi registrado na Delegacia de Polícia Civil, no plantão do delegado Tobias Ferreira Rodrigues. O principal suspeito de envolvimento no bárbaro crime fugiu do local sem ser identificado. O caso está sendo investigado pela Polícia Civil de Salinópolis.
Fonte:  Tiago Silva / Diário do Pará

terça-feira, 2 de janeiro de 2018

Violência: 2017 em Castanhal termina com roubo seguido de morte

Na cidade de Castanhal, região do nordeste paraense, o ano de 2017 terminou com um latrocínio, que é o roubo seguido de morte. Aconteceu no final da tarde de sábado (30), por volta das 17h, no conjunto Fonte Boa. A vítima foi identificada como Manoel Santana Ferreira Monteiro, de 59 anos, morto dentro de sua própria residência, situada na rua 15 de Novembro.
De acordo com informações colhidas no local, repassadas por testemunhas à polícia, dois desconhecidos invadiram a casa e roubaram alguns pertences da vítima. Não satisfeito, sem que a vítima reagisse, um dos assaltantes atirou na cabeça de Manoel, provocando morte instantânea. Após o disparo, a dupla fugiu do local em uma motocicleta modelo Pop 100 de cor vermelha. A placa não foi anotada por testemunhas. Um dos criminosos vestia camisa laranjada. A Polícia Militar foi acionada, realizou buscas, mas nenhum suspeito de envolvimento no crime foi localizado ou ao menos identificado.
O corpo foi removido por peritos para o Instituto Médico Legal (IML). Familiares, bastante abalados, não quiseram falar sobre a morte de Manoel, que trabalhava no ramo de vidraçaria. O caso foi registrado na delegacia do centro e está sendo investigado pela Polícia Civil de Castanhal. Quem tiver qualquer informação sobre o paradeiro dos criminosos pode ligar e denunciá-los anonimamente para o número 181.
Fonte: Tiago Silva / Diário do Pará

Assassinatos em Castanhal e Terra Alta estão sendo investigados pela Polícia Civil

A Polícia Civil, por meio da Divisão de Homicídios (DH), da cidade de Castanhal, no nordeste paraense, já está investigando um crime de assassinato que aconteceu na noite de terça-feira (26), por volta das 21h40, na 4ª rua do conjunto Fonte Boa, periferia da “Cidade Modelo”. A vítima foi um adolescente de apenas 16 anos, identificado como Mateus Ramos dos Santos.
Segundo informações repassadas pela polícia, Ramon foi assassinado com pelo menos 4 disparos de arma de fogo, todos na cabeça. Ainda de acordo com a polícia, o crime foi cometido por um desconhecido que fugiu do local em uma bicicleta, acompanhado de outro desconhecido. “A vítima não tinha envolvimento com a criminalidade, era estudante e uma pessoa de bem. Familiares disseram que o menor não vinha recebendo nenhum tipo de ameaça e que ficaram surpresos ao saberem da morte de Ramon”, disse o delegado Patrício Pontes Neto, da Polícia Civil, que estava de plantão na delegacia do centro da cidade na noite do crime.
Sobre o que teria motivado a morte do adolescente, o delegado disse que há duas hipóteses, sendo uma de um possível crime passional, hipótese que não foi detalhada pela autoridade policial, e a outra de que a vítima teria sido confundida por outra pessoa e morta por engano. “Tudo está sendo investigado. Esperamos que em breve os responsáveis pelo assassinato sejam identificados e presos o quanto antes”, finalizou o delegado Patrício Pontes Neto.
TERRA ALTA
No município de Terra Alta, ainda na região do nordeste paraense, também aconteceu um homicídio por baleamento. Era por volta de 00h30min da madrugada de ontem quando policiais militares foram informados sobre uma pessoa que teria sido baleada dentro de uma residência, situada na rua 16 de Outubro.
Já no local, dentro do banheiro da residência, os policiais encontraram um rapaz caído no chão e todo ensanguentado com pelo menos dez tiros pelo corpo, a maioria na cabeça. Depois a vítima foi identificada como Paulo Robson Araújo da Silva, mais conhecido como “Paulão”, de idade desconhecida. Paulo Robson, o “Paulão”, morreu no local. A guarnição policial isolou a cena do crime até a chegada de peritos que removeram o corpo para o Instituto Médico Legal (IML) da cidade de Castanhal, onde foi necropsiado.
Quanto aos atiradores, moradores da área não souberam ou não quiseram dar informações, inclusive alegaram não terem ouvido nenhum barulho de veículo saindo do local. A Polícia Civil de Terra Alta tenta descobrir a motivação e autorias do crime.
Fonte:  Tiago Silva / Diário do Pará

Em Castanhal, escola é invadida e estudantes e professor assaltados

Estudantes e um professor da Escola Municipal de Ensino Fundamental Irene Titan foram assaltados por um homem que invadiu o prédio na noite de terça-feira (26). O crime ocorreu por volta das 20h.
De acordo com informações da Polícia Militar, imagens do circuito de segurança foram analisadas e foi constatado que a arma utilizada se tratava de um simulacro.
A maioria dos objetos roubados foram celular. Após a ação o meliante fugiu.
Foram feitas buscas no entorno da escola, mas sem êxito.
O assaltante entrou e saiu pulando o muro lateral do prédio.
O DOL tentou contato com a direção da escola, mas nossas ligações não foram atendidas.
A ocorrência foi atendida por homens do Comando de Polícia Regional, do 5° Batalhão da Polícia Militar de Castanhal.
Fonte: (Com informações de Tiago Silva/Diário do Pará)